Momento Jurídico

TCE-MT capacita servidores para formação de Brigada de Incêndio

Publicados

em


Foto: Marcos Bergamasco/TCE

Servidores e colaboradores do Tribunal de Contas de Mato Grosso (TCE-MT) e do Ministério Público de Contas (MPC) iniciam nesta terça-feira (13), o curso de formação de brigada de incêndio.  

O objetivo do curso é capacitar os servidores do TCE-MT e MPC com os conhecimentos básicos sobre prevenção, isolamento e extinção de princípios de incêndio, preparando-os para atuarem no combate, abandono de área e primeiros socorros, principalmente em caso de sinistro, minimizando os danos materiais e garantido sua segurança. Ao todo, 130 servidores participam do curso de controle e prevenção de incêndio.  

Do dia 13 a 23 de outubro, as aulas serão teóricas na modalidade EaD. Já do dia 26 de outubro a 9 de novembro, acontecem as instruções práticas, divididas em 10 turmas. A carga horária total será de 24h. O encerramento do curso será no dia 12 de novembro. 

A capacitação é realizada pela Assessoria Estratégica de Segurança do TCE-MT em parceria com a Escola Superior de Contas e será realizada de acordo com o que estabelecem os protocolos e instruções de trabalho para realização de eventos e treinamentos nos Protocolos de Biossegurança adotados pelo TCE-MT em razão da pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

Leia Também:  Justiça mineira recebe denúncia contra sócios da cervejaria Backer

 

Kleverson Souza
Secretaria de Comunicação/TCE-MT
E-mail: [email protected]

Fonte: TCE MT

Propaganda

Momento Jurídico

EJEs regionais se comprometem a adotar participação mínima de 30% de mulheres em eventos

Publicados

em


O Colégio de Dirigentes das Escolas Judiciárias Eleitorais (EJEs) decidiu, no último dia 9 de outubro, iniciar estudos para publicação de nova portaria que estipule participação mínima de 30% de mulheres em eventos das escolas regionais.

No evento, foi aprovada moção para elaboração de uma nova portaria, e as escolas se comprometeram a viabilizar a regra.

Em setembro, portaria publicada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) estabeleceu que, a partir de agora, cursos, seminários, concursos e demais atividades institucionais e educacionais promovidas pela EJE/TSE contarão com, no mínimo, 30% de mulheres nos papéis de palestrantes, professoras, entrevistadas e avaliadoras, entre outras funções de destaque.

A cota de gênero foi instituída pela Portaria TSE nº 665/2020.

No evento da Codeje de 9 de outubro, ficou definida a realização de nova reunião para deliberação sobre ato conjunto de todas as EJEs regionais. Confira a ata da reunião.

A maior participação feminina na Justiça Eleitoral é um dos objetivos da Comissão TSE Mulheres, que coordena os trabalhos do Participa Mulher (clique aqui). O grupo conta com servidoras de diversas áreas do tribunal e monitora ações que fortaleçam a atuação das mulheres nos espaços de poder.

Leia Também:  EJEs regionais se comprometem a adotar participação mínima de 30% de mulheres em eventos
Fonte: TSE

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA