Momento Policial

Adolescente envolvido em latrocínio de idoso, em Campos de Júlio, é apreendido pela Polícia Civil

Publicados

em


Raquel Teixeira/Polícia Civil-MT

Um adolescente de 16 aos foi aprendido nesta terça-feira (15.06) pela Polícia Civil em Comodoro, após expedição do mandado judicial determinando a busca e apreensão em um processo por ato infracional análogo a latrocínio.  O crime ocorreu na cidade de Campos de Júlio, no mês de fevereiro deste ano.

À época, a morte de Pedro Simão da Costa, de 81 anos, causou comoção social pela forma como foi cometida. Após realizarem o roubo e executarem a vítima, os envolvidos ainda tentaram atear fogo ao corpo do idoso.

De acordo com o delegado Ricardo Marques Sarto, o adolescente apreendido é um dos principais suspeitos de ter participado de uma tentativa de homicídio ocorrida na noite de quinta para sexta-feira da semana passada, em Comodoro.

O menor foi localizado pela equipe de investigação da Delegacia de Comodoro na residência da namorada, no Loteamento Cidade Verde.

Ele foi encaminhado para a delegacia, apresentado à autoridade policial e encontra-se à disposição da Justiça para as providências que o caso requer.

Latrocínio em Campos de Júlio

Pedro Simão da Costa foi morto no dia 21 de fevereiro, após chegar ao sítio onde trabalhava como caseiro e ser surpreendido por dois suspeitos. Um deles efetuou um disparo de arma de fogo no rosto da vítima e o outro deu um golpe no tórax.

Leia Também:  Polícia Civil incinera entorpecentes apreendidos em Paranaíta

O idoso ainda correu para fora da casa na tentativa de escapar dos criminosos, mas acabou caindo em frente à residência, após perder muito sangue. Os criminosos  arrastaram seu corpo para dentro da casa e tentaram atear fogo com o intuito de ocultar o cadáver, destruir as provas e evidências no local para atrapalhar as investigações.

Uma denúncia anônima chegou à Delegacia de Campos de Júlio informando que pessoas foram vistas saindo correndo do sítio onde ocorreu o crime, por volta das 16h do domingo.

A equipe de investigadores coordenada pelo delegado Ricardo Sarto identificou os suspeitos, após análise dos perfis e características, e seguiu até a casa deles. Ao indagar sobre onde estavam no momento do crime, os investigadores notaram que um dos rapazes apresentava um corte na mão e entrou em contradição ao explicar onde teria sofrido a lesão. Em seguida, um deles confessou o crime e mostrou onde havia escondido as roupas que utilizou, que estavam no forro da residência e com marcas de sangue.

Leia Também:  Policia Rodoviária Federal apreende quase meia tonelada de cocaína em Várzea Grande

Investigação 

Com as diligências realizadas pelos investigadores, depoimento dos envolvidos, bem como técnicas de investigação, a equipe da Delegacia de Campos de Júlio conseguiu chegar aos autores dos crimes, dois adolescentes e dois adultos.

De acordo com a apuração, os suspeitos relataram que a mulher e a adolescente ficaram de campana na frente da propriedade para avisar caso a vítima ou alguém estivesse vindo e eles não pudessem ser surpreendidos, pois a intenção era realizar um furto. Dois dos envolvidos, conforme a investigação, fazem parte de uma facção criminosa. “Na ganância por dinheiro, os suspeitos em princípio tinham o intuito de praticar um furto na residência da vítima. Foi um crime bárbaro e hediondo que trouxe comoção entre os moradores, pois a vítima era muito conhecida e querida na cidade” disseram os investigadores.

Os autores dos crimes foram autuados em flagrante por roubo seguido de morte (pena de reclusão de 20 a 30 anos), destruição e ocultação de cadáver, incêndio e corrupção de menores. Os adolescentes respondem pelos crimes análogos a latrocínio, destruição e ocultação de cadáver e incêndio.

Fonte: PJC MT

Propaganda

Momento Policial

Dez motoristas são presos por embriaguez ao volante durante Lei Seca

Publicados

em

 

A 31ª edição da Operação Lei Seca, realizada na madrugada deste domingo (01.08), em Cuiabá, resultou na prisão de 10 motoristas por embriaguez ao volante. Ao todo, 87 testes de alcoolemia foram realizados e um total de 71 autos de infração de trânsito foram lavrados.

Entre os autos de infração mais comuns, 22 foram lavrados por conduzir veículo sob efeito de álcool, 14 por conduzir veículo sem CNH, outros 14 por conduzir veículo sem registro ou não licenciado e cinco por recusa à realização do teste de alcoolemia.

Também foram lavrados 10 Termos Circunstanciados de Ocorrência (TCO) para motoristas não habilitados. O TCO é lavrado no caso de crimes de menor potencial ofensivo.

A operação fiscalizou um total de 80 veículos e terminou com o recolhimento de 33, sendo 27 carros e seis motocicletas. A fiscalização teve início às 0h e terminou por volta de 1h30.

Sob coordenação do Gabinete de Gestão Integrada (GGI) da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT), esta edição contou com a participação da Polícia Militar (PM-MT), por meio do Batalhão de Trânsito (BPMTRAN); Polícia Judiciária Civil (PJC-MT), por meio da Delegacia Especializada de Trânsito (Deletran); Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MT); Polícia Rodoviária Federal (PRF); Secretaria de Mobilidade Urbana de Cuiabá (Semob); e Sistema Penitenciário.

Leia Também:  Policia Rodoviária Federal apreende quase meia tonelada de cocaína em Várzea Grande
Fonte: PM MT

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA