Momento Policial

Ato em combate à violência contra a mulher lembra vítimas de feminicídios em MT

Publicados

em

Raquel Teixeira/Polícia Civil-MT 

Instituições que atuam na rede de proteção a vítimas de violência doméstica e familiar realizaram nesta quarta-feira (01.12), uma manifestação, no centro da Capital, lembrando das 41 vítimas de feminicídios ocorridos neste ano, em Mato Grosso.

A manifestação faz parte da campanha 21 dias de ativismo em combate à violência contra a mulher realizada em todo o mundo. A campanha segue até o dia 10 de dezembro.

A delegada Mariell Antonini Dias, da Delegacia da Mulher de Várzea Grande, lembra que cada vítima de feminicídio tem uma história de vida, com relatos de vida de diversos tipos de violência.

Foram penduradas em um varal peças de roupas femininas com marcas de tinta em vermelho lembrando

Participaram do ato representantes das Delegacias da Mulher de Cuiabá e de Várzea Grande, do Conselho Estadual da Mulher e parlamentares.

Um levantamento feito pela Polícia Civil mostra que das 78 ocorrências de homicídios de mulheres e de feminicídios registradas até outubro deste ano, 77% deles foram esclarecidos, com 60 autores identificados e 37 deles presos em flagrante ou por mandado de prisão decorrentes das investigações.

Leia Também:  Polícia Civil recupera motocicleta e indicia filho de vítima por furto em Confresa

O estudo aponta que 56% das mortes ocorreram nas residências das vítimas. Já o principal meio empregado pelos autores nos crimes foi a arma branca, em 38% dos casos. O emprego desse tipo de arma chama a atenção no levantamento, em função de ser um tipo de objeto presente em todos os lares e que tem reflexos relacionados também à pandemia, em que o isolamento social foi necessário, com as vítimas mais tempo no ambiente doméstico, diferente do meio empregado em anos anteriores, quando a arma de fogo foi o principal instrumento utilizado em homicídios de vítimas femininas.

Fonte: PJC MT

Momento Policial

Polícia Civil apreende 15 tabletes de cocaína avaliados em aproximadamente R$ 350 mil

Publicados

em


Assessoria/Polícia Civil-MT

Quinze peças de cloridrato de cocaína, avaliadas em aproximadamente R$ 350 mil, foram apreendidas pela Polícia Civil, na manhã desta quarta-feira (19.01), em ação da Delegacia Especializada de Repressão a Entorpecentes (DRE). A droga estava em posse de uma mulher, de 42 anos, que estava hospedada em um hotel em Várzea Grande.

A apreensão do entorpecente de alto valor de mercado ocorreu após a equipe da DRE receber denúncia realizada via 197, informando que uma mulher hospedada em um hotel na região central de Várzea Grande, estava com uma mala carregada de entorpecentes.

Os policiais foram até o hotel onde identificaram a hóspede, que questionada confessou estar em posse de uma mala carregada com drogas. No quarto da suspeita, foi encontrada a mala com 15 peças de cloridrato de cocaína, com valor estimado de R$ 22 mil cada.

Diante dos fatos, a suspeita foi conduzida à DRE onde após ser interrogada foi autuada em flagrante por tráfico de drogas. Segundo a delegada titular da DRE, Juliana Chiquito Palhares, a droga teria como destino um estado da região nordeste do país.

Leia Também:  Técnica de crochê auxilia na socioeducação de adolescentes do Case Sinop

“Essa droga na região de Cuiabá está avaliada em aproximadamente R$ 350 mil, mas teria como destino final a região nordeste do país, onde o valor se duplica”, disse a delegada.

Fonte: PJC MT

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA