Momento Policial

Batalhão Ambiental prende quatro pessoas por poluição sonora em MT

Publicados

em


.

Em menos de 24 horas, o Batalhão de Polícia Militar de Proteção Ambiental (BPMPA) conduziu quatro pessoas por poluição sonora, nas cidades de Rondonópolis e Cáceres. As ocorrências foram registradas entre o sábado (29.08) até a manhã deste domingo (30.08), após a PM receber denúncias de som alto. Na ação, a polícia apreendeu diversos aparelhos de som.

Dentre as ocorrências, uma foi registrada na manhã deste domingo, no bairro Sagrada Família. Os policiais ambientais foram acionados por vizinhos que relataram que havia som muito alto em frente a um estabelecimento comercial. A equipe foi até o local e com o aparelho decibelímetro digital foi constatado ruído de 79,6 decibéis; volume bem acima do permitido em lei. O som automotivo foi apreendido e o proprietário preso.

Já na noite de sábado, ainda em Rondonópolis, duas pessoas foram presas por poluição sonora, nos bairros Vila Operária e Distrito Industrial. Nos dois casos, a PM foi acionada também por meio de denúncias de moradores. Os aparelhos de som foram apreendidos e os suspeitos conduzidos à delegacia.

Leia Também:  Carro roubado em São Paulo é recuperado em Várzea Grande

Em Cáceres, uma mulher foi presa  por som alto, na noite de sábado, no bairro Jardim Aeroporto. Ao chegar ao local, os policiais realizaram a aferição do barulho e ficou constatado ruído de 69 decibéis, som bem acima do permitido entre as 19h e 7h, que é de 45 decibéis. O aparelho de som foi apreendido na ação e a suspeita detida.

Serviço

A sociedade pode contribuir com as ações da Polícia Militar de qualquer cidade do Estado, pelo 190 ou , sem precisar se identificar, por meio do disque- denúncia pelo 0800.65.39.39. Nesse número, sem custo de ligação, qualquer cidadão pode informar situações suspeitas ou crimes.

Fonte: PM MT

Propaganda

Momento Policial

Polícia Civil cumpre prisão de casal por latrocínio que vitimou idoso em Tangará da Serra

Publicados

em


.

Assessoria/Polícia Civil-MT

O casal apontado como principal suspeito do latrocínio que vitimou um idoso, de 81 anos de idade, no município de Tangará da Serra (239 km a médio norte de Cuiabá) teve o mandado de prisão cumprido pela Polícia Civil, após ser identificado em investigações da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) do município.

O crime que vitimou Lorival Tasca ocorreu na sexta-feira 04 de setembro, na residência do idoso, na Agrovila 12, Assentamento Antônio Conselheiro. Na ocasião, os suspeitos espancaram a vítima para roubar um aparelho de TV 32 polegadas.

A vítima morava sozinha e o fato só foi percebido na segunda-feira (07) pelos vizinhos, quando o idoso foi socorrido e encaminhado para o hospital. Devido a gravidade dos ferimentos, o idoso não resistiu e morreu cinco dias após o ocorrido.

Assim que foi acionada dos fatos,, a equipe da Derf iniciou as investigações, conseguindo informações sobre os possíveis autores do crime, um casal que morava em sítio na Agrovila 18, local conhecido por aglomerações de pessoas para uso de drogas e bebidas alcoólicas.  

Leia Também:  PM fecha duas bocas de fumo e detém cinco na capital

Com base nos elementos colhidos nas investigações, o delegado Edmar de Faria Filho, representou pelo mandado de prisão preventiva dos suspeitos pelo crime de latrocínio, os quais foram deferidos pela Justiça.  O suspeito foi preso na terça-feira (22) em Campo Novo do Parecis onde já cumpria pena por envolvimento em outro roubo.

Já a mulher teve a ordem de prisão cumprida na manhã de quarta-feira (23) no município de Tangará da Serra. Interrogados, os suspeitos confessaram o crime e disseram que entraram para roubar, porém o idoso acordou enquanto eles estavam na casa. 

Após o roubo, o casal fugiu e abandou a televisão e a motocicleta utilizada no crime.

Fonte: PJC MT

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA