Momento Policial

Operação desarticula atuação de grupo que utilizava licença falsa para exploração ambiental em Nova Lacerda

Publicados

em


Camila Molina/Polícia Civil-MT

Uma operação conjunta da Polícia Civil e da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) foi deflagrada na manhã desta quinta-feira (06.05) para desarticular a atuação de grupo envolvido com crime ambiental de exploração de minérios na região de Nova Lacerda. A ação resultou na apreensão de diversos maquinários e mais de 30 pessoas conduzidas à delegacia. O material apreendido na operação ainda está sendo contabilizado pelas equipes. 

A operação deflagrada pela Delegacia de Comodoro em parceria com a Sema conta com a participação das equipes da Delegacia Especializada de Meio Ambiente (Dema), Gerência de Operações Especiais (GOE), policiais das Delegacias de Pontes e Lacerda, Vila Bela da Santíssima Trindade, Campos de Júlio, além do apoio do Centro Integrado de Operações Aéreas (CIOPaer).

As investigações iniciaram após a Polícia Civil de Comodoro receber informações de que algumas pessoas estavam utilizando uma licença de exploração falsa, que deveria ser emitida pela Sema, para iniciar a exploração do solo de uma região na zona rural de Nova Lacerda. 

Leia Também:  Maior batalhão da Polícia Militar celebra 34 anos atendendo mais de 100 bairros na Capital

Em posse da licença falsa, os suspeitos chegaram a fechar um contrato com o proprietário da terra e já estavam atuando com a exploração da vegetação, modificação do solo, jogando detritos e fazendo a exploração de minérios, através da atividade de garimpo ilegal. 

Com base nas informações, as equipes da Polícia Civil de Comodoro e Vila Bela da Santíssima Trindade iniciaram as investigações, conseguindo junto a Sema um despacho da secretaria com elementos que identificam que a licença de operação apresentada pelos suspeitos é falsa. Entre os ítens apontados estão data, assinatura e alguns elementos específicos que comprovam a falsificação do documento. 

Dando continuidade as investigações, os policiais iniciaram os trabalhos de campo, sendo determinado que as equipes fizessem o levantamento de área, sendo identificado três principais pontos em que o grupo mais se concentra. Nos locais de atuação dos suspeitos, foi identificada a presença de maquinários, pás carregadeiras, caminhonetes, bombas d’água e ferramentas.

O delegado responsável pela investigação, João Paulo Berté, em consulta junto ao setor específico da Sema que mexe com a parte mineral, foi novamente confirmado que não existe licença para exploração do local onde foi feito o levantamento. 

Leia Também:  Mulher é presa em Rondonópolis com 11 tabletes de maconha que seriam comercializados em Cuiabá

“Desta forma fica caracterizado que todas as pessoas que estão na área, atuando com a exploração mineral e vegetal, estão em situação de flagrante de crime ambiental que está ocorrendo na região”, destacou. 

Mais de 30 pessoas foram  conduzidas para a Delegacia de Comodoro pra prestar esclarecimentos sobre os fatos e responderão por crime ambiental.

Fonte: PJC MT

Propaganda

Momento Policial

PM prende suspeitos com meia tonelada de defensivos agrícolas e R$ 13 mil em Sinop

Publicados

em


Neste domingo(20) policiais militares prenderam dois homens com 500 quilos de defensivos agrícolas contrabandeados, em Sinop. Com os suspeitos, a Polícia Militar apreendeu dois veículos, rádios comunicadores,   e R$ 13 mil em cheques. O produto irregular  teria saído de Cuiabá para ser entregue no município neste fim de semana.

Por volta das 11 horas, policiais militares receberam informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF) de que os veículos S10 e Fiat Strada que estavam  transportando produtos ilícitos vindos de Cuiabá. Diante da denúncia, a equipe da Polícia Militar montou uma barreira policial na rodovia de acesso à cidade de Ipiranga do Norte.

Os dois veículos foram visualizados e abordados pela PM nas proximidades do aeroporto de Sinop.  No momento da checagem, o motorista do carro Fiat Strada e da camionete S10 demostraram nervosismo e repostas desconexas.

Durante  minuciosa dos dois veículos, os policiais militares encontraram na camionete 23 sacos grande de Benzoato; total de  500 quilos do defensivo agrícola, carga avaliada em aproximadamente R$ 500 mil . O motorista do veículo não tinha nota fiscal do produto.

Leia Também:  Maior batalhão da Polícia Militar celebra 34 anos atendendo mais de 100 bairros na Capital

O motorista do veículo Fiat Strada relatou à PM que foi contratado pelo condutor da camionete para fazer o serviço de ‘ batedor ’  de Cuiabá até Sinop por R$ 1,5 mil. O batedor no crime vai na frente de um  veículo que transporta algum produto ilícito para avisar o condutor  sobre possíveis  barreiras e fiscalizações policiais no trajeto. Com os suspeitos, a PM apreendeu rádios comunicadores e R$ 13 mil em cheques.

O condutor da camionete S10 relatou aos policiais que receberia R$ 10 mil para realizar o transporte do produto ilegal até Sinop, para evitar abordagem policial, a dupla disse que pegou caminhos alternativos passando pela região de Diamantino, São José do Rio Claro e Ipiranga do Norte.

O motorista da S10 já tem passagem pela polícia por crime de contrabando, ele foi preso no ano de 2017 com roupas contrabandeadas da Bolívia. Os dois homens foram presos e os sacos com os defensivos agrícolas contrabandeados foram apreendidos.

 A ocorrência foi entregue à Delegacia de Polícia Judiciária Civil.

Leia Também:  Mulher é presa em Rondonópolis com 11 tabletes de maconha que seriam comercializados em Cuiabá
Fonte: PM MT

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA