Momento Policial

Polícia Civil cumpre prisão de envolvido em roubo de gado, sequestro e cárcere privado

Publicados

em


Assessoria | Polícia Civil-MT

A Polícia Civil de Poconé deflagrou na manhã desta quarta-feira (20.01) uma das fases da operação “Boi Bravo” para cumprimento de um mandado de prisão temporária decretado após investigação para apurar um roubo de gado ocorrido no município de Nossa Senhora do Livramento.

O trabalho operacional contou com apoio da Polícia Militar do município e resultou na prisão por mandado do suspeito de 40 anos, detido em uma residência no bairro Jurumirim, em Poconé.

O inquérito policial investiga o roubo majorado com restrição de liberdade, concurso de pessoas e emprego de arma de fogo, sequestro e cárcere privado, associação criminosa e receptação.

Os policiais civis vinham investigando o crime praticado no dia 05 de janeiro, em uma propriedade na zona rural de Nossa Senhora do Livramento (42 km ao sul de Cuiabá), quando funcionários e suas famílias foram rendidos e mantidos como reféns, trancados em um dos cômodos da sede da fazenda por cerca de 19 horas.

Do local foram roubados 82 cabeças de gado, cada uma avaliada em torno de R$ 2,5 mil,  localizadas e recuperadas pelos policiais civis e militares poucas horas depois do crime. Na ocasião, uma pessoa foi presa em flagrante delito.

Leia Também:  Gestores da Polícia Civil se reúnem com representantes de municípios do extremo norte de MT

No decorrer das diligências para esclarecimento do roubo, a Delegacia de Poconé ouviu várias testemunhas, vítimas, bem como foram colhidos indícios e diversos elementos de prova que possibilitaram a representado do mandado de prisão temporária, cumprida nesta quarta-feira (20).

No momento da abordagem do suspeito alvo da ordem judicial, a filha do investigado tentou despistar os policiais dizendo que o pai não estava na casa. No entanto, como as equipes vinham realizando vigilância e monitoramento do local era sabia que o procurado estava escondido no endereço.

Em razão do suspeito não acatar o pedido para sair do imóvel, os policiais civis e militares realizaram a entrada tática na casa para cumprimento da prisão. No local também foi apreendido um aparelho celular produto do roubo, que foi formatado.

Após a prisão, o suspeito foi conduzido para a Delegacia de Poconé, interrogado pelo delegado Maurício Maciel Pereira e posteriormente encaminhado para a Cadeia Pública do município.

As investigações continuam para identificar de outros envolvidos no crime.

 

Fonte: PJC MT
Leia Também:  Quatro pessoas são presas em desarticulação de escritório de golpes em Rondonópolis

Propaganda

Momento Policial

Prefeitos do Araguaia e Xingu destacam atuação da Polícia Civil na região

Publicados

em


Assessoria | Polícia Civil-MT 
 

A Diretoria da Polícia Civil se reuniu na tarde desta sexta-feira (26.02) com prefeitos e representantes dos 11 municípios da Regional de Confresa (1.160 km a nordeste de Cuiabá), dando continuidade à agenda institucional no interior do estado.

O encontro que reuniu delegados de polícia, Executivo municipal, presidentes dos Conselhos Comunitários de Segurança Pública (Conseg) da região e vereadores foi realizado na Câmara de Confresa. Participaram representantes de Vila Rica, Confresa, Luciara, Alto Boa Vista, São Félix do Araguaia, Canabrava do Norte, São José do Xingu, Santa Cruz do Xingu, Terezinha, Santo Antônio do Rio das Mortes e Porto Alegre do Norte.

O evento teve como objetivo a aproximação com a população, além de buscar parcerias, ouvir demandas, apresentar funções e os serviços desenvolvidos pela Polícia Civil, bem como prestar contas do que vem sendo realizado pela instituição.

O delegado-geral da Polícia Civil, Mário Dermeval, pontuou que a troca de informação com os gestores municipais e contato direto contribui para a criação de um planejamento e na prestação dos serviços da instituição à sociedade.

De acordo com o delegado regional, Marcos Leão, todos os prefeitos dos 11 municípios da região Araguaia e Xingu foram convidados, os que não puderam vir enviaram representantes para debater demandas relacionadas com a segurança pública, bem como a atuação da Polícia Civil nas respectivas cidades. “Isso certamente fortalecer a Polícia Civil e, consequentemente, contribui com a segurança pública aumentando a sensação de segurança na região, alavancando ainda mais o trabalho investigatório, cartorário e operacional nessa região, dando assim a resposta que a sociedade precisa”, disse o regional, acrescentando que o debate com os gestores municipais aumentará a responsabilidade da Polícia Civil na região, além de ao mesmo tempo demonstrar o que vem sendo realizado e em que podemos melhorar”, finalizou o delegado Marcos Leão.

Leia Também:  Cercado por populares, homem é preso após tentar furtar caminhonete em Cuiabá

Presente na reunião, o prefeito da cidade de Confresa, Ronio Condão, considerou produtiva a aproximação da Polícia Civil com os municípios para debater a segurança pública. “Eu como prefeito de Confresa me sinto mais seguro, e ações como desse formato fortalecerá todas as pontas. Uma região tão distante como a nossa, a mais de 1.000  quilômetros da Capital, e ter essa ligação  certamente refletirá no bem da população”, falou o prefeito.

O prefeito do município de Luciara, Parassu de Souza Freitas, pontuou sobre a importância de participar do encontro para conhecer melhor os trabalhos desenvolvidos pela Polícia Civil. “Como dito pelos gestores, a instituição não tem condições de manter um delegado de polícia em Luciara, em razão do baixo efetivo, porém, trabalharei para conseguir a reabertura da nossa delegacia”. 

Para encerra o encontro, o prefeito de Porto Alegre do Norte, Daniel Rosa do Lago, agradeceu a Polícia Civil pela oportunidade que possibilitou a apresentação das demandas da instituição, bem como mostrar um pouco das ações que estão sendo desenvolvidas na região.

Leia Também:  Homem é preso em flagrante pela Polícia Civil por homicídio qualificado e lesão corporal

“Sabemos que a investigação não pode aparecer, em razão da peculiaridade do trabalho, porém hoje percebemos que está sendo feito com muita excelência, até mesmo em virtude da quantidade de profissionais atualmente na região. Precisamos cobrar mais do Governo do Estado para aumentar o quadro de policiais civis, principalmente para nossa região que vive pleno desenvolvimento e crescimento”, disse Daniel Rosa.

Todos os prefeitos e representantes presentes receberam com o kit da Coordenadoria de Polícia Comunitária da Polícia Civil, contendo uma garrafa para esporte, chaveiro, folders e cartilhas, além de uma caneca personalizada.

Foto: Rodrigo Ibiapino Morais – IPC-MT

Fonte: PJC MT

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA