Momento Policial

Polícia Civil e o Procon Municipal realizam ação para reprimir o aumento abusivo de preços em produtos da cesta básica

Publicados

em


.

Assessoria | Polícia Civil-MT

A Polícia Civil, por meio da Delegacia Especializada de Defesa do Consumidor (Decon), e o Procon Municipal de Cuiabá realizaram nesta terça-feira (15.09), em Cuiabá, uma fiscalização visando coibir eventual prática de aumento abusivo de preços ao consumidor de produtos da cesta básica.

Os policiais civis acompanhados dos fiscais estão visitando supermercados da Capital e intimando os seus responsáveis legais a apresentar documentos com os valores de compra e venda de produtos.

O principal objetivo do trabalho integrado é identificar possíveis aumentos ilegais nas margens de lucro das empresas, em produtos essenciais como o arroz e o óleo de cozinha.

Conforme o delegado da Decon, Rogério Ferreira, embora seja de conhecimento de todos que com o surgimento do Covid-19 aumentou a demanda mundial por alimentos. A ação conjunta visa identificar eventuais pessoas e empresas que possam estar se aproveitando da situação de crise para aumentar suas margens de lucro, em detrimento dos consumidores sob a alegação de que se trata apenas de um movimento natural do mercado, ocasionado pela pandemia e pelo aumento nas exportações.

Leia Também:  Nova delegacia é construída com união de instituições públicas e sociedade

“Desde o início da pandemia causada pelo coronavírus, a Polícia Civil e os Procons Municipal e Estadual vem realizando diversas ações integradas, para coibir e reprimir o aumento abusivo no preço de produtos, como o álcool em gel 70º INPM e a ivermectina, resultando na abertura de dezenas de procedimentos investigatórios preliminares e a responsabilização administrativa e criminal de empresários que tentaram se aproveitar da situação de desabastecimento”, disse Rogério Ferreira.

O delegado da Decon salientou que as diligências e investigações continuam, bem como outros supermercados poderão ser alvos da fiscalização, sendo averiguados e responsabilizados, se houver a comprovação de eventual prática de aumentos abusivos de preços ao consumidor. 

 

 

Fonte: PJC MT

Propaganda

Momento Policial

Crimes de homicídio, roubo e furto reduzem em Cuiabá e Várzea Grande

Publicados

em


.

Hérica Teixeira/Sesp-MT

Os municípios de Cuiabá e Várzea Grande apresentaram reduções nos principais índices criminais, entre janeiro e agosto deste ano, em comparação com o mesmo período de 2019. Os dados são da Superintendência do Observatório de Violência da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT).

Nos primeiros oito meses de 2020, 48 pessoas foram vítimas de homicídio em Cuiabá. Entretanto, no mesmo período do ano passado, 60 pessoas morreram pela mesma prática criminosa, o que representa uma redução de 20%. O município de Várzea Grande também apresentou queda de quase 21%. Em 2020, 27 pessoas morreram contra 34 no mesmo período do ano anterior.

O levantamento tem como base os registros de Boletins de Ocorrências (BOs) nas duas cidades. Já em relação os crimes de roubo seguido de morte, Cuiabá registrou redução de 75%, totalizando uma pessoa morta em 2020, enquanto em 2019 foram quatro. O município vizinho a capital, Várzea Grande, apresentou uma queda ainda maior: -83%. Nos primeiros oito meses deste ano uma pessoa morreu, já no mesmo período do ano passado foram seis.

Leia Também:  Homem é preso em flagrante depois de roubar celular de casal em Cáceres

O secretário adjunto de Integração Operacional da Sesp, coronel PM Victor Fortes, ressalta que mesmo com um ano atípico por conta da pandemia, as forças de segurança continuaram atuando firmemente no combate à criminalidade e não diminuíram o ritmo das operações, reforçando o policiamento, as ações integradas e investigações criminais.

“O empenho das forças de segurança e o comprometimento dos profissionais foram primordiais para alcançar os resultados. A Sesp fortaleceu a integração tanto na atividade de inteligência quando na atuação operacional entre as instituições, com ações preventivas e repressivas no enfrentamento aos principais índices criminais, principalmente no enfrentamento aos crimes contra a vida e o tráfico de drogas. Nosso objetivo é continuar ampliando as ações”, enfatiza.

Crimes contra o patrimônio

Nos primeiros oito meses do ano, os crimes de roubo (quando há violência) reduziu 25% em Cuiabá e 37% em Várzea Grande. Na capital, foram 2.202 em 2020 registros contra 2.948 em 2019. Já em Várzea Grande foram 986 roubos registrados neste ano, enquanto que no ano passado foram 1.576 ocorrências.

Leia Também:  Nova delegacia é construída com união de instituições públicas e sociedade

Os furtos em Cuiabá reduziram 31% em 2020. Foram 5.992 registros em 2020 contra 8.798 em 2019. Em Várzea Grande, a queda ultrapassou 27%. Neste ano ocorreram 1.864 furtos, enquanto no ano passado foram 2.586 ocorrências.

Compõem as forças de segurança a Polícia Militar (PM), Polícia Judiciária Civil (PJC), Corpo de Bombeiros Militar (CBM), Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec), Departamento Estadual de Trânsito (Detran), Sistema Penitenciário e Sistema Socioeducativo.

Fonte: PJC MT

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA