Momento Policial

Polícia Civil esclarece homicídio de morador de gleba e prende autores do crime

Publicados

em


Assessoria/Polícia Civil-MT

A Polícia Civil de Santa Terezinha (1.312 km a nordeste de Cuiabá) cumpriu nesta quinta-feira (15.10) dois mandados de prisões contra homens investigados por um homicídio ocorrido no mês de junho deste ano, em uma comunidade rural do município.

No dia 3 de junho, os policiais civis de Santa Terezinha receberam a informação de que havia um corpo no rio Beleza. Foi acionada a equipe de perícia da Politec e constatado que o corpo tinha  perfurações de arma branca e sinais de maus tratos. A equipe de investigação iniciou as diligências para identificar a vítima, bem como a motivação e os possíveis autores do crime.

Rio Beleza, no mmunicípio de Santa Terezinha, onde o corpo da vítima foi encontrado?

Durante as investigações, os policiais civis chegaram à identificação de que o corpo era de Édio Martins da Cruz, 52 anos, conhecido como ‘Cabelinho’, que morava e trabalhava em um sitio na gleba Carlos Peliciolli. O vilarejo está localizado na divisa do estado com o Pará e tem histórico de desavenças e brigas por terras.

Leia Também:  Polícia Civil prende em flagrante suspeitos de furtos e recupera diversos objetos

Após diversas diligências na comunidade, os investigadores chegaram à motivação do crime e identificaram os autores do homicídio. Com base nas provas coletadas, o delegado Luís Felipe Nascimento Leoni representou pela prisão preventiva dos envolvidos, que foram cumpridas nesta quinta-feira.

Em interrogatório, os envolvidos confessaram que o crime foi cometido por desavença sobre disputa de terra. Conforme a equipe de investigação, a vítima não tinha nenhum familiar na região.

“Édio não tem nenhum familiar na região que pudesse lutar por ele, no entanto,  há um grande clamor de amigos e conhecidos por justiça, já que era muito querido na comunidade”, disse o policial Douglas Sales, que mesmo com uma equipe reduzida conseguiu concluir a investigação e chegar aos aurores do crime.

Os dois investigados pelo crime foram encaminhado a uma unidade prisional da regiçao, onde permanecerão à disposição do Poder Judiciário.

Fonte: PJC MT

Propaganda

Momento Policial

Polícia Civil inicia entrega de rádio comunicadores digitais às unidades das regionais de Cuiabá e VG

Publicados

em


Assessoria | Polícia Civil-MT

A Polícia Civil de Mato Grosso iniciou na tarde desta quinta-feira (22.10) a distribuição das 125 unidades do kits de rádios digitais, que serão entregues para todas as delegacias de policiais de Cuiabá, Várzea Grande e municípios da região metropolitana da Capital.

 

A primeira unidade policial a receber os equipamentos modernos de comunicação foi a Delegacia Especializada de Delitos de Trânsito (Deletran), que passará agora a operar no sistema de radiocomunicação digital, em substituição ao sistema analógico. A meta é que até 2022 Mato Grosso deixe de operar totalmente a comunicação analógica. 

Os 125 kits são compostos de um rádio HD acompanhado de antena, carregador com fonte, capa, fone de ouvido e adaptador de tomada.

Os equipamentos foram adquiridos por meio do Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) celebrado pela Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp) e Ministério Público Estadual, sendo em seguida disponibilizados para uso das forças de segurança pública.

Para o delegado da Deletran, Christian Cabral, a aquisição dos aparelhos digitais representam um avanço, não apenas na economia de custo ao poder público, pois agora a polícia deixa de fazer o uso da telefonia, mas também no ganho da eficiência e segurança.

Leia Também:  Polícia Civil de MT cumpre prisão de suspeito de homicídio ocorrido em São Bernardo do Campo

Os aparelhos permitem a comunicação com qualquer cidade abrangida pela rede digital e também a integração com os outros órgãos de segurança, que estejam fazendo uso do equipamento.

“Com isso agora a gente desobstrui o serviço de despachamento de ocorrência do Ciosp, pois a Deletran poderá modular diretamente com as equipes e com as demais forças de segurança que atuam nos atendimentos de acidente de trânsito!”, destacou o Cristian Cabral.

“Além de permite a maior agilidade nas comunicações, haja vista que esses policiais não precisam mas fazer o uso de telefones, que são burocráticos e demorados, e ainda geram custo. Podendo assim a economia financeira ser revertida em ação de melhorias para segurança pública”, finalizou o delegado.

A entrega dos rádios comunicadores digitais é realizada pela Coordenadoria de Tecnologia da Informação (Coti), conforme cronograma de programação.

 

As unidades policiais, quando informadas para comparecem para receber os equipamentos, deverão proceder com a entrega dos rádios HT analógicos que estão instalados nas delegacias, que posteriormente serão redistribuídos para as unidades da Polícia Civil do interior do Estado.

Leia Também:  Policiais civis localizam e prendem em flagrante suspeito de roubo contra motorista de aplicativo

O sistema de radiocomunicação digitalizado e criptografado é uma reivindicação antiga da área de segurança. A primeira etapa do sistema abrange, que começou a funcionar na semana passada, abrange além de Cuiabá e Várzea Grande, as cidades de Poconé, Barão de Melgaço, Santo Antônio de Leverger, Nossa Senhora do Livramento, Jangada, Acorizal, Chapada dos Guimarães, Rosário Oeste, Nova Brasilândia, Planalto da Serra, Nobres e os distritos de Agrovila das Palmeiras e Paraíso do Manso.

A Sesp adquiriu 19 conjuntos de Estações Repetidoras (ERB’s), 950 unidades de rádio portátil, 160 rádios móveis e 80 fixos, além de demais instrumentos necessários para distribuição a todas as forças de segurança do Estado.

Fonte: PJC MT

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA