Momento Policial

Repressão a organizações criminosas resulta em 82 prisões no primeiro semestre de 2022

Publicados

em

O enfrentamento da Polícia Civil a organizações criminosas no estado resultou em 82 prisões no primeiro semestre deste ano em ações realizadas pela Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO), em especial na repressão a roubo e furto de cargas e de defensivos agrícolas em Mato Grosso. A Polícia Civil também registrou a apreensão de 22 toneladas de defensivos, número superior ao total apreendido no ano passado.

Como parte da atribuição da unidade especializada estão investigações sobre organização criminosa, sequestro, roubos/furtos contra instituições financeiras e de defensivos agrícolas e de cargas. As ações englobaram ainda prisões de integrantes de organizações criminosas que estavam foragidos há muito tempo.

Nos seis primeiros meses deste ano foram apreendidos 21 veículos (12 carros, duas motocicletas, três caminhões e quatro semirreboques), 12 armas de fogo, mais de R$ 46 mil em dinheiro e 276 munições de diferentes calibres.

As ações também resultaram na apreensão de três emulsões de explosivos, 22 toneladas de defensivos agrícolas, número que supera a apreensão do ano passado inteiro, além de uma carga de 50 toneladas de soja, outra de 39 toneladas de sal e 62 litros de óleo.

O delegado titular da GCCO, Vitor Hugo Bruzulato Teixeira, destaca que o resultado é um somatório de investigações realizadas pela própria unidade e também fruto da proximidade com delegacias do interior e parcerias com outras instituições.

Leia Também:  Passageira de ônibus é presa novamente transportando drogas

Defensivos agrícolas

As ações de combate a roubos, furtos, desvios e adulteração de defensivos agrícolas foram um dos focos de atuação da GCCO no primeiro semestre do ano. Neste primeiro semestre foram apreendidas 22 toneladas de defensivos agrícolas, número superior ao total apreendido em 2021, quando 19 toneladas foram recolhidas durante operações especializadas.

As apreensões e prisões foram cumpridas durante realizadas neste primeiro semestre, entre elas as Operações Incipere, Piratas do Agro, Cartão Vermelho (fases 1 e 2) e Ceres.

“Importante destacar que houve redução dos roubos e furtos de defensivos no estado até o presente momento”, destaca o delegado Vitor Hugo, apontando que no período de janeiro a maio deste ano, a redução de furtos de cargas foi de 37% no comparativo com o mesmo período de 2021.

Na operação Piratas do Agro, deflagrada em março, a GCCO cumpriu 15 mandados judiciais contra uma quadrilha investigada por furtos de 490 toneladas de fertilizantes no estado.

Foram também apreendidos veículos, inclusive, os utilizados para furtar e transportar as cargas de fertilizantes das propriedades rurais. Todos os mandados foram cumpridos em Rondonópolis, no sul do estado, onde os investigados residem.“Apenas em duas propriedades de Sorriso, o grupo criminoso furtou 225 toneladas de adubo granulado e cloreto de potássio. Outros três furtos de investigados ocorreram em fazendas de Santa Rita do Trivelato, São José do Rio Claro e Brasnorte”, pontuou o delegado.

Leia Também:  Veículo do Rio de Janeiro é recuperado em Rondonópolis/MT

Roubo e furto de cargas

Passando a ser atribuição recente da GCCO, as investigações de roubos de cargas já apresentaram resultados positivos, com a apreensão de mais de 50 toneladas de soja, 39 toneladas de sal e 62 litros de óleo apenas nos seis primeiros meses deste ano.

Antissequestro e roubo a banco

Foi deflagrada a operação Safety no final do mês de março, em Vera, para a prisão dos autores da extorsão mediante sequestro, ocorrida em julho do ano passado, contra uma funcionária de uma cooperativa de crédito.

Em relação às investigações de furto e roubo a instituições financeiras, a GCCO prendeu em março, três responsáveis pelo pela execução do roubo ocorrido em 16 de dezembro do ano passado a uma agência bancária em Ribeirão Cascalheira. Na ocasião, os autores entraram armados na agência do Banco Bradesco, renderam funcionários e clientes sob violência e grave ameaça e fugiram levando dinheiro.

Força-tarefa

Diversas ações também foram realizadas dentro da Força Tarefa de Segurança Pública, que reúne em Mato Grosso a Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Civil, e Polícia Militar. A força-tarefa, que conta com integrantes da GCCO, tem por objetivo realizar uma atuação conjunta e integrada no combate ao crime organizado em Mato Grosso.

Fonte: PJC MT

Propaganda

Momento Policial

Veículo do Rio de Janeiro é recuperado em Rondonópolis/MT

Publicados

em

Na noite de ontem (04), na BR 364, no município de Rondonópolis/MT, a Polícia Rodoviária Federal abordou um veículo que seguia sentido Cuiabá.

Durante a abordagem o condutor foi questionado sobre a viagem e apresentou informações desconexas, o que gerou suspeitas por parte dos policiais.

Iniciado a fiscalização, foram encontrados indícios de adulteração em alguns elementos identificadores do veículo. Ao realizar as consultas, constatou-se que a placa aparente não se tratava da original, a qual foi encontrada no interior do automóvel.

 Além disso, constava um registro de roubo do veículo na cidade do Rio de Janeiro em maio deste ano.

Diante das informações obtidas, o homem foi detido, a princípio, por adulteração de sinal identificador de veículo automotor e receptação, sendo encaminhados à Polícia Judiciária.

Fonte: PRF MT

Leia Também:  Passageira de ônibus é presa novamente transportando drogas
Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MAIS LIDAS DA SEMANA

Botão WhatsApp - Canal TI
Botão WhatsApp - Canal TI