Momento Policial

Rotam prende suspeito com revólver e animais silvestres no São Simão

Publicados

em


.

Na madrugada deste domingo(30) o Batalhão Rotam prendeu um homem de 45 anos denunciado por violência doméstica contra a namorada com um revólver e dois animais silvestres criados em cativeiro ilegalmente, no bairro São Simão. A arara e o macaco prego apreendidos na casa do suspeito foram entregues aos policiais do Batalhão de Proteção Ambiental da PM. 

 

Os policiais foram acionados via 190 por volta da 00h30 para verificar uma ocorrência em que vizinhos ouviram disparos de armas de fogo e apontaram que o suspeito estava agredindo a mulher em uma residência. 

 

A Rotam foi até o endereço apontado e os policiais foram atendidos pela vítima, namorada do suspeito. A mulher disse que realmente houve uma briga entre o casal por ciúmes e que o seu namorado estava dormindo no quarto. A polícia pediu para a vítima chamar o suspeito e durante o atendimento, os policiais avistaram um revólver da marca Rossi cal 38 na estante de TV da residência. 

 

O suspeito foi questionado sobre ter agredido a namorada, ele disse que teve apenas uma discussão por causa de ciúmes. A PM  então perguntou sobre a arma de fogo que não tinha registro e ainda estava com numeração raspada. 

 

Leia Também:  Policiais militares salvam bebê que se afogou na banheira em Tangará da Serra

Durante a checagem no interior da residência, os policiais se depararam com dois animais silvestres mantidos em cativeiro em dois quartos da casa; uma arara  e um macaco prego amarrado. A arara e o macaco foram apreendidos e o Batalhão de Proteção Ambiental foi acionado para cuidar dos animais que eram criados ilegalmente. 

 

O suspeito recebeu voz de prisão por injúria real, posse ilegal de arma de fogo e ter animais silvestres em cativeiro de forma ilegal. A ocorrência foi entregue a Polícia Judiciária Civil.

Serviço

 

A sociedade pode contribuir com as ações da Polícia Militar de qualquer cidade do Estado, pelo 190 ou , sem precisar se identificar, por meio do disque- denúncia pelo 0800.65.39.39. Nesse número, sem custo de ligação, qualquer cidadão pode informar situações suspeitas ou crimes.

 

Fonte: PM MT

Propaganda

Momento Policial

Suspeito de estupro de vulnerável de enteada em Cáceres tem prisão cumprida em Cuiabá

Publicados

em


.

Assessoria/Polícia Civil-MT

Um homem investigado pela Delegacia Especializada de Defesa da Mulher de Cáceres (228 km a oeste de Cuiabá pelo crime de estupro de vulnerável, teve o mandado de prisão cumpridos na tarde desta sexta-feira (25.09), pela Polícia Civil em Cuiabá, em ação realizada pelos policiais da Delegacia  Especializada de Repressão a Entorpecentes (DRE).

O suspeito, de 27 anos, foi alvo de investigação da Delegacia da Mulher de Cáceres, em setembro de 2019, pela prática de estupro de vulnerável contra a sua enteada de apenas 10 anos de idade. Segundo as investigações, o suspeito manteve relação sexual com a vítima diversas vezes, fato comprovado por exame de corpo delito realizado pelo menor.

Os fatos foram percebidos pela coordenadoria da escola onde a criança estuva, que percebeu mudanças de comportamentos da aluna, que reclamava de dores na parte debaixo da barriga e chorava com facilidade. Durante conversa com a menor, ela revelou que estava sendo abusada sexualmente pelo padrasto.

Leia Também:  Polícia Civil prende suspeito e esclarece tentativa de latrocínio com motivação passional

Na delegacia, a menor foi ouvida e deu detalhes que comprovavam os abusos praticados pelo padrasto. Diante das evidências, a delegada Judá Maali Pinheiro Marcondes, representou pelo mandado de prisão preventiva do suspeito, que foragiu da cidade.

Com a ordem de prisão decretada e informações do possível paradeiro do investigado na cidade de Cuiabá, a equipe da Delegacia da Mulher de Cáceres entrou em contato com os policiais da DRE. O suspeito foi localizado e teve a ordem de prisão cumprida em uma obra em que estava trabalhando, no bairro Bandeirantes.

Após ter o mandado cumprido, o suspeito foi apresentado na DRE para as providências cabíveis.

.

Fonte: PJC MT

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA