Momento Saúde

Bahia fecha acordo com a Rússia para adquirir 50 mil doses de vacina

Publicados

em


source
vacina
Pixabay

Vacina desenvolvida pela Rússia está na fase 3

O governador da Bahia, Rui Costa (PT), confirmou nesta sexta-feira (11) a assinatura de um acordo que levará 50 mil doses da vacina contra a Sputnik V , desenvolvida pela Rùssia, ao estado. Atualmente, a vacina está na fase 3 de teses, sendo uma das mais adiantadas do mundo.

Ainda não há detalhes sobre valores estabelecidos no acordo ou datas específicas. De acordo com o governador , a vacina poderá ser fornecida ao Brasil quando for considerada segura e aprovada pelos órgãos de saúde.

“Bahia assinou um acordo de cooperação com o fundo soberano da Rússia, o RDIF, para o fornecimento de 50 milhões de doses da vacina Sputnik V, a primeira contra coronavírus registrada em todo o mundo. Vamos poder fornecer a vacina para todo Brasil quando ela for aprovada pelos órgãos responsáveis”, escreveu Rui Costa no Twitter.

Leia Também:  Pesquisadores usam acelerador de partículas para estudar detalhes do coronavírus

Envolta em polêmicas que alegam falta de transparência nas pesquisas, a vacina russa é desenvolvida pelo Instituto de Pesquisa Gamaleya, e já fechou outro acordo no Brasil: para distruibuir e testar o medicamento no Paraná.

Fonte: IG SAÚDE

Propaganda

Momento Saúde

Governo muda o tom e confirma intenção de aderir a programa de vacinação Covax

Publicados

em


source

Agência Brasil

vacina
Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Governo brasileiro confirmou intenção de aderir a programa Covax de vacinas contra a Covid-19

Após tratativas com a Aliança Global de Vacinação (GAVI, na sigla original em inglês), o governo brasileiro surpreendeu após informações indicarem que o país  poderia ficar de fora do programa Covax da vacinas contra a Covid-19 e confirmou a intenção de aderir ao grupo na noite desta sexta-feira (18).

A iniciativa, inédita e co-liderada pela Organização Mundial da Saúde (OMS), busca impulsionar o desenvolvimento de vacinas para combater a pandemia de Covid-19 e ajudar na produção e distribuição dos medicamentos mais eficazes assim que disponíveis.

Por meio de nota, a Secretaria Especial de Comunicação Social (Secom), do Ministério das Comunicações, disse que o Ministério da Saúde tem atuado em diversas frentes para alcançar com agilidade e segurança uma solução efetiva para a cura da Covid-19 .

Leia Também:  Na Argentina, soro de cavalo é testado em pacientes com a Covid-19

A Secom reiterou ainda que a aquisição de uma vacina segura e eficaz é prioridade do governo federal.

Mais de 170 países aderiram ao programa de vacinação

Em um vídeo pré-gravado para um webinar sobre o Covax , Tedros Adhanom Ghebreysus, diretor geral da OMS disse que até esta quinta (17) mais de 170 países já haviam aderido à iniciativa. “Mais de 170 países aderiram à Covax, ganhando acesso garantido ao maior portfólio mundial de vacinas candidatas” informou o principal representante da OMS.

Fonte: IG SAÚDE

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA