Momento Saúde

Bares e restaurantes são foco e origem de diversos casos da Covid-19, diz estudo

Publicados

em


source
Restaurantes
Pixabay

Bares e restaurantes podem ser o foco de diversos casos da doença

Nesta quinta-feira (10), autoridades de Saúde dos EUA divulgaram os resultados de um estudo que mostrou a importância de estabelecimentos como bares e restaurantes na expansão de  casos da Covid-19 no país e como diversos casos tiveram exatamente esses locais como “foco inicial”.

Segundo informações da agência de notícias AFP, especialistas do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) fizeram um questionário com 300 pacientes atendidos em hospitais nos EUA ao longo do mês de junho, sendo que 150 deles testaram positivo para a Covid-19 .

No processo, chamado de rastreamento de contatos, foram feitas perguntas sobre os locais visitados por estas pessoas, uso de transporte público e até visitas a casas com mais de dez pessoas. O resultado mostrou que tanto participantes positivos como os negativos relataram o uso de máscara na maioria dos lugares, exceto em bares e restaurantes.

Leia Também:  Onze estações de trem em São Paulo promovem vacinação nesta segunda

Os pacientes que foram infectados pelo novo coronavírus (Sars-Cov-2) relataram terem ido mais vezes nestes locais do que as pessoas que testaram negativo. Bares e restaurantes também respondem pela maioria dos casos em que os entrevistados disseram não terem conhecimento de ter tido contato com infectados.

Ainda de acordo com a publicação, o estudo precisa passar por confirmações para que os resultados possam ser utilizados com maior precisão, uma vez que os pesquisadores não conseguiram confirmar onde as infecções realmente ocorreram, apesar de terem traçado o possível início até os estabelecimentos.

Porém, o que fica claro – e é defendido na conclusão da pesquisa – é a importância do uso de máscaras em locais como bares e restaurantes para evitar ou diminuir os riscos de infecção por meio de gotículas do vírus da Covid-19 .

Fonte: IG SAÚDE

Propaganda

Momento Saúde

SP volta a ter queda em casos, internações e mortes por Covid-19

Publicados

em


source

Agência Brasil

egundo o governador de São Paulo, João Doria, esse é um indicador importante porque demonstra a tendência da pandemia.
Governo do Estado de São Paulo/Divulgação

egundo o governador de São Paulo, João Doria, esse é um indicador importante porque demonstra a tendência da pandemia.

Após uma semana de alta, o estado de São Paulo voltou a apresentar, na semana passada, queda no número de óbitos e de novos casos por coronavírus, mantendo queda no número de novas internações, o que vem ocorrendo já há dez semanas.

Na semana passada – 39ª Semana Epidemiológica – que compreende o período entre os dias 20 e 26 de setembro, o estado registrou 1.136 mortes provocadas pelo novo coronavírus, o que dá uma média móvel de 162 mortes por dia, próximo ao que o estado registrava em meados de maio. A média móvel é calculada somando-se o total de casos registrado na semana e dividindo-o pelo número de dias.

Na semana anterior – 38ª Semana Epidemiológica – entre os dias 13 e 19 de setembro, o estado havia registrado 1.360 mortes, média móvel de 194 óbitos por dia, o que interrompeu cinco semanas consecutivas de queda no indicador.

Leia Também:  Brasil registra 141.741 mortes por Covid-19, diz boletim oficial

Apesar disso, o estado vem apresentando média móvel abaixo de 200 mortes por dia nas últimas quatro semanas. A maior média móvel ocorreu na 29ª Semana Epidemiológica, entre os dias 12 e 18 de julho, quando o estado somou 278 mortes por dia.

Quanto aos casos, o estado registrou, na semana passada – 39ª Semana Epidemiológica – o total de 39.215 novos casos, média móvel diária de 5.602 casos por dia, próximo a números que vinha registrando no início de junho.

Na 38ª Semana Epidemiológica, o estado contabilizou 40.983 novos casos, média móvel de 5.855 casos por dia. A maior média de casos registrada no estado ocorreu na 33ª Semana Epidemiológica, entre os dias 9 e 15 de agosto, quando o estado somou 10.828 casos por dia, praticamente o dobro do que foi registrado na semana passada.

Já em relação às internações, o estado mantém, há dez semanas consecutivas, queda na média móvel de novas internações. Na semana passada, a queda foi de 11% em relação à semana anterior, com média móvel de 1.125 internações por dia.

Leia Também:  Onze estações de trem em São Paulo promovem vacinação nesta segunda

Segundo o governador de São Paulo, João Doria, esse é um indicador importante porque demonstra a tendência da pandemia.”Isso é sinal de que a doença está regredindo, de maneira sólida, no estado de São Paulo”, falou ele, em entrevista coletiva concedida hoje (28), no Palácio dos Bandeirantes.

Balanço

O estado de São Paulo contabiliza hoje o total de 973.142 casos confirmados do novo coronavírus, com 35.125 mortes. Do total de casos diagnosticados, 839.629 pessoas já estão recuperadas da doença, sendo 107.024 após internação.

Há 3.930 pessoas internadas em todo o estado em estado grave, em casos suspeitos ou confirmados do novo coronavírus, além de 4.780 pessoas internadas em enfermarias. A taxa de ocupação de leitos de unidades de terapia intensiva (UTI) é de 44,7% no estado e de 43,2% na Grande São Paulo.

Fonte: IG SAÚDE

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA