Momento Saúde

Brasil registra 987 mortes por Covid-19 em 24 horas e passa dos 134 mil óbitos

Publicados

em


source
A contagem de casos e mortes é realizada pelas Secretarias Estaduais de Saúde
Foto: Rogerio Santana/Governo do Rio de Janeiro

A contagem de casos e mortes é realizada pelas Secretarias Estaduais de Saúde

Nesta quarta-feira (16), o Brasil registrou  987 mortes pela Covid-19 confirmadas nas últimas 24 horas, chegando ao total de 134.106 óbitos desde o começo da pandemia.

Já o número de casos confirmados do novo coronavírus (Sars-CoV-2) subiu para 4.419.083. Desse total, 36.820 casos só de ontem para hoje. Os dados são do novo levantamento do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass).

A contagem de casos realizada pelas Secretarias Estaduais de Saúde inclui pessoas sintomáticas ou assintomáticas; ou seja, neste último caso são pessoas que foram ou estão infectadas, mas não apresentaram sintomas da doença.

O ranking de número de mortes segue liderado pelo estado de São Paulo, que tem 33.253 óbitos causados pela Covid-19. O Rio de Janeiro continua em segundo lugar, com 17.342 mortes, seguido por Ceará (8.764), Pernambuco (7.933) e Minas Gerais (6.419).

Leia Também:  Pesquisadores usam acelerador de partículas para estudar detalhes do coronavírus

Os estados que registram maior número de casos são: São Paulo (909.428), Bahia (287.685), Minas Gerais (258.595), Rio de Janeiro (246.182) e o Ceará (230.406).

Desde o início de junho, o Conass divulga os números da pandemia da Covid-19 por conta de uma confusão com os dados do Ministério da Saúde. As informações dos secretários de saúde servem como base para a tabela oficial do governo, mas são publicadas cerca de uma hora antes.

Desde o início da pandemia, mais de 29,4 milhões pessoas foram infectadas em todo o mundo. Do total de doentes, mais de 930 mil morreram, segundo a Universidade Johns Hopkins.  O Brasil segue como o terceiro país do mundo em número de casos de Covid-19 e o segundo em mortes, atrás apenas dos Estados Unidos.

Fonte: IG SAÚDE

Propaganda

Momento Saúde

Governo brasileiro confirma intenção de aderir à Covax

Publicados

em


.

Após tratativas com a Aliança GAVI, o governo brasileiro confirmou a intenção de aderir à Covax Facility. A iniciativa inédita, co-liderada pela Organização Mundial da Saúde (OMS), visa impulsionar o desenvolvimento de vacinas para combater a pandemia de covid-19 e ajudar na produção e distribuição dos medicamentos mais eficazes assim que disponíveis. 

Por meio de nota, a Secretaria Especial de Comunicação Social, do Ministério das Comunicações, disse que o Ministério da Saúde tem atuado em diversas frentes para alcançar com agilidade e segurança uma solução efetiva para a cura da covid-19. Reiterou ainda, que a aquisição de uma vacina segura e eficaz é prioridade do governo federal.

Mais de 170 países aderiram ao programa de vacinas contra covid-19

Em um vídeo pré-gravado para um webinar sobre o Covax, Tedros Adhanom Ghebreysus, diretor geral da OMS disse que ontem (17) que mais de 170 países aderiram à iniciativa.

“Mais de 170 países aderiram à Covax, ganhando acesso garantido ao maior portfólio mundial de vacinas candidatas”, informou.

*Com informações da Reuters

Edição: Liliane Farias

Leia Também:  Ao vivo: Ministério da Saúde dá orientações para retomada das aulas
Fonte: EBC Saúde

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA