Momento Saúde

Brasil ultrapassa marca de 88 mil mortos por Covid-19 com 852 registros em 24h

Publicados

em


source
Sepultamentos no Cemitério Nossa Senhora Aparecida
Alex Pazuello/Semcom

Brasil chega a x mortes por Covid-19

O Ministério da Saúde informou nesta terça-feira (28) que o Brasil tem 88.470 mortes causadas pela Covid-19 . Destas, 852 foram registradas nas últimas 24 horas. O aumento foi de 0,9%. A taxa de mortalidade da  pandemia no país é de 3,6%.


A pasta ainda afirmou que foram registrados 38.513 novos casos do novo coronavírus (Sars-CoV-2) no país, totalizando agora 2.480.888 infectados pelo vírus. O aumento foi de 1,5%.

A contagem de casos realizada pelas Secretarias Estaduais de Saúde inclui pessoas sintomáticas ou assintomáticas; ou seja, neste último caso são pessoas que foram ou estão infectadas, mas não apresentaram sintomas da doença. 

Leia Também:  São Paulo tem mais de 15 mil novos casos de coronavírus em um dia

Na última segunda-feira (27), o Brasil teve 614 óbitos e 23.284 casos da Covid-19 em 24 horas . O total era de 87.618 mortes e 2.442.375 casos.

O ranking de número de mortes segue liderado pelo estado de São Paulo, que tem 21.676 óbitos causados pela Covid-19. O Rio de Janeiro continua em segundo lugar, com 13.033 mortes, seguido por Ceará (7.613), Pernambuco (6.421) e Pará (5.716).

Os estados que registram maior número de casos são: São Paulo (487.654), Ceará (165.550), Rio de Janeiro (159.639), Bahia (153.313) e Pará (150.185).


Fonte: IG SAÚDE

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Momento Saúde

Estado do Rio prorroga suspensão das aulas presenciais até dia 20

Publicados

em


.

As aulas presenciais em escolas públicas e particulares em todo o estado do Rio de Janeiro permanecem suspensas até o dia 20 próximo, por causa de medidas de distanciamento impostas para combater a propagação da pandemia de covid-19. A determinação está em decreto publicado na edição de hoje (5) do Diário Oficial do estado.

O decreto inclui estabelecimentos de ensino superior e garante a manutenção do calendário recomendado pelo Ministério da Educação. A prefeitura do Rio de Janeiro informou que as escolas municipais da educação infantil e do ensino fundamental permanecem sem data para o retorno às aulas presenciais.

Em outro decreto, também publicado hoje, o governo do Rio de Janeiro autoriza a retomada antecipada de atividades práticas de cursos da área da saúde, “em instituições privadas de ensino superior, em especial, medicina, enfermagem, farmácia, odontologia e fisioterapia”.

O texto determina que, “durante as atividades práticas, fica a cargo de cada instituição de ensino superior, de acordo com o seu plano de retorno, o fornecimento dos equipamentos de proteção individual – EPI’S – a seus respectivos alunos, bem como a orientação para o seu uso adequado, em conformidade com os protocolos formulados” pela Secretaria de Educação.

Leia Também:  Pesquisa quer voluntários para saber relação entre genética e Covid-19

O governo também determinou que todas as audiências públicas no âmbito da administração estadual ocorram “de forma exclusivamente virtual, em prestígio aos princípios da continuidade dos serviços da administração e da supremacia do interesse público”.

Academias

Também no Diário Oficial de hoje, foi publicada a lei nº 8.961, que autoriza a “suspensão da cobrança de mensalidades e pacotes contratados por alunos de academias de ginástica e de outras atividades esportivas, durante o período de isolamento social”. A decisão pela suspensão cabe ao usuário.

A lei suspende as cobranças feitas por débito automático ou cartão de crédito, além de postergar a data final de utilização dos pacotes adquiridos, sem ônus para o aluno. O usuário poderá decidir, ainda, pelo ressarcimento dos valores pagos durante o período em que o estabelecimento ficar fechado devido à pandemia.

Estão proibidas as multas por quebra de fidelidade aplicadas pelas academias aos consumidores que solicitarem o cancelamento ou mudança de plano, enquanto durar o isolamento social.

Na capital, as academias foram autorizadas a reabrir no dia 2 de julho, com agendamento de horário para os alunos.

Leia Também:  São Paulo tem mais de 15 mil novos casos de coronavírus em um dia

Edição: Kleber Sampaio

Fonte: EBC Saúde

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA