Momento Saúde

Brasil volta a registrar mais de 30 mil casos em 24h e ultrapassa 153 mil óbitos

Publicados

em


source
Coveiro com roupa impermeável em cemitério Nossa Senhora Aparecida%2C em Manaus
Foto: Alex Pazuello/Prefeitura de Manaus

Sepultador com roupa impermeável em cemitério Nossa Senhora Aparecida, em Manaus

O Brasil voltou a registrar mais de 30 mil casos de Covid-19, nesta sexta-feira (16). De acordo com dados do Conselho Nacional de Secretários da Saúde (Conass), o número de contaminações chegou aos 5.200.300 milhões. Desse total, 30.914 infectados só de ontem para hoje.

Também nas últimas 24 horas, o País registrou mais 754 mortes causadas pelo  novo coronavírus  (Sars-CoV-2), fazendo o total subir para 153.214 óbitos.

A contagem de casos realizada pelas Secretarias Estaduais de Saúde inclui pessoas sintomáticas ou assintomáticas; ou seja, neste último caso são pessoas que foram ou estão infectadas, mas não apresentaram sintomas da doença.

O ranking de número de mortes segue liderado pelo estado de São Paulo, que tem 37.870 óbitos causados pela Covid-19. O Rio de Janeiro continua em segundo lugar, com 19.654 mortes, seguido por Ceará (9.199), Pernambuco (8.469) e Minas Gerais (8.345).

Leia Também:  Butantan enviará dados sobre segurança da Coronavac à Anvisa

Os estados que registram maior número de casos são: São Paulo (1.057.240), Bahia (332.898), Minas Gerais (331.433), Rio de Janeiro (289.440) e o Ceará (263.143).

Desde o início de junho, o Conass divulga os números da  pandemia da Covid-19 por conta de uma confusão com os dados do Ministério da Saúde. As informações dos secretários de saúde servem como base para a tabela oficial do governo, mas são publicadas cerca de uma hora antes.

Mais de 38 milhões pessoas foram infectadas em todo o mundo. Do total de doentes, mais de 1 milhão morreram, segundo a Universidade Johns Hopkins.

O Brasil segue como o terceiro país do mundo em número de casos de Covid-19 e o segundo em mortes, atrás apenas dos Estados Unidos.

Fonte: IG SAÚDE

Propaganda

Momento Saúde

Marcos Pontes participa de publicação científica sobre nitazoxanida

Publicados

em


O ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, Marcos Pontes, apresentou hoje (24), na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) o primeiro resultado positivo do estudo clínico com a nitazoxanida para o tratamento da covid-19. 

Coordenado pela pneumologista e professora da UFRJ Patrícia Rocco, o estudo teve publicação científica prévia apresentada no auditório da universidade, com a presença de Marcos Pontes e do secretário de Pesquisa e Formação Científica, Marcelo Morales.

O ministro afirmou que o medicamento é uma ferramenta no enfrentamento da covid-19. De acordo com Marcos Pontes, o estudo tem uma importância gigantesca, já que conseguiu demonstrar que a nitazoxanida reduz a carga viral. “Depois do final do tratamento de 5 dias, nos próximos sete dias após a medicação, tem pacientes que têm a carga viral negativada.”

O ministro disse ainda que a nitazoxanida “é ferramenta que a ciência oferece para os médicos e isso é importante para o Brasil e para o mundo”. “É uma ferramenta que vai nos ajudar não só para a saída da pandemia, como para no futuro, transformar o coronavírus em algo completamente tratável. Esse é só começo”, avaliou. 

Leia Também:  Brasileiros são a segunda população mais disposta a se vacinar contra Covid-19

A nitazoxanida é um vermífugo utilizado no Brasil para o tratamento do rotavírus e foi testada para a covid-19 em 475 pacientes sintomáticos do 1º ao 3º dia de sintomas. Durante os testes, 78% deles deixaram de apresentar sintomas após 5 dias seguidos de uso do medicamento.

Segundo o ministro, outros países já demonstraram interesse no estudo, o que, para ele, é um grande passo da ciência brasileira no combate à covid-19.

A professora Patrícia Rocco admitiu que o medicamento não é a “bala de prata” para a cura da doença, mas defendeu que o estudo foi bem desenhado para o redirecionamento do uso da droga para a covid-19.

Edição: Pedro Ivo de Oliveira

Fonte: EBC Saúde

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA