Momento Saúde

Busca por testes de Covid-19 na rede privada volta a crescer em São Paulo

Publicados

em


source
PCR
Rovena Rosa/Agência Brasil

Testagem em São Paulo aumenta na rede privada, assim como diagnósticos positivos

De acordo com representates de laboratórios em São Paulo, a busca por testes da Covid-19 – o que pressupõe pessoas com suspeita da doença – aumentou até 30% na última quinzena. Além disso, o percentual de resultados positivos também apresentou uma alta perceptível. As informações foram divulgadas pelo G1.

O aumento nos números usa como comparação o mês de outubro. De acordo com a Associação Brasileira de Medicina Diagnóstica (Abramed), não há relatos de escassez de insumos nos laboratórios e, apesar de altos, os índices ainda estão abaixo dos registros do primeiro semestre.

“Desde o final do 1º semestre o número de testes de Covid-19 foi caindo, de agosto pra final de outubro, e a partir do final de outubro e começo de novembro tem esse salto. Nos últimos 15 dias houve um aumento de 30%. E o aumento da taxa de positividade mostra que esses exames não são feitos apenas por curiosidade ou precaução: são pessoas que tiveram sintomas ou contato com algum caso confirmado”, disse a diretora ao portal G1.

Leia Também:  Covid-19: saiba o que está atrasando o início da vacinação no Brasil

Testagem diminui na rede pública

No caminho contrário aos laboratórios particulares, a testagem nas unidades púlicas de saúde do estado apresentam queda. Após 36 dias sem informações sobre o volume de testagem, a secretaria estadual de Saúde anunciou que houve uma queda de 3% entre julho e agosto, 22% entre agosto e setembro e mais 6% em outubro em relação a agosto.

Fonte: IG SAÚDE

Propaganda

Momento Saúde

SP prevê receber insumos para 5,5 mi de doses da CoronaVac na próxima semana

Publicados

em


source
 CoronaVac, vacina desenvolvida pelo Instituto Butantan
Reprodução: BBC News Brasil

Butantan aguarda chegada do IFA da China para que sejam produzidas mais doses da CoronaVac

Após avanço nas negociações, o governo de São Paulo e o Instituto Butantan esperam receber mais de 5 mil litros de insumos da China na próxima semana. A carga é suficiente para produzir cerca de 5,5 milhões de dosas da CoronaVac .

As 5,5 milhões de doses se juntarão às 6 milhões que começaram a ser distribuídas na segunda-feira (18). Há, ainda, 4,8 milhões de doses pronas no Instituto Butantan, e é aguardado o aval da Anvisa para que sejam aplicadas.

Nesta segunda-feira (18), o Instituto Butantan pediu ao governo chinês agilidade na liberação dos insumos.

De acordo com o diretor do instituto, Dimas Covas, um carregamento de matéria-prima estava pronto para ser despachado, mas ainda dependia de autorização do governo chinês para ser enviado ao Brasil. O Butantan já concluiu o envase de toda a matéria-prima recebida da China e aguarda essa nova remessa para dar início à segunda etapa de produção.

Leia Também:  Estudo preliminar mostra que própolis reduz tempo de internação por Covid-19
Fonte: IG SAÚDE

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA