Momento Saúde

Cientistas da USP desenvolvem teste que identifica Covid na saliva

Publicados

em


source
Novos testes realizados em ratos apontaram eficácia do RT-Lamp
Reprodução/Facebook

Novos testes realizados apontaram eficácia do RT-Lamp

O Centro de Pesquisas do Genoma Humano e Células-Tronco do Instituto de Biociências da  USP está desenvolvendo um teste para o novo coronavírus (Sars-coV-2) por meio da saliva que pode ser uma alternativa ao RT-PCR, referência para detectar casos ativos de Covid-19 .

Chamado de RT-Lamp , o teste tem métodos mais simples que o PCR . A primeira diferença é o processo por autocoleta. De forma indolor e não invasiva, o próprio paciente pode recolher sua saliva em um tubo de ensaio. O produto também é mais rápido, pois fornece o resultado entre 30 a 40 minutos. Já o RT-PCR precisa de, no mínimo, duas horas. A precisão dos dois é semelhante.

A pesquisa, que caminha para a fase final conta com apoios importantes da Fundação de Amparo à Pesquisa de São Paulo (Fapesp) e da empresa brasileira JBS, atua agora em duas frentes.

A primeira é padronizar o teste, ou seja, criar soluções químicas que mantenham o coronavírus estável, sem sofrer a ação das inúmeras enzimas presentes na saliva. A outra tarefa é a produção de reagentes químicos no próprio laboratório – hoje são utilizadas enzimas comerciais (importadas), o que também encarece a pesquisa.

Leia Também:  Estudo diz que pessoas que usam óculos têm até 5 vezes menos chances de Covid-19

A falta de reagentes e de swabs (espécie de cotonete de haste longa para coletar o material) também representa um entrave para a testagem. Neste desafio, os cientistas do Centro do Genoma Humano contam com a colaboração do Instituto de Química da USP.

Segundo Maria Rita Passos-Bueno, pesquisadora do Centro de Estudos do Genoma Humano o teste da saliva pode custar ¼ do valor do RT-PCR , que gira em torno de R$ 350 a R$ 400.

“Ainda é cedo para definir o preço final para o consumidor. Estamos trabalhando. Um ponto já definido é que queremos oferecer o teste em locais com pouca infraestrutura de laboratórios no País”, explica. Com informações de O Estado de S. Paulo .

Fonte: IG SAÚDE

Propaganda

Momento Saúde

Covid-19: Brasil tem 33,5 mil novos casos e 836 mortes em 24 horas

Publicados

em


.

O Brasil teve 836 mortes e 33.536 novos casos do novo coronavírus registrados nas últimas 24 horas. Os dados estão na atualização diária do Ministério da Saúde, divulgada na noite desta terça-feira (22).

O total de mortes causadas por covid-19 chega a 138.108, um acréscimo de 0,6% sobre a soma de ontem, quando o painel do ministério marcava 137.272 falecimentos. Ainda há 2.423 mortes em investigação.

Com os novos diagnósticos notificados pelas secretarias estaduais de saúde, o número de casos acumulados totaliza 4.591.604. O resultado traz um incremento de 0,7% sobre a soma de ontem, de 4.558.068 pessoas infectadas desde o início da pandemia.

Ainda de acordo com o Ministério da Saúde, 507.869 pessoas estão em acompanhamento e outras 3.945.627 já se recuperaram.

SP ultrapassa 945 mil casos confirmados de coronavírus

Desde o início da pandemia até hoje (22), o estado de São Paulo já acumula 945.422 casos confirmados do novo coronavírus, com 34.266 mortes. Só nas últimas 24 horas, o estado contabilizou 8.090 novos casos e 282 novas mortes por covid-19.

Leia Também:  Coronavírus: 7 avanços científicos conquistados em meio à pandemia

Do total de casos diagnosticados no estado, 810.750 pessoas já estão recuperadas, sendo 103.628 após internação.

Apesar de na semana passada o estado ter registrado aumento no número de novos casos e de mortes por covid-19, o número de pacientes internados vem caindoHoje, o estado tinha 9.758 pessoas internadas em casos suspeitos ou confirmados do novo coronavírus, sendo que 4.195 delas estão em estado grave. A taxa de ocupação de leitos de unidades de terapia intensiva (UTI) é de 47,2% no estado e de 46,5% na Grande São Paulo.

Outros estados

O estado do Rio de Janeiro é o segundo estado com o maior número de mortes por covid-19 (17.798), seguido por Ceará (8.850), Pernambuco (8.055) e Minas Gerais (6.764). As Unidades da Federação com menos óbitos são Roraima (616), Acre (651), Amapá (695), Tocantins (877) e Mato Grosso do Sul (1.191).

Boletim epidemiológico covid-19Boletim epidemiológico covid-19

Boletim epidemiológico covid-19 – Ministério da Saúde

*Com a colaboração de Elaine Patrícia Cruz, repórter da Agência Brasil em São Paulo

Leia Também:  'Apenas a vida de vocês importa?': o desabafo de quem continua isolado em meio a aglomerações no país

Edição: Liliane Farias

Fonte: EBC Saúde

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA