Momento Saúde

Com 983 mortos, Brasil registra 129 mil mortes por Covid-19

Publicados

em


source
Ilustração do novo coronavírus
Divulgação

Veja dados sobre a pandemia no Brasil


Segundo novo levantamento do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) divulgado hoje (10), o Brasil registrou 983 novas mortes causadas pela  Covid-19 em 24 horas. O total agora é de 129.522. O crescimento é de 0,7 %. A taxa de letalidade é 3,1 %.


Já o número de casos confirmados do novo coronavírus (Sars-CoV-2) foi para 4.238.446. Desse total, 40.557 casos só de ontem para hoje. O crescimento é de 0,9 %.

A contagem de casos realizada pelas Secretarias Estaduais de Saúde inclui pessoas sintomáticas ou assintomáticas; ou seja, neste último caso são pessoas que foram ou estão infectadas, mas não apresentaram sintomas da doença.

O levantamento de ontem (9) registrou 1.075 óbitos e 35,8 mil casos em 24 horas . Até então, o Brasil tinha 128,5 mil mortes e 4,16 milhões de pessoas infectadas pelo novo coronavírus.

Leia Também:  O mistério das vacinas que têm benefícios muito além dos esperados

O ranking de número de mortes segue liderado pelo estado de São Paulo, que tem 32.104 óbitos causados pela Covid-19. O Rio de Janeiro continua em segundo lugar, com 16.871 mortes, seguido por Ceará (8.639), Pernambuco (7.792) e Pará (6.289).

Os estados que registram maior número de casos são: São Paulo (874.574), Bahia (277.327), Minas Gerais (242.533) Rio de Janeiro (234.813) e Ceará (224.759).

Fonte: IG SAÚDE

Propaganda

Momento Saúde

Desde o início da pandemia, São Paulo registrou 35.125 mortes pela Covid-19

Publicados

em


source
covid
Pixabay

Secretaria estadual atualiza dados da Covid-19 em São Paulo

A secretaria estadual de saúde de São Paulo atualizou, nesta segunda-feira (28), o boletim que informa o comportamento da Covid-19 no estado. Segundo os dados, 35.125 óbitos e 973.142 casos já ocorreram desde a primeira confirmação no País. Ainda segundo a secretaria, 839 mil pessoas já se recuperaram da doença.

5.602 notificações foi a média diária da última semana epidemiológica. De acordo com a secretaria de saúde, o estado encontra-se agora em um momento muito semelhante aos registros do mês de junho, o que aponta uma regressão da doença. Além disso, o estado registra queda no número de internações há dez semanas seguidas.

Existem 4.780 pessoas internadas em enfermarias e 3.930 casos graves, em unidades de terapia intensiva. Os dados consideram casos confirmados ou suspeitos, com diagnóstico de síndrome respiratória aguda grave – SRAG. A taxa de ocupação dos leitos de UTI é de 44,7% no estado e 43,2%na região metropolitana de São Paulo. 

Leia Também:  Ocupação de UTIs tem risco crítico no Rio e em Goiás e risco baixo em 17 estados
Fonte: IG SAÚDE

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA