Momento Saúde

Covid-19: Brasil tem 125,5 mil mortes e 4 milhões de casos acumulados

Publicados

em


.

O Brasil chegou à 125.502 mortes por covid-19. Nas últimas 24 horas, foram registrados 888 óbitos. As informações estão na atualização diária divulgada pelo Ministério da Saúde na noite desta sexta-feira (4). Ontem, o painel do Ministério da Saúde marcava 124.614 óbitos. Ainda há 2.492 falecimentos em investigação.

De acordo com o balanço da pasta, desde o início da pandemia, 4.091.801 pessoas foram infectadas com o coronavírus. Entre ontem e hoje, as secretarias de saúde acrescentaram às estatísticas 50.163 novas pessoas diagnosticadas com a doença. Ontem o sistema de dados sobre a pandemia trazia 4.041.638 casos.

Ainda de acordo com a atualização, 688.056 pessoas estão em acompanhamento e outras 3.278.243 já se recuperaram.

A taxa de letalidade (número de mortes pelo total de casos) ficou em 3,1%. A mortalidade (quantidade de óbitos por 100 mil habitantes) atingiu 59,7. A incidência dos casos de covid-19 por 100 mil habitantes é de 1947,1.

Covid-19 nos estados

Os estados com mais morte foram São Paulo (31.091), Rio de Janeiro (16.467), Ceará (8.555), Pernambuco (7.619) e Pará (6.228). As Unidades da Federação com menos óbitos são Roraima (598), Acre (623), Amapá (670), Tocantins (730) e Mato Grosso do Sul (939).

Leia Também:  Onze estações de trem em São Paulo promovem vacinação nesta segunda

 

Edição: Liliane Farias

Fonte: EBC Saúde

Propaganda

Momento Saúde

Novavax inicia fase 3 de testes de vacina e terá idosos entre voluntários

Publicados

em


source
O estudo foi projetado para ter pelo menos 25% dos participantes com mais de 65 anos, bem como priorizar os grupos mais afetados pela doença, incluindo minorias raciais e étnicas
O estudo foi projetado para ter pelo menos 25% dos participantes com mais de 65 anos, bem como priorizar os grupos mais afetados pela doença, incluindo minorias raciais e étnicas

Vacinação

A farmacêutica Novavax iniciou a fase 3 de sua vacina contra a Covid-19, a NVX-CoV22373. De acordo com a empresa, o estudo ocorrerá no Reino Unido, em parceria com a força-tarefa de vacinas do governo.

A expectativa da farmacêutica é imunizar 10 mil pessoas entre 18 e 84 anos, com ou sem comorbidades, nas próximas seis semanas.

O estudo foi projetado para ter pelo menos 25% dos participantes com mais de 65 anos, bem como priorizar os grupos mais afetados pela doença, incluindo minorias raciais e étnicas.

A Novavax explicou que metade dos participantes receberá duas injeções intramusculares de vacina com 5 microgramas de antígeno e 50 microgramas do adjuvante Matrix-M, administradas com 21 dias de intervalo, enquanto metade dos participantes do estudo receberá placebo.

Leia Também:  SP: reabertura de escolas amplia risco de covid-19 para 340 mil idosos

“Com um alto nível de transmissão de SARS-CoV-2 observado e esperado para continuar no Reino Unido, estamos otimistas de que este ensaio clínico fundamental da fase 3 será registrado rapidamente e fornecerá uma visão de curto prazo da eficácia da NVX-CoV22373”, disse Gregory M. Glenn, presidente do Departamento de Pesquisa e Desenvolvimento da Novavax.

“Espera-se que os dados deste ensaio estejam de acordo com as submissões regulatórias para licenciamento no Reino Unido, UE e outros países. Somos gratos pelo apoio do Governo do Reino Unido, incluindo o Departamento de Saúde e Assistência Social e do Instituto Nacional de Pesquisa em Saúde, para o avanço desta importante pesquisa”, complementou.

A Novavax aumentou a capacidade de fabricação da vacina para 2 bilhões de doses por ano. 

Fonte: IG SAÚDE

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA