Momento Saúde

Covid-19: em alta, média móvel de mortes chega a 123 neste sábado

Publicados

em

source
Enterro de vítima da Covid-19
Amazônia Real

Enterro de vítima da Covid-19

O Brasil registrou 72 óbitos por Covid-19 nas últimas 24 horas, de acordo com dados divulgados pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) neste sábado (28). Por conta de problemas técnicos, oito entes federados não computaram informações a respeito da doença neste sábado: Acre, Distrito Federal, Maranhão, Minas Gerais, Mato Grosso, Rio de Janeiro, Roraima e Tocantins.

Mesmo com os dados faltantes, a média móvel de mortes pela doença acompanhou a tendência de alta dos últimos dias, chegando a 123.

Desde o início da pandemia de Covid-19, 666.391 vidas foram perdidas para a doença no Brasil. No total, foram 30.945.384 casos positivos de infecção pelo novo coronavírus (Sars-Cov-2).

Nas últimas 24 horas, 24.239 novos casos foram registrados. A média móvel de casos, também em alta, chegou a 23.825.

O estado que mais teve vítimas de Covid-19 desde o início da pandemia foi São Paulo, com 169.213 óbitos. Em seguida, vem o Rio de Janeiro, com 73.797, e Minas Gerais, com 61.544.

Fonte: IG SAÚDE

Momento Saúde

Vacinação contra a gripe é ampliada a partir deste sábado no país

Publicados

em

A campanha contra a gripe será ampliada a partir deste sábado (25) para a população a partir de 6 meses de idade, em todo o país, enquanto durarem os estoques da vacina. A mobilização busca prevenir complicações decorrentes da doença e diminuir óbitos e pressão sobre o sistema de saúde.

Quem faz parte do público-alvo e ainda não se imunizou, também poderá se vacinar. Para receber a vacina da gripe, basta ir a qualquer posto de vacinação. O Sistema Único de Saúde (SUS) tem cerca de 38 mil salas de vacinas espalhadas por todo país e o Ministério da Saúde já distribuiu 80 milhões de doses da vacina contra a gripe para estados e Distrito Federal.

Até o momento, a mobilização contra a doença atingiu 53,5% de cobertura vacinal.

 “Os pressupostos para o sucesso das campanhas de vacinação são absolutamente atendidos no nosso país. Temos vacinas, temos uma capacidade sem precedentes de aplicação, graças aos vacinadores que estão nas salas de vacinação do Brasil. Ano passado, tivemos casos em várias regiões do País por conta da cepa H3N2. A vacina deste ano já protege contra essa cepa e as passadas. Precisamos combater essas doenças”, disse o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga. Ele fez um apelo à população para que  à população para que ajude a aumentar os índices de imunização contra a doença no Brasil. 

Leia Também:  Diabético pode comer pão?

Vacinação

Idosos acima de 60 anos;
Trabalhadores da saúde;
Crianças de 6 meses a menores de 5 anos de idade (4 anos, 11 meses e 29 dias);
Gestantes e puérperas;
Povos indígenas;
Professores;
Pessoas com comorbidades;
Pessoas com deficiência permanente;
Forças de segurança e salvamento e Forças Armadas;
Caminhoneiros e trabalhadores de transporte coletivo rodoviário de passageiros urbano e de longo curso;
Trabalhadores portuários;
Funcionários do sistema prisional;
Adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas;
População privada de liberdade.

Edição: Maria Claudia

Fonte: EBC Saúde

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA

Botão WhatsApp - Canal TI
Botão WhatsApp - Canal TI