Momento Saúde

EUA pagam US$1,5 bi por 100 milhões de doses da vacina da Moderna

Publicados

em


source
A Universidade de Oxford possui uma das mais promissoras vacinas contra covid-19%2C mas não é a única
Getty Images/BBC

A Universidade de Oxford possui uma das mais promissoras vacinas contra covid-19, mas não é a única

Os Estados Unidos entraram em um acordo com o laboratório americano Moderna Inc para adquirir 100 milhões de doses de sua potencial vacina da Covid-19 . O valor que será pago é de cerca de 1,5 bilhão de dólares (cerca de R$ 8,07 bilhões), anunciaram a empresa e a Casa Branca nesta terça-feira. Este é o sexto contrato deste tipo assinado desde maio.

— Fico feliz em anunciar que chegamos a um acordo com a Moderna para a fabricação e entrega de 100 milhões de doses de sua vacina candidata contra o novo coronavírus (Sars-coV-2). O governo federal será o proprietário destas doses da vacina — informou Trump em coletiva de imprensa na Casa Branca .

Nas últimas semanas o governo norte-americano fez acordos para adquirir centenas de milhões de doses de potenciais vacinas  para a Covid-19 de diversas empresas como parte do programa Operação Warp Speed, que tem o objetivo de disponibilizar uma vacina no país até o final do ano.

Leia Também:  Curso capacita mulheres para voltar ao trabalho em Salvador

O preço por dose da Moderna é de cerca de 30,50 dólares por pessoa em um regime de duas doses. O acordo eleva para 2,48 bilhões de dólares o investimento público americano na Moderna, uma empresa de biotecnologia fundada há menos de uma década e que nunca criou uma vacina no passado. Nenhuma outra companhia ou grupo farmacêutico recebeu tanto dinheiro de Washington na corrida pela vacina.

Com a exceção do acordo com a AstraZeneca, que ofereceu um preço mais baixo por medicamento em troca da cobertura de custos de pesquisa e desenvolvimento de forma antecipada, todos os acordos precificam as vacinas da Covid-19 entre 20 e 42 dólares para um tratamento com duas doses por pessoa.

A Moderna, que trabalha em conjunto com os Centros Nacionais de Saúde dos Estados Unidos (NIH), lidera um dos seis projetos de vacina que iniciaram as fases finais de testes clínicos em voluntários. A empresa anunciou este mês que deve finalizar os estudos da chamada mRNA-1273 em setembro.

Leia Também:  Eduardo Pazuello toma posse como ministro da Saúde

No entanto, segundo o doutor Anthony Fauci, diretor do instituto que gerencia o teste clínico, até o fim do ano, ainda não será possível saber se a vacina da Moderna/NIH é segura e eficaz. Mas Trump afirmou esperar por resultados positivos antes das eleições presidenciais de 3 de novembro, quando buscará a reeleição.

O acordo dos EUA com a Moderna pagará o valor total apenas se a farmacêutica atingir alguns requisitos cronológicos não específicos para a entrega da vacina. O contrato também inclui uma opção por 400 milhões de doses adicionais, segundo declarações da empresa e do Departamento de Saúde dos Estados Unidos.

No total, a administração Trump investiu pelo menos 10,9 bilhões de dólares no desenvolvimento e produção de vacinas.

Fonte: IG SAÚDE

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Momento Saúde

Brasil terá maior fábrica de vacinas da América Latina

Publicados

em


.

A Fundação Oswaldo Cruz e a Companhia de Desenvolvimento Industrial do Estado do Rio de Janeiro (Codin) assinaram hoje (17) acordo para instalação da maior fábrica de vacinas da América Latina. O Complexo Industrial de Biotecnologia em Saúde vai ocupar uma área de 580 mil metros quadrados e terá capacidade de produção de 120 milhões de frascos de vacinas e biofármacos por ano e será instalada em Santa Cruz, na zona oeste do Rio de Janeiro.

As vacinas contra meningite, hepatite e tríplice bacteriana, que atualmente são importadas, vão passar a sair do polo. O acordo prevê a construção de nove prédios e a inauguração está prevista para 2023 e deverá gerar cinco mil empregos diretos. O complexo será responsável por toda produção de vacinas da Fiocruz, inclusive a de covid-19, quando esta for aprovada.

Edição: Aline Leal

Fonte: EBC Saúde

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Ao vivo: governo divulga novo cenário do coronavírus no Brasil
Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA