Momento Saúde

Fiocruz entrega documentos completos para o uso emergencial da vacina de Oxford

Publicados

em


source
Farmacêutico enche uma seringa para preparar uma dose de vacina
Patrick T. Fallon/Divulgação

Anvisa tem dois resultados de pedidos de uso emergencial para serem divulgados: vacina de Oxford e CoronaVac

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) enviou nesta sexta-feira (15) os últimos documentos para que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) analise o pedido de uso emergencial da vacina de Oxford , desenvolvida em parceria com a biofarmacêutica AstraZeneca . O prazo final para o órgão se pronunciar é até domingo (17).

No painel da Anvisa, no site da agência, consta que resta pouco mais da metade da documentação a ser analisada.

Em nota, a Fiocruz afirma que “tem mantido seu corpo técnico à disposição para eventuais esclarecimentos que ainda se façam necessários durante a análise da Anvisa”.

A fundação afirmou ainda que esteve em contato com a AstraZeneca e o Instituto Serum, produtor na Índia, para responder aos esclarecimentos solicitados e finalizou, na manhã desta sexta, o envio dos respectivos documentos pendentes.

Leia Também:  São Paulo abre 500 novos leitos na rede pública para conter avanço da Covid-19
Fonte: IG SAÚDE

Propaganda

Momento Saúde

Prefeitura de SP formaliza compra de 5 milhões de vacinas da Janssen

Publicados

em


A prefeitura de São Paulo divulgou uma nota nesta quarta-feira (3) informou que foi formalizada a intenção de compra de 5 milhões de doses da vacina Janssen, produzida pela farmacêutica do grupo  Johnson&Johnson. Nesta quarta-feira houve uma reunião entre o prefeito Bruno Covas, secretários municipais e representantes da farmacêutica para negociar a compra do imunizante.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, a cidade de São Paulo tem condições e infraestrutura para armazenamento e distribuição de qualquer vacina. 

A vacina da Janssen recebeu autorização da  agência regulatória de saúde nos EUA (FDA, na sigla em inglês)  no último fim de semana e realizou os testes de terceira fase no Brasil. O grupo Johnson&Johnson informou que aguarda trâmites legislativos para comercializar a vacina no Brasil.

Nesta quarta-feira, o Ministério da Saúde publicou nesta quarta-feira (3), em edição extra do Diário Oficial da União, avisos de dispensa de licitação que sinaliza a intenção de compra de 100 milhões de doses da vacina contra a covid-19 da Pfizer e de 38 milhões da vacina da Janssen (braço da Johnson&Johnson). Os documentos preveem a entrega dos imunizantes até dia 31 de dezembro de 2021. 

Leia Também:  Covid-19: Gabbardo sugere toque de recolher a partir das 20h em todo o Brasil

Edição: Fábio Massalli

Fonte: EBC Saúde

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA