Momento Saúde

Fundação Pró-Sangue pede que doadores compareçam a postos de coleta

Publicados

em


.

A Fundação Pró-Sangue, vinculada à Secretaria da Saúde do Estado de São Paulo, está operando com estoque baixo e pede que doadores de sangue façam agendamento e compareçam com urgência a um posto de coleta.

A instituição está trabalhando com 40% das bolsas de sangue necessárias para dar atendimento a mais de 100 instituições de saúde da rede pública da região metropolitana do estado de São Paulo. Os sangues do tipo O+ e O- são os mais necessários, já que o estoque existente é suficiente para menos de um dia. Já os tipos A-, B+ e B- são suficientes para um dia e o tipo A+ é suficiente para dois dias.

De acordo com a Fundação Pró-Sangue, por conta da pandemia da covid-19 e do tempo mais frio, a doação de sangue registrou forte queda nas últimas semanas. A instituição faz um apelo para que os doadores compareçam ainda esta semana a um posto de coleta.

“A fundação está muito preocupada com a situação, pois as cirurgias eletivas foram retomadas e a demanda de sangue tem aumentando gradativamente ao longo das últimas semanas”, diz, em nota.

Leia Também:  Somente 1% de adolescentes do sexo masculino vão ao médico

A Fundação Pró-Sangue afirma que a doação é segura e os postos de coleta não oferecem riscos aos doadores, já que estão sendo adotadas medidas de cautela para preservar as pessoas. Para doar é preciso fazer o agendamento pela internet.

Critérios

Doadores no centro de coleta da Fundação Pró-Sangue Hemocentro São PauloDoadores no centro de coleta da Fundação Pró-Sangue Hemocentro São Paulo

Centro de coleta da Fundação Pró-Sangue, em São Paulo – Rovena Rosa/Arquivo Agência Brasil

Para doar sangue é preciso estar em boas condições de saúde e alimentado, ter entre 16 e 69 anos (para menores de idade, consultar site da Pró-Sangue), pesar mais de 50 kg e levar documento de identidade original com foto recente, que permita a identificação do candidato.

Recomenda-se também evitar alimentos gordurosos nas 4 horas que antecedem a doação e bebidas alcoólicas, por 12 horas. Se a pessoa estiver com gripe ou resfriado, não deve doar temporariamente. Mesmo que tenha se recuperado, deve aguardar uma semana para que esteja novamente apta à doação.

“Vale lembrar que o coronavírus foi incluído nos critérios de triagem e pode trazer alguns impedimentos para as pessoas que viajaram para o exterior ou tiveram algum contato com a doença. No site da Pró-Sangue é possível se informar das condições para doação em relação a essa infecção”.

Leia Também:  Doações de órgãos caíram 40% com pandemia

Para verificar horário de funcionamento dos postos de coleta basta consultar o site da fundação ou ligar para o Alô Pró-Sangue no (11) 4573-7800.

Edição: Lílian Beraldo

Fonte: EBC Saúde

Propaganda

Momento Saúde

Hospital de Campanha do Ibirapuera dá alta ao último paciente

Publicados

em


.

Com 35.063 mortes por covid-19 e 970.888 pessoas infectadas pela doença causada pelo novo coronavírus desde março, o estado de São Paulo encerrou hoje (26) as atividades do Hospital de Campanha do Ibirapuera, último hospital de campanha voltado para pacientes com o novo coronavírus.

A data foi marcada por celebração para homenagear pacientes e profissionais que estiveram na linha de frente do combate ao novo coronavírus. O hospital estava em funcionamento desde 1º de maio e foram atendidos 3.189 pacientes até este sábado. Os equipamentos serão doados para entidades assistenciais e para unidades de saúde pública.

Cada profissional que atuou no local saiu da estrutura hospitalar com uma medalha, com a frase “Você fez a diferença. Nossa força vem da união”, carregando balões nas cores azul e branca. As bexigas foram lançadas ao ar para representar e homenagear todas as 2,4 mil vidas salvas no hospital.

Além disso, a primeira paciente internada no hospital, Aparecida Andreza Silva Viana, esteve presente para acompanhar a saída do último paciente, Iray Fernandes, a alta de número 2.433. Ambos são moradores da Grande São Paulo.

Leia Também:  Somente 1% de adolescentes do sexo masculino vão ao médico

Boletim do estado

O Estado de São Paulo registra até este sábado o acumulado de 35.063 óbitos e 970.888 casos confirmados do novo coronavírus. Entre o total de casos diagnosticados com covid-19, 823.720 estão recuperados, sendo que 106.044 foram internadas e tiveram alta hospitalar.

As taxas de ocupação dos leitos de UTI são de 44,8% na Grande São Paulo e 45,9% no estado. O número de pacientes internados é de 8.932, sendo 5.052 em enfermaria e 3.880 em unidades de terapia intensiva, conforme dados das 11h deste sábado.

Edição: Aline Leal

Fonte: EBC Saúde

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA