Momento Saúde

Janssen: 60 milhões de doses são perdidas por contaminação nos EUA, diz jornal

Publicados

em


source
60 milhões de doses da Janssen são perdidas por contaminação
Reprodução: ACidade ON

60 milhões de doses da Janssen são perdidas por contaminação


A Food and Drug Administration (FDA) analisava, há dois meses, o caso de uma fábrica em Beltimore, nos Estados Unidos, por ter contaminado a produção de doses da Janssen com substâncias da AstraZeneca. Por isso, após semanas de investigação, a agência americana decidiu que cerca de 60 milhões de doses da vacina da Johnson & Johnson devem ser descartadas.

As informações são do jornal The New York Times, que afirma que a decisão pode prejudicar o  plano do governo de Joe Biden de distribuir vacinas para outros países.

A FDA deve deixar que aproximadamente 10 milhões de doses sejam distribuídas nos EUA ou enviadas a outros países, mas com ressalva: o envio deverá conter um alerta de que os reguladores não podem garantir que a empresa que opera a fábrica, Emergent BioSolutions, siga boas práticas de fabricação.

Você viu?

Contaminação

A Emergent descobriu em março que os funcionários da fábrica contaminaram um lote da vacina da Johnson & Johnson com um ingrediente usada pela da AstraZeneca.

Leia Também:  Máscaras mal utilizadas podem elevar em 1000% os casos de Covid-19

Mais de 100 milhões de doses da Johnson e pelo menos 70 milhões de doses de AstraZeneca foram suspensas. Além disso, a agência federal ordenou que a fábrica pausasse a produção, tirando a Emergent do processo de produção da vacina da AstraZeneca e mandando que a Johnson & Johnson exercesse o controle direto sobre a fabricação de sua vacina naquela planta.

Em comunicado, a FDA afirmou que, antes de tomar qualquer decisão, “conduziu uma revisão completa dos registros da instalação e os resultados dos testes de qualidade realizados pelo fabricante.” A agência também considerou a emergência de saúde pública em curso.

Fonte: IG SAÚDE

Propaganda

Momento Saúde

Quais os sintomas da Covid-19 em pessoas vacinadas? Estudo responde

Publicados

em


source
Sintomas da covid podem se confundir com os de gripe e resfriado
Reprodução: ACidade ON

Sintomas da covid podem se confundir com os de gripe e resfriado


Os sintomas da Covid-19 não são os mesmos em homens e mulheres, de acordo com uma pesquisa do Kings College de Londres, no Reino Unido, com 38 mil pessoas. Segundo resultados publicados na revista científica Lancet Digital Health, os sintomas também mudam conforme a idade e o estágio de imunização.

Os pesquisadores chegaram à conclusão de que os homens costumam sentir mais falta de ar, fadiga, calafrios e febre. Enquanto isso, as mulheres estão mais propensas a perder o olfato, sentir dor no peito e tosse persistente. Quanto a pessoas com mais de 60 anos, a probabilidade de apresentar diarreia é maior, enquanto a perda de olfato é menos comum.

Já pessoas que tomaram as duas doses da vacina contra a Covid-19 costumam sofrem com dor de cabeça, nariz escorrendo, espirros e dor de garganta quando contaminadas. 

“É importante que as pessoas saibam que os primeiros sintomas estão em uma gama grande, e podem ser diferentes para cada membro da família”, afirmou Claire Steves, uma das autoras pelo estudo, ao Daily Mail. As informações, segundo a pesquisadora, são essenciais para a testagem e o rastreamento de casos.

Fonte: IG SAÚDE

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA