Momento Saúde

Membros do Ministério da Saúde falam em renúncia se vacinação continuar suspensa

Publicados

em


source
Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga é pressionado por técnicos da pasta
Walterson Rosa/MS

Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga é pressionado por técnicos da pasta



Membros da Câmara Técnica do Programa Nacional de Imunizações (PNI) do Ministério da Saúde se reuniram na noite desta sexta-feira (17) e o tom do encontro não foi ameno. Eles exigiram que o ministro da pasta, Marcelo Queiroga, recue em relação a nota técnica que suspende a vacinação para adolescentes no Brasil . A informação é da coluna Painel, do jornal Folha de S. Paulo.

Segundo o jornal, os técnicos afirmaram que pretendem renunciar aos seus cargos, caso o ministro não atenda a esse pedido. O pleito teve apoio unânime entre os participantes da reunião.

Leia Também


Ainda de acordo com a publicação, esses membros querem que o ministério se pronuncie, publicamente, sobre o fato de a câmara não ter sido consultada sobre a suspensão da imunização entre os jovens. Para eles, atuação de Queiroga foi “desastrosa”.

Leia Também:  ANS nomeia especialista para assumir direção técnica na Prevent Senior

O grupo é formado por diversos profissionais, entre eles professores e representantes de entidades da saúde, como o  Conass e o Conasems . Tais especialistas são responsáveis por embasar tecnicamente o ministério em suas decisões.

Entre as críticas a Queiroga, estão a citação da morte de uma adolescente, dando a entender que poderia ter relação com a vacina contra a Covid-19 –  o que foi desmentido pelo Governo de São Paulo – , bem como uma interpretação errônea sobre uma recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS). Segundo o ministro, a OMS teria recomendado que jovens não fossem vacinados, sendo que, na verdade, a organização recomenda que grupos de risco, como idosos e pessoas com comobirdade, sejam imunizados de maneira prioritária.

Secretária extraordinária de enfrentamento à Covid-19, Rosana Leite de Melo representou a pasta na reunião. Ela disse que levaria os recados ao ministro Marcelo Queiroga.

Fonte: IG SAÚDE

Propaganda

Momento Saúde

Rio aplica 61,4 mil vacinas em dia D para crianças e adolescentes

Publicados

em


A prefeitura do Rio de Janeiro aplicou 61.432 doses de vacinas em crianças e adolescentes durante o Dia D da Campanha Nacional de Multivacinação, realizado ontem (16). Foram aplicadas 18 vacinas que protegem contra diversas doenças como tuberculose, hepatite, febre amarela, sarampo, caxumba, meningite, entre outras.

campanha, que mobiliza todas as unidades de atenção primária, teve início no dia 1º e vai até 29 de outubro. O objetivo é regularizar a caderneta de vacinação de crianças e adolescentes até 15 anos de idade em todo o país.

Segundo o Ministério da Saúde, desde 2015, tem havido uma queda da cobertura vacinal, agravada com a chegada da pandemia. A vacinação é importante para evitar que algumas doenças que já estão erradicadas voltem a causar preocupações.

Entre os imunizantes que fazem parte da campanha estão, por exemplo, a BCG, a pentavalente, a tríplice viral, a tetraviral e a tríplice bacteriana. Em razão da pandemia de covid-19, o Ministério da Saúde enviou aos estados e municípios orientações parar garantir protocolos de saúde, como uso de máscaras, espaços ventilados e higienização das mãos.

Leia Também:  Caminhos da Reportagem mostra a história das vacinas no mundo

A pasta informa que não há restrição para que os adolescentes de 12 a 15 anos vacinados contra a covid-19 há poucos dias recebam os demais imunizantes. Não é necessário aguardar nenhuma janela de tempo entre as aplicações.

Edição: Lílian Beraldo

Fonte: EBC Saúde

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA