Momento Saúde

Pfizer envia à Anvisa dados dos testes de vacina contra a Covid-19

Publicados

em


source
Enfermeiro aplicando vacina no braço de paciente
Freepik/divulgação

Vacina da Pfizer é uma das mais avançadas no mundo

A farmacêutica Pfizer anunciou nesta quarta-feira (25) que enviou à Agência Nacional de Vigilância (Anvisa) os dados dos testes da BNT162b2, imunizante candidato para combate à Covid-19 , doença causada pelo novo coronavírus (Sars-CoV-2). Em reunião entre os representantes da companhia e a agência, foi dado início à etapa inicial do processo.

Com a remessa dos primeiros documentos, a empresa começou o chamado “processo de submissão contínua”, que consiste em um procedimento previsto pela agência federal para acelerar o recebimento de dados dos fabricantes que desenvolvem as possíveis vacinas. Nessa etapa, as empresas não precisam ter todos os documentos reunidos para apresentá-los de uma vez só à Anvisa, como normalmente ocorre.

Leia Também:  Vacinas contra a covid-19 começam a ser distribuídas

“Esse é um importante passo para que o imunizante esteja disponível no Brasil. A Pfizer disponibilizará todos os dados necessários para avaliação e estará em total colaboração com a ANVISA para que esse processo transcorra da melhor maneira e o mais rapidamente possível”, afirmou, em nota, Márjori Dulcine, diretora médica da Pfizer Brasil.

A farmacêutica norte-americana Pfizer e o laboratório alemão BioNTech já anunciaram que a BNT162b2 teve 95% na prevenção à doença e não houve efeitos colaterais graves. Apesar disso, os resultados ainda não foram divulgados em uma revista científica.

Fonte: IG SAÚDE

Propaganda

Momento Saúde

SP prevê receber insumos para 5,5 mi de doses da CoronaVac na próxima semana

Publicados

em


source
 CoronaVac, vacina desenvolvida pelo Instituto Butantan
Reprodução: BBC News Brasil

Butantan aguarda chegada do IFA da China para que sejam produzidas mais doses da CoronaVac

Após avanço nas negociações, o governo de São Paulo e o Instituto Butantan esperam receber mais de 5 mil litros de insumos da China na próxima semana. A carga é suficiente para produzir cerca de 5,5 milhões de dosas da CoronaVac .

As 5,5 milhões de doses se juntarão às 6 milhões que começaram a ser distribuídas na segunda-feira (18). Há, ainda, 4,8 milhões de doses pronas no Instituto Butantan, e é aguardado o aval da Anvisa para que sejam aplicadas.

Nesta segunda-feira (18), o Instituto Butantan pediu ao governo chinês agilidade na liberação dos insumos.

De acordo com o diretor do instituto, Dimas Covas, um carregamento de matéria-prima estava pronto para ser despachado, mas ainda dependia de autorização do governo chinês para ser enviado ao Brasil. O Butantan já concluiu o envase de toda a matéria-prima recebida da China e aguarda essa nova remessa para dar início à segunda etapa de produção.

Leia Também:  Brasil registra mais de mil mortes por Covid-19 pelo 5° dia consecutivo
Fonte: IG SAÚDE

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA