Momento Saúde

Prefeitura de São Paulo vai informar sobre vacinas disponíveis nos postos

Publicados

em


source
As UBSs são a porta de entrada. Têm condições de orientar e dar atendimento
Reprodução/Foto ilustrativa/SMS São Paulo

As UBSs são a porta de entrada. Têm condições de orientar e dar atendimento

O secretário municipal de Saúde de São Paulo, Edson Aparecido, disse na última segunda-feira (26) que a plataforma De Olho na Fila, também conhecida como Filômetro, vai informar quais vacinas contra a covid-19 estão disponíveis em cada ponto de vacinação da cidade. O objetivo é facilitar a busca pelo imunizante especialmente para quem vai tomar a segunda dose. A atualização do sistema, no entanto, só deve ficar pronta nos próximos dias, pois ainda está em desenvolvimento pela equipe de tecnologia da informação do órgão.

O Filômetro indica os locais de vacinação e a situação da fila em cada um deles. O objetivo é evitar aglomerações.A Secretaria de Saúde destaca, porém. que a segunda dose pode ser tomada em qualquer posto da capital.

Cronograma Na capital paulista, a campanha de vacinação contra a covid-19 está na faixa etária acima de 30 anos.

Na terça-feira (27) e na quarta-feira (28), podem procurar os postos de saúde as pessoas com idade a partir de 29 anos. Estima-se que esse grupo seja formado por cerca de 143,8 mil pessoas.

A prefeitura informou ainda que aguarda a chegada de novas vacinas para divulgar a continuidade do calendário a partir de quinta-feira (29).

Fonte: IG SAÚDE

Propaganda

Momento Saúde

RJ: ‘Sommelier’ de vacina não poderá escolher fabricante a partir de segunda

Publicados

em


source
RJ: 'Sommelier' de vacina não poderá escolher fabricante a partir de segunda
Reprodução: iG Minas Gerais

RJ: ‘Sommelier’ de vacina não poderá escolher fabricante a partir de segunda

A Prefeitura do Rio confirmou que a estratégia de permitir aos cariocas escolher a vacina contra a covid-19 que desejavam tomar, utilizada no sábado (25), durante a repescagem, não se repetirá na segunda-feira (27). A partir de amanhã, quem comparecer a um posto de vacinação para receber sua primeira dose será inoculado com o imunizante disponível no local.

O secretário de Saúde, Daniel Soranz, admite que pode haver uma correlação entre a escolha da vacina e o recorde de aplicações de ontem: ao todo, foram distribuídas 123.352 doses, sendo 53.306 primeiras doses, 57.734 segundas, e 12.312 doses únicas. Ele ressalta, no entanto, a segurança tanto da CoronaVac, como da Oxford/AstraZeneca: 

“Algumas pessoas, por fake news e inverdades sobre a vacina, têm interesse em escolher a vacina, embora todas sejam seguras. Esse foi o único sábado em que excepcionalmente isso pôde acontecer”, explica.

Mas Soranz também relaciona o alto comparecimento de sábado às medidas restritivas do chamado passaporte da vacina, que impede a entrada de pessoas não imunizadas em locais coletivos, como cinemas, museus e pontos turísticos.

Leia Também:  SP: parques e farmácias estão abertos para vacinação

“O motivo pelo qual as pessoas estão procurando se vacinar atrasadas para a gente, da secretaria, não importa tanto. O que importa é que as pessoas venham se vacinar”, diz.

Já o prefeito Eduardo Paes (PSD) tem esperança de conseguir flexibilizar até mesmo o uso obrigatório de máscaras já em novembro:

“Tomara que consigamos sim implementar essas medidas, vai depender da secretaria de Saúde. Se puder ser no dia 14, que é o dia do meu aniversário, vai ser melhor ainda. Ontem (25), com a liberação para escolha da marca da vacina, batemos recorde de aplicações. Também é importante agora tratar um pouquinho daqueles que têm os seus delírios. Queremos salvar a vida de todos, inclusive dos que não acreditam na vacina.”


A intenção anunciada pelo alcaide de diminuir o intervalo de aplicação do imunizante Cominarty, fabricado pela Pfizer/BioNTech, para pessoas com mais de 40 anos, no entanto, depende do envio de doses pelo Ministério da Saúde. Atualmente, a única faixa etária a receber as duas injeções com diferença de 21 dias é a acima dos 50 anos.

Leia Também:  Fiocruz: síndrome respiratória aguda grave mostra tendência de queda
Fonte: IG SAÚDE

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA