Momento Saúde

Quais atividades representam riscos de contaminação por Covid-19?

Publicados

em


source
praia de barcelona lotada
EPA/BBC

Ir à praia é considerada uma atividade de alto risco


Embora o coronavírus ainda não tenha sido contido, muitas pessoas têm voltado às ruas com a  flexibilização do isolamento e a reabertura dos comércios. Mas atividades cotidianas oferecem um grande risco de contágio por Covid-19 , de acordo com um estudo feito por especialistas americanos da Associação Médica do Texas (TMA, na sigla em inglês).


Ao todo, 14 médicos, dentre eles, epidemiologistas e infectologistas, do Comitê de Doenças Infecciosas da TMA se reuniram para desenvolver um gráfico que aponta qual o risco de contágio que cada prática oferece.

Das atividades mais arriscadas, ir à academia, frequentar bares, parques e cultos religiosos com mais de 500 fiéis estão entre as principais.

Especialista em saúde pública e membro da TMA, o médico John Carlo descreveu o estudo como “um gráfico feito para o Texas, mas pode ser usado em outros países”. Em entrevista à BBC News Brasil, ele afirmou que “temos que considerar as diferenças nas realidades de cada lugar, é claro, mas também há muitas coisas que são semelhantes”.

Leia Também:  Pesquisas apontam medicamentos capazes de ajudar pacientes graves da Covid-19

Como o estudo foi elaborado?

Para desenvolver o ranking, foram estabelecidos critérios como local onde as atividades estariam sendo praticadas (se eram áreas externas ou internas); o tempo de exposição; e as precauções necessárias incluindo uso de máscara, distanciamento social e higienização das mãos sempre que possível.

As ações foram organizadas das menos arriscadas para as mais arriscadas. E foram classificadas da seguinte maneira.

Atividades de baixo risco

  • Abrir correspondência;
  • Comprar comida para levar;
  • Abastecer o carro.

Atividades de risco baixo moderado

  • Ir ao mercado;
  • Caminhar;
  • Correr ou andar de bicicleta;
  • Ficar hospedado em hotel;
  • Ir à biblioteca ou museu;
  • Comer em restaurantes nas áreas externas.

Atividades de risco moderado

  • Jantar na casa de outra pessoa;
  • Ir ao churrasco;
  • Ir à praia ou shopping;
  • Ir à escola;
  • Trabalhar em um escritório;
  • Nadar em piscina pública;
  • Visitar idosos.

Atividades de risco moderado alto

  • Ir ao salão de beleza ou barbearia;
  • Viajar de avião;
  • Ir a um casamento ou funeral;
  • Jogar basquete;
  • Comer na área interna de um restaurante;
  • Abraçar ou apertar a mão de alguém.
Leia Também:  Médico argentino desabafa: 'cansei de ter que escolher a quem dar um leito'

Atividades de alto risco

  • Comer em bufê;
  • Ir à academia
  • Ir a shows grandes ou eventos esportivos;
  • Ir ao cinema ou parques de diversão;
  • Frequentar cultos religiosos com 500 ou mais fiéis;
  • Ir ao bar.

Locais como shoppings e praias, aparecem na mesma categoria. Apesar de o fator do distanciamento ser o mais considerado, o ambiente fechado dos shoppings é mais vazio do que as praias que, embora sejam abertas e arejadas, podem contar aglomerações.

“É preciso usar o bom senso sobre o cenário em que você vai praticar cada atividade. Nosso gráfico é um bom guia, mas as pessoas têm que analisar seus próprios casos,” destaca Carlo.

Fonte: IG SAÚDE

Propaganda

Momento Saúde

Covid-19: Brasil tem 140 mil mortes e 4,68 milhões de casos acumulados

Publicados

em


.

O número de pessoas que se infectaram com o novo coronavírus desde o início da pandemia subiu para 4.689.613 . Nas últimas 24 horas, foram registrados 31.911 novos diagnósticos positivos para covid-19. Até ontem, a soma estava em 4.657.702.

Os dados foram divulgados pelo Ministério da Saúde no início da noite desta sexta-feira (25), na atualização diária publicada pela pasta. 

Ainda conforme o boletim, o número acumulado de mortes em razão da pandemia chegou a 140. 537. Entre ontem (24) e hoje (25), os novos óbitos registrados pelas secretarias estaduais de saúde totalizaram 729, mantendo a média abaixo dos 1.000 diários das últimas semanas. Ontem o sistema do Ministério da Saúde contabilizava 139.808 óbitos desde o início da pandemia.

As autoridades de saúde ainda investigam se 2.430 falecimentos ocorreram em decorrência da covid-19. 

Ainda de acordo com a atualização, 508.127 pacientes estão em acompanhamento. O número de recuperados da covid-19 chega a 4.040.949. Isso representa 86,2% do total de infectados pelo novo coronavírus. 

Covid-19 nos estados

Os estados com mais morte são São Paulo (34.877), Rio de Janeiro (18.166), Ceará (8.891), Pernambuco (8.129) e Minas Gerais (7.056). As Unidades da Federação com menos óbitos são Roraima (637), Acre (654), Amapá (699), Tocantins (910) e Mato Grosso do Sul (1.234).

Boletim epidemiológico covid-19Boletim epidemiológico covid-19

Boletim epidemiológico covid-19 – Ministério da Saúde

Leia Também:  Brasil adere a aliança para aceleração da vacina contra a covid-19

Edição: Liliane Farias

Fonte: EBC Saúde

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA