Momento Saúde

Rio aplica 61,4 mil vacinas em dia D para crianças e adolescentes

Publicados

em


A prefeitura do Rio de Janeiro aplicou 61.432 doses de vacinas em crianças e adolescentes durante o Dia D da Campanha Nacional de Multivacinação, realizado ontem (16). Foram aplicadas 18 vacinas que protegem contra diversas doenças como tuberculose, hepatite, febre amarela, sarampo, caxumba, meningite, entre outras.

campanha, que mobiliza todas as unidades de atenção primária, teve início no dia 1º e vai até 29 de outubro. O objetivo é regularizar a caderneta de vacinação de crianças e adolescentes até 15 anos de idade em todo o país.

Segundo o Ministério da Saúde, desde 2015, tem havido uma queda da cobertura vacinal, agravada com a chegada da pandemia. A vacinação é importante para evitar que algumas doenças que já estão erradicadas voltem a causar preocupações.

Entre os imunizantes que fazem parte da campanha estão, por exemplo, a BCG, a pentavalente, a tríplice viral, a tetraviral e a tríplice bacteriana. Em razão da pandemia de covid-19, o Ministério da Saúde enviou aos estados e municípios orientações parar garantir protocolos de saúde, como uso de máscaras, espaços ventilados e higienização das mãos.

Leia Também:  Especialista: 'Ômicron é resultado de acumular vacinas e deixar África de fora'

A pasta informa que não há restrição para que os adolescentes de 12 a 15 anos vacinados contra a covid-19 há poucos dias recebam os demais imunizantes. Não é necessário aguardar nenhuma janela de tempo entre as aplicações.

Edição: Lílian Beraldo

Fonte: EBC Saúde

Propaganda

Momento Saúde

Câmara convida Queiroga para prestar esclarecimentos sobre combate à pandemia

Publicados

em


source
Registro do ministro da Saúde no Senado
Jefferson Rudy/ Agência Senado

Registro do ministro da Saúde no Senado

A Comissão Seguridade e Saúde aprovou nesta quarta-feira convites para que o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, o ministro da Justiça, Anderson Torres, e o presidente da Anvisa, Antônio Barra Torres, prestem esclarecimentos de ações no combate à pandemia de Covid-19. Na audiência, foi confirmado que Queiroga irá no dia 15 de dezembro, Barra Torres no dia 8, e uma data ainda será confirmada com Anderson Torres.

Parlamentares querem que o ministro da Saúde esclareça sobre o atual cenário da pandemia no país e as medidas para o controle da nova variante do coronavírus, a Ômicron. Outro ponto é quanto à exigência de certificação de vacinação para entrada no país, que foi recomendada pela Agência de Vigilância Sanitária (Anvisa), mas que ainda não foi adotada pelo governo.

Leia Também

O deputado Alexandre Padilha (PT-SP), autor do requerimento de convocação, o que obrigaria o comparecimento, aceitou que o pedido fosse transformado em convite após a indicação das datas para presença dos ministros.

Leia Também:  Principal resposta contra Ômicron é vacinação, diz ministro

“A Anvisa faz uma recomendação que os países estão assumindo , que é exigir certificado de vacinação de pessoas que venham para o Brasil. E as declarações do ministro da Justiça dizem que ele é contra e está passando por cima de uma posição da Anvisa”, disse Padilha, acrescentando que é preciso saber se o ministro também não mudou de opinião com o surgimento da variante Ômicron.

Os deputados querem ouvir o presidente da Anvisa sobre orientações da agência para evitar a entrada e disseminação de novas variantes do coronavírus no país.

Drop here!
Fonte: IG SAÚDE

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA