Momento Saúde

Rio inicia aplicação de dose de reforço em adolescentes na segunda

Publicados

em

A Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro (SMS) vai iniciar, na próxima segunda-feira (30), a aplicação da dose de reforço das vacinas contra covid-19 em adolescentes de 12 a 17 anos. 

A informação foi publicada hoje (28) pelo órgão em suas redes sociais, um dia depois de o Ministério da Saúde ter divulgado nota ampliando o reforço da imunização para esse público 

Para receber a terceira aplicação, os adolescentes devem ter sido vacinados com a segunda dose há pelo menos quatro meses. As vacinas que serão utilizadas são a CoronaVac e a Pfizer, de acordo com a disponibilidade. 

A vacinação com dose de reforço também já está disponível para todos os adultos que tomaram a segunda dose há pelo menos quatro meses. Já a aplicação da segunda dose de reforço é recomendada para quem tem ao menos 60 anos e tomou a primeira dose de reforço há pelo menos quatro meses.

Qualquer pessoa com 5 anos ou mais que não se vacinou com a primeira dose também pode receber a vacina contra a covid-19 nos centros municipais de saúde e clínicas da família. 

Imunossuprimidos 

Pessoas com imunossupressão grave, com 12 anos ou mais, devem tomar a terceira dose da vacina oito semanas após a segunda dose, com intervalo mínimo de quatro semanas. Para isso, é necessário apresentar comprovação. 

Leia Também:  Distrito Federal tem primeiro caso de varíola dos macacos

Quem tem 18 anos, sofre de imunossupressão e recebeu três doses no esquema primário (duas doses e uma adicional) deve tomar nova aplicação com intervalo de quatro meses da dose adicional.

Edição: Graça Adjuto

Fonte: EBC Saúde

Propaganda

Momento Saúde

Covid-19: Brasil registra 122 mortes e 45,5 mil casos em 24 horas

Publicados

em

O Brasil registrou, desde o início da pandemia de covid-19, 672.033 mortes pela doença, informa o boletim epidemiológico divulgado nesta segunda-feira (4) pelo Ministério da Saúde. O número total de casos confirmados da doença está em 32.535.923.

Em 24 horas, foram registrados 45.501 casos. No mesmo período, foram confirmadas 122 mortes de vítimas do vírus.

Ainda segundo o boletim, 30.967.114 pessoas se recuperaram da doença e 896.776 casos estão em acompanhamento. No levantamento de hoje, não consta atualização dos dados de Mato Grosso do Sul.

Os números em geral são menores aos domingos, segundas-feiras ou nos dias seguintes aos feriados pot causa da redução de equipes que alimentam os dados sobre a doença. Às terças-feiras e dois dias depois dos feriados, em geral, há mais registros diários pelo acúmulo de dados atualizado.

Boletim Epidemiológico Boletim Epidemiológico

Boletim Epidemiológico – 04/07/2022/Divulgação/ Ministério da Saúde

Estados

De acordo com os dados disponíveis, São Paulo lidera o número de casos, com 5,74 milhões, seguido por Minas Gerais (3,65 milhões) e Paraná (2,63 milhões).

Leia Também:  Cérebro ainda em formação: como a pandemia impactou o sono dos jovens

O menor número de casos é registrado no Acre (127,1 mil). Em seguida, aparecem Amapá (161,8 mil) e Roraima (161,9 mil).

O estado de São Paulo é o que apresenta o maior número de mortes pela doença (171.072), seguido pelo Rio de Janeiro (74.183) e por Minas Gerais (62.197).

O Acre é o que registra o menor número de mortes (2.005), seguido por Amapá (2.141) e Roraima (2.153).

Vacinação

Até hoje, foram aplicadas 450,1 milhões de doses de vacinas contra a covid-19, sendo 177,4 milhões com a primeira dose e 157,7 milhões com a segunda dose. A dose única foi aplicada em 4,9 milhões de pessoas e 95 milhões já receberam a dose de reforço.

Edição: Nádia Franco

Fonte: EBC Saúde

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA

Botão WhatsApp - Canal TI
Botão WhatsApp - Canal TI