Momento Saúde

RJ distribui 427 mil doses de vacina contra covid-19 aos municípios

Publicados

em


A Secretaria de Saúde do Estado do Rio de Janeiro (SES) vai entregar até a próxima segunda-feira (10) 427,2 mil doses de vacinas contra covid-19 aos 92 municípios do estado. A distribuição começou na última quinta-feira (6), segundo comunicado divulgado na manhã de hoje (8).

A maior parte das doses que serão distribuídas é da vacina Oxford/AstraZeneca. Segundo a SES, as 331,2 mil doses do imunizante serão destinadas à segunda aplicação em trabalhadores da saúde, pessoas de 65 a 69 anos, de 85 a 89 anos e quilombolas. 

Outras 96 mil doses da CoronaVac serão entregues para completar o esquema vacinal de pessoas com 60 a 64 anos, forças de segurança e salvamento e trabalhadores da saúde.

Está prevista para segunda-feira a entrega de doses para 17 municípios da região metropolitana, enquanto 71 cidades do interior devem receber as doses por helicópteros que partirão de Niterói às 7h. 

A distribuição das doses de CoronaVac atenderá ao déficit informado pelas cidades em pesquisa realizada pela Subsecretaria de Vigilância em Saúde (SVS). Devido à demora na chegada de insumos importados da China, o Instituto Butantan atrasou entregas ao Programa Nacional de Imunizações, o que afetou a aplicação de segundas doses da vacina em diversas cidades do país.

Leia Também:  Quais os sintomas da Covid-19 em pessoas vacinadas? Estudo responde

Segundo a secretaria, até a manhã de ontem, 2,45 milhões de pessoas receberam a primeira dose de uma das vacinas aplicadas no estado: Oxford/AstraZeneca, CoronaVac e Pfizer/Biontech. Dessas, 1,12 milhão receberam também a segunda dose. 

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) informa que, até o dia 5 de maio, 17,71% da população fluminense foi vacinada com a primeira dose e 8,05%, com a segunda dose.

Edição: Pedro Ivo de Oliveira

Fonte: EBC Saúde

Propaganda

Momento Saúde

Certificado de vacinação contra Covid-19 é emitido on-line; veja passo a passo

Publicados

em


source
Certificado de vacinação contra a Covid-19 é emitido on-line
Reprodução/FreePic

Certificado de vacinação contra a Covid-19 é emitido on-line


Para quem já completou a vacinação contra Covid-19, seja com imunizante de uma ou de duas doses, é possível obter um Certificado Nacional de Vacinação específico para a doença, emitido pelo Ministério da Saúde de forma eletrônica, por meio do site e do aplicativo do sistema Conecte SUS.

Leia também:  Turistas vacinados com AstraZeneca da Fiocruz são aceitos na França

O documento serve como comprovação legal de conclusão do esquema vacinal e pode ser útil, por exemplo, para viajantes que planejam ir a países que permitem a entrada de brasileiros mediante a apresentação de comprovante de vacinação.

O certificado, contudo, não tem validade internacional, ficando a critério de cada país decidir sobre sua aceitação. O mais recomendado é que quem pretende viajar para fora do Brasil consulte as informações mais atualizadas junto à embaixada do país que pretende visitar.

A Suíça e a França, por exemplo, foram uns dos poucos países que anunciaram, recentemente, a abertura das fronteiras para brasileiros vacinados. Outros países da Europa possuem diferentes tipos de restrições. Os Estados Unidos, por sua vez, já anunciaram que não devem exigir imunização contra Covid-19 para entrada, embora mantenham restrições a brasileiros com base em outros critérios sanitários.

Leia Também:  Rio: 24 cidades estão sem mortes por covid-19 há duas semanas    

Você viu?

A Aliança Covax, da Organização Mundial da Saúde (OMS), pediu, no início de julho, que  todos os países em processo de abertura aceitem viajantes que forem imunizados com uma das seis vacinas aprovadas pela entidade. São elas: Janssen, da Johnson & Johnson; Covishield, da AstraZeneca; Coronavac, da Sinovac; e as vacinas da Moderna e da Sinopharm.

Atualmente, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) emite um Certificado Internacional de Vacinação (CIVP) para viajantes, mas que abrange somente a febre amarela, doença para a qual já há acordos internacionais que regulamentam a certificação. O órgão alerta que “no momento, não há determinação da OMS e do Ministério da Saúde para emissão de CIVP da vacina de Covid-19”.

Passo a passo

Para emitir o Certificado Nacional de Vacinação, é necessário acessar o site ou o aplicativo Conecte SUS. Para ter acesso, é necessário ter um login na plataforma Gov.br, portal de serviços digitais do governo federal. Quem ainda não se cadastrou pode fazer na hora, seja acessando o site ou o aplicativo.

Leia Também:  Covid-19: Rio tem vacinas para imunização até a quarta-feira

Uma vez feito o login, ao clicar no ícone Cidadão, a pessoa terá acesso a uma série de serviços, incluindo o histórico de utilização do SUS. Na opção do menu Vacinas, deve constar as doses contra Covid-19 que foram tomadas.

Para emitir o CNV, deve-se marcar a opção Certificado de Vacinação. O sistema fornecerá então um código de 16 dígitos e um QR Code para validação do documento, que poderá ser baixado em formato PDF em três línguas: português, inglês e espanhol.

No aplicativo Conecte SUS, o procedimento é similar. Uma vez instalado no celular e feito o login por meio do cadastro na plataforma Gov.br, o usuário deve clicar na opção Vacinas, que estará na página inicial. Deve-se então selecionar a vacina contra Covid-19 e selecionar a opção Certificado de Vacinação.

O aplicativo dá também a opção de baixar uma versão em PDF do comprovante.

Fonte: IG SAÚDE

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA