Momento Saúde

SP registra 53 mortes e 1.453 casos de covid-19 nas últimas 24 horas

Publicados

em


.

O estado de São Paulo contabilizou, nas últimas 24 horas, 1.453 novos casos e 53 novas mortes provocadas pelo novo coronavírus. Foi o menor número de mortes diárias contabilizadas para uma terça-feira desde o dia 21 de abril, também durante um feriado prolongado. No dia 21 de abril foram registradas 56 mortes.

Às terças-feiras o número de mortes e de novos casos costuma ser sempre mais alto e até bater recordes, principalmente com o atraso que ocorre nas notificações durante os finais de semana. No entanto, o número de hoje (8) pode ter sido baixo como reflexo do feriado prolongado de ontem, 7 de setembro.

Com isso, o estado de São Paulo soma, desde o início da pandemia, 31.430 óbitos e 858.783 casos confirmados do novo coronavírus. Do total de casos diagnosticados, 704.530 pessoas estão recuperadas, sendo 95.543 após internação.

Há 10.584 pessoas internadas em todo o estado em casos suspeitos ou confirmados do novo coronavírus, sendo 4.647 delas em estado grave. A taxa de ocupação de leitos de unidades de terapia intensiva (UTI) está em 53,5% no estado e em 52,8% na Grande São Paulo.

Leia Também:  Governo convoca médicos peritos para atendimento no INSS

Queda em óbitos e internações

Na semana passada, que correspondeu à 36ª Semana Epidemiológica (de 30 de agosto a 5 de setembro), o estado de São Paulo voltou a apresentar queda no número de mortes e de novas internações por covid-19. Foi a quarta semana consecutiva de queda na média móvel de ambos os indicadores.

No número de mortes, a queda foi de 22%, passando de uma média móvel de 252 mortes por dia computada na 35ª Semana Epidemiológica (23 a 29 de agosto) para 196 por dia na semana passada. É a primeira vez, desde a 22ª Semana Epidemiológica (entre os dias 24 e 30 de maio), que a média móvel de mortes fica abaixo das 200 diárias.

Quanto às internações, a queda foi de 17%, passando de uma média móvel de 1.714 novas internações por dia na 35ª Semana para 1.418 na semana passada. A média móvel é calculada somando o total de casos registrados na semana e dividindo-os pelo número de dias.  

Já em relação ao número de casos, foram notificados 51.663 novos casos na semana passada, uma média de 7.380 infecções diárias, uma pequena queda em relação à semana anterior, quando foram notificados 52.178 novos casos, uma média móvel de 7.454 novas infecções por dia.

Leia Também:  SP registra 7.393 novos casos de covid-19 nas últimas 24 horas

Edição: Lílian Beraldo

Fonte: EBC Saúde

Propaganda

Momento Saúde

Presidente da Anvisa crê em vacinação em massa contra Covid-19 no início de 2021

Publicados

em


source
vacinação
Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Vacinação pode ocorrer no Brasil no início de 2021, diz Anvisa

O presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária, Antônio Barra, afirma que é possível que uma vacinação em massa para a Covid-19 aconteça ainda nos primeiros meses de 2021 no Brasil. Apesar do otimismo, Barra defende que o mais importante agora é “dar respostas seguras”.

Ao jornal Extra, o presidente da Anvisa ainda comentou que a pandemia da Covid-19 dificulta previsões po se tratar de uma situação nunca antes vista. “A humanidade nunca passou pelo que está passando agora”, disse, pontuando que outras epidemias como gripe espanhola e peste bubônica não se comparavam na abrangência e velocidade de transmissão.

“A OMS tem dito mais para frente um pouco. Não há um consenso. Pelo que eu tenho acompanhado dos protocolos que estão em desenvolvimento no Brasil e pelas informações que recebo das pessoas, vamos ter uma expectativa em relação aos primeiros meses de 2021. Agora, qual mês? Seria leviano tecer algum comentário, porque estaria gerando uma expectativa que pode não se concretizar”, reforçou Barra.

Leia Também:  Covid-19: em uma semana casos caem 30% e mortes 13%
Fonte: IG SAÚDE

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA