Momento Saúde

SP testa alunos e professores para identificar incidência de covid-19

Publicados

em


A partir de amanhã (15), o governo de São Paulo começa a testar 19,3 mil professores, alunos e servidores da rede estadual de ensino para analisar a incidência do novo coronavírus. Serão testados 10 mil estudantes e 9,3 mil profissionais da educação.

Os exames serão amostrais, ou seja, não serão testados todos os professores, nem todos os alunos da rede pública de ensino do estado.

Os testes serão feitos por meio do exame de RT-PCR, que identifica o vírus de forma ativa, e não por exame sorológico, que detecta a presença de anticorpos. Os testes serão feitos inclusive em pessoas que estão sem sintomas.

Os testes serão feitos em alunos e profissionais de 100 escolas, distribuídas em 20 cidades de diversas regiões do estado. Segundo o governo, as escolas participantes serão escolhidas por meio de sorteio. Em cada um dos estabelecimentos, serão feitos testes em 100 alunos e em todos os seus servidores.

Segundo o governo, o objetivo é identificar a frequência de contágio pelo novo coronavírus durante o período de volta às aulas presenciais que, desde o dia 7 de outubro, é opcional para alunos do ensino médio e da educação de jovens e adultos (EJA) da rede estadual.

Leia Também:  SP registra menor taxa de ocupação de UTIs para Covid desde início da pandemia

A volta às aulas de forma presencial também é opcional em casos de reforço e de recuperação. Isso, no entanto, está condicionado à aprovação dos prefeitos.

 

Edição: Nádia Franco

Fonte: EBC Saúde

Propaganda

Momento Saúde

Assintomáticos perdem imunidade da covid-19 mais rapidamente, diz estudo

Publicados

em


source
anticorpos
Christopher Burg Tedt/Science Photo Library

Anticorpos para Covid-19 caem rapidamente após cura de pacientes, diz estudo

Um estudo realizado pela Imperial College London e Ipsos Mori indicou que a imunidade adquirida pelas pessoas assintomáticas pode cair ainda mais rapidamente do que aquela que ocorre após pacientes sintomáticos curados.

De acordo com os pesquisadores, “durante o período, a proporção de pessoas que testaram positivo aos anticorpos da covid-19 caiu 26,5, passando de 6% para 4,4% da população estudada”. O estudo foi feito entre 20 de junho e 28 de setembro e observou 350 mil pessoas escolhidas aleatoriamente na Inglaterra.

A proporção de anticorpos nas pessoas que testaram positivo ao vírus e apresentaram sintomas característicos diminuiu 22,3% ao longo dos três, enquanto entre as pessoas que não apresentaram sintomas de covid-19 a queda foi de 64%. Além disso, o estudo destaca que a queda de imunidade pode ser mais rápida entre os idosos.

Leia Também:  ‘Não vamos controlar a pandemia’, diz chefe de Gabinete de Trump
Fonte: IG SAÚDE

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA