Momento Saúde

Tromboses estão relacionadas à mortalidade por Covid-19, diz estudo

Publicados

em


source
coágulos
Pixabay

Coágulos no sangue são uma das complicações possíveis da Covid-19

Pesquiadores da Faculdade de Ciências Médicas (FCM) da Unicamp e de outras 19 insitituições de pesquisa do país publicara um estudo que orienta sobre a prevençao e detecção do tromboembolismo em quadros graves da Covid-19 . De acordo com os pesquisadores, o sintoma está diretamente ligado à mortalidade pela doença.

O tromboembolismo é associado às alterações no padrão de coagulação sanguínea, podendo acarretar em tromboses arteriais, venosas e embolia pulmonar. A publicação foi veiculada na revista internacional Hematology Transfusion and Cell Therapy e é voltada aos profissionais de saúde.

O guia sugere o monitoramento da coagulopatia, avaliaçao sistemática e profilaxia como medidas preventivas e também orienta sobre o tratamento com anticoagulantes orais. Os principais sintomas da trombose venosa são dor, inchaço, mudança na coloração da pele, dificuldade de movimentação e enrijecimento da musculatura.

Leia Também:  A polêmica do relatório britânico que estima mortes decorrentes da pandemia
Fonte: IG SAÚDE

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Momento Saúde

Rússia inicia produção do 1º lote da vacina contra novo coronavírus

Publicados

em


source
frascos de vacina
Ministério da Saúde da Rússia

Produção do primeiro lote foi anunciada neste sábado

O ministro da Saúde da Rússia informou neste sábado (15) que o país já iniciou a produção do primeiro lote da  vacina contra o novo coronavírus (Sars-CoV-2).

A imunização causou polêmica ao ser a primeira registrada no mundo , mesmo sem ter concluído todas as fases de teste. “A produção da vacina contra o novo coronavírus – Covid-19, desenvolvida pelo Centro Nacional Gamaleya de Epidemiologia e Microbiologia, começou”, disse o ministro da Saúde, Mikhail Murashko, em nota oficial divulgada para as agências Tass e Interfax.

O registro da vacina batizada de Sputnik V ocorreu no dia 11 de agosto, mas foi recebido com cautela por cientistas em todo o mundo e pela Organização Mundial da Saúde (OMS) por conta da falta de transparência dos dados.

Leia Também:  Soros produzidos por cavalos têm anticorpos potentes para covid-19

Até agora, pouco se sabe dos resultados de maneira científica, apenas o que o governo russo divulgou através de sua comunicação oficial. Segundo as autoridades, a imunização não apresentou efeitos colaterais graves e gerou anticorpos.

Além do Centro Gamaleya, a vacina foi desenvolvida em parceria com o Ministério da Saúde e Ministério da Defesa e será produzida e distribuída pelas empresas Generium, R-Pharm e Binnopharm a partir de outubro – sempre conforme as informações oficiais.

Fonte: IG SAÚDE

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA