Momento Saúde

Vitamina B12 pode bloquear a reprodução do vírus da Covid-19

Publicados

em


source
v
TECPAR

Vitamina B12 pode bloquear reprodução do novo coronavírus

Pesquisadores indianos da Academia de Educação Superior de Manipal e do Centro Regional de Biotecnologia descobriram que a vitamina B12 pode bloquear a reprodução do novo coronavírus (Sars-CoV-2) .

Com o objetivo de descobrir moléculas com a capacidade de surprimir a poliproteína nsp12, contida no genoma do SARS-CoV-2 e responsável pela reprodução do vírus , os especialistas utilizaram modelos computadorizados para testar as hipóteses, que incluiam produtos naturais e medicamentos.

Os resultados, divulgados na publicação científica IUBMB Life, demonstraram que uma forma especial da vitamina B12 , chamada meticobalamina, é capaz de inibir a reprodução das células do novo coronavírus .

Segundo o estudo, “esta substância pode ser utilizada como meio profilático para grupos tais como equipes médicas, pessoas idosas e pessoas com doenças concomitantes para diminuir a probabilidade de infecção e prover auxílio de emergência no hospital “.

Leia Também:  Falta de transparência dificulta monitoramento da pandemia em povos indígenas

Apesar da descoberta, ainda é necessário realizar uma série de pesquisas e testes adicionais para alterar os protocolos de tratamento de pacientes diagnosticados com Covid-19.

Fonte: IG SAÚDE

Propaganda

Momento Saúde

Brasil adere a aliança para aceleração da vacina contra a covid-19

Publicados

em


.

O governo federal anunciou nesta quinta-feira (24) a adesão ao Instrumento de Acesso Global de Vacinas Covid-19 (Covax Facility), ação administrada pela Aliança Gavi e a liberação de cerca de R$ 2,5 bilhões para viabilizar o ingresso do Brasil nesta iniciativa.

Segundo o governo, os países são convidados a participar do grupo e poderão se beneficiar, ao ter garantido o acesso ao fornecimento das vacinas disponibilizadas por meio da Covax Facility. Dessa forma, espera-se que o Brasil possa comprar imunizantes para garantir a proteção de 10% da população até o final de 2021, o que permite atender populações consideradas prioritárias.

A adesão permitirá o acesso ao portfólio de nove vacinas em desenvolvimento, além de outras em análise. Com a diversificação de possíveis fornecedores, aumentam as chances de acesso da população brasileira à vacina no menor tempo possível. Caberá à Covax Facility negociar com os fabricantes o acesso às doses das vacinas em volumes especificados, os cronogramas de entrega e os preços.

A Covax Facility é uma aliança internacional da Organização Mundial de Saúde (OMS), Gavi Alliance e da Coalition for Epidemic Preparedeness Innovations (CEPI), que tem como principal objetivo acelerar o desenvolvimento e a fabricação de vacinas contra a covid-19 a partir da alocação global de recursos para que todos os países aderentes à iniciativa tenham acesso igualitário à imunização.

Leia Também:  Maioria dos norte-americanos deve ser vacinada contra Covid-19 até julho

De acordo com Palácio do Planalto, a iniciativa não impede que o país realize acordos bilaterais com outras empresas biofarmacêuticas produtoras de vacinas contra a covid-19 que não estejam contempladas pela iniciativa global. Também não ficam impedidas iniciativas já realizadas pelo Brasil com as biofarmacêuticas que fazem parte da iniciativa global.

Edição: Aline Leal

Fonte: EBC Saúde

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA