Momento Tecnologia

214 milhões de usuários do Facebook, Instagram e LinkedIn têm dados vazados

Publicados

em


source

Olhar Digital

facebook
Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Dados foram expostos por banco vulnerável

Uma falha de configuração em um banco de dados causou o vazamento de mais de 400 GB de informações públicas e privadas de 214 milhões de usuários do Facebook , Instagram , LinkedIn e outras redes sociais. De acordo com o site Threatpost , contas de celebridades e influenciadores também foram atingidas.

Os dados incluíam fotos de perfil, número de seguidores e de comentários, configurações de localização, informações de contato (e-mail e telefone) e profissionais (nome da empresa e cargo) e hashtags mais usadas, entre outros.

O servidor, de propriedade da empresa chinesa SocialArks, estava sem proteção de senha ou criptografia , revelaram pesquisadores do Safety Detectives. A falha foi descoberta durante uma checagem de rotina em endereços IP de bancos de dados potencialmente vulneráveis. Este, em particular, continha mais de 318 milhões de registros de usuários:

“Nosso time de pesquisadores conseguiu identificar que toda a informação vazada foi extraída de plataformas de redes sociais, o que é antiético e também uma violação dos termos de serviço do Facebook, Instagram e LinkedIn”, afirmaram os integrantes do Safety Detective, após investigar o vazamento nas redes.

Leia Também:  Polícia Civil investiga tentativa de sequestro de criança de 10 anos seguida por dois homens em um carro ao sair de casa para comprar pão

Ao todo, foram detectados 11.651.162 perfis de usuários do Instagram, 66.117.839 do LinkedIn e 81.551.567 do Facebook. Outros 55.300.000 perfis da rede social de Mark Zuckerberg foram deletados horas depois que o servidor vulnerável foi descoberto.

Os pesquisadores ficaram surpresos ao descobrir que o banco de dados armazenava informações privadas, que os usuários optaram por não revelar publicamente. “Não sabemos como a SocialArks conseguiu ter acesso a essas informações, obter dados privados de várias fontes seguras. Além disso, o servidor da companhia estava totalmente desprotegido”, informaram.

A empresa implementou medidas de segurança no banco de dados que originou o vazamento dos dados das redes sociais no mesmo dia em que a equipe do Safety Detectives alertou sobre a falha.

Falha semelhante

Esta não foi a primeira vez em que um servidor da SocialArks é afetado por vazamento. Em agosto de 2020, uma falha semelhante afetou 150 milhões de usuários do Facebook , LinkedIn e Instagram . Também foram coletados dados públicos, como nomes, país de residência, informações profissionais e de contato.

Leia Também:  Novo recurso do WhatsApp vai ajudar usuários a encontrarem figurinhas

Momento Tecnologia

Fundador do Alibaba reaparece após quase três meses; entenda o desaparecimento

Publicados

em


source

Olhar Digital

Jack Ma Alibaba
Wikimedia Commons/JD Lasica

Jack Ma, fundador do grupo Alibaba

O bilionário chinês Jack Ma , fundador do grupo Alibaba (que, entre outras empresas, controla o AliExpress, Taobao, Tmall, Cainiao e o grupo financeiro Ant) reapareceu após quase três meses longe dos olhos do público .

Ma participou virtualmente nesta quarta-feira (19) de um evento do Rural Teachers Initiative, programa promovido por seu grupo que fornece apoio a professores em regiões rurais na China e destaca os que tiveram maior impacto em sua comunidade. Durante o evento, que normalmente é realizado na cidade de Sanya, no sul da China, 100 professores foram homenageados.

Segundo o jornal The Wall Street Journal, Ma parecia “à vontade” e disse que não pôde encontrar os professores pessoalmente por causa da pandemia , mas que seu compromisso com a educação não irá mudar e que esperava ver todos os participantes novamente em um futuro próximo.

Outro video, sem data, mostra Ma em roupas de inverno visitando uma escola primária no condado de Tonglu, próximo a Hangzou, local que é a sede da Ant e do Alibaba .

Leia Também:  Policial penal supostamente membro do CV é preso em flagrante ao tentar entrar com celulares e dinheiro em cadeião feminino

Você viu?

Entenda o sumiço de Jack Ma

Ma não era visto publicamente desde 24 de outubro, quando criticou o sistema de regulamentação de mercado do governo chinês durante um fórum financeiro em Shanghai. Dias depois, ele e dois executivos de alto escalão do Ant Group foram chamados por autoridades para uma reunião a portas fechadas.

Em 3 de novembro o Ant Group foi forçado a cancelar sua Oferta Pública Inicial (IPO) de ações em Hong Kong e Shanghai. Analistas de mercado estimavam uma arrecadação de mais de US$ 34 bilhões, o que tornaria este o maior IPO do mundo. O cancelamento, segundo o Wall Street Journal, foi ordenado diretamente pelo presidente chinês, Xi Jinping .

Além disso, o Alibaba está sofrendo uma investigação antitruste por reguladores do mercado chinês . A companhia está sendo acusada de abusar de sua posição dominante no setor de comércio eletrônico e de “obrigar” outros comerciantes a usarem a sua plataforma.

Estes acontecimentos fizeram com que as ações do Alibaba listadas em Hong Kong sofressem uma queda brusca desde novembro. Tanto que a capitalização de mercado da companhia caiu de US$ 859 bilhões para US$ 600 bilhões nos últimos dias de 2020.

Leia Também:  Novo recurso do WhatsApp vai ajudar usuários a encontrarem figurinhas

A investigação, inclusive, pode ser o motivo para o “sumiço” de Jack Ma , já que alguns bilionários chineses costumam desaparecer durante investigações legais e regulatórias de suas empresas. No início de janeiro o jornalista David Faber, da CNBC, citou “pessoas com conhecimento do assunto” ao afirmar que Ma estava escondido, e não desaparecido .

Mas havia outra possibilidade: o sumiço de desafetos políticos não é nada incomum na China : o “desaparecido” geralmente ressurge após alguns meses, fazendo uma confissão pública de seus crimes e pedindo desculpas ao governo.

O ressurgimento de Jack Ma , mesmo que virtualmente, fez bem para as ações do grupo Alibaba , que saltaram 8,5% ontem.

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA