Momento Tecnologia

Android 11 Go é anunciado para celulares com pouca memória

Publicados

em


source

Olhar Digital

Android 11 Go
Google

Android 11 Go é anunciado

Alguns dias após anunciar o lançamento do Android 11 , o Google está apresentando uma versão feita sob medida para smartphones com pouca memória, o Android 11 Go . Segundo a empresa, aparelhos equipados com o novo sistema poderão abrir apps mais rapidamente, tem navegação facilitada e mais espaço livre na memória interna.

Anteriormente, apenas aparelhos com 1,5 GB de RAM ou menos se qualificavam para receber o Android Go. Na nova versão, este limite foi aumentado para 2 GB. Isso resulta em cerca de 270 MB de RAM extra livre para os apps, o que segundo o Google é suficiente para manter mais “três ou quatro” apps ativos em segundo plano, em relação à versão anterior.

Celulares equipados com o Android Go 11 também irão abrir aplicativos “20% mais rápido”, e os modelos com 2 GB de RAM terão cerca de 900 MB a mais de espaço livre na memória interna, o que segundo o Google é o bastante para armazenar mais “300 selfies” ou baixar um filme.

Leia Também:  FarmVille: jogo da fazendinha será desativado do Facebook após 11 anos

O sistema também traz melhorias de usabilidade, como o suporte a navegação por gestos e um local central que reúne as notificações de todos os aplicativos de mensagem, o que segundo o Google facilita ler e responder às mensagens de seus amigos e parentes, não importa qual app de mensagem eles usem.

Assim como no Android 11 “comum”, também há melhorias de privacidade , como um controle mais granular de permissões para os apps. Com isso, é possível autorizar um app a acessar a câmera, microfone ou GPS, entre outros recursos, apenas uma vez. As permissões também podem expirar depois de um longo período de tempo sem usar o app.

Ainda não está claro quando os primeiros aparelhos com o Android 11 Go chegarão ao mercado, ou qual será a política de atualização para aparelhos com versões anteriores que já estão no mercado.

Propaganda

Momento Tecnologia

Google Meet terá reuniões ilimitadas na versão grátis até 2021

Publicados

em


source

Tecnoblog

Google Meet
Unsplash/Harry Cunningham

Google Meet amplia prazo para limitar tempo das chamadas de vídeo

O Google Meet continuará a oferecer um recurso premium de graça até março de 2021: usuários do Gmail poderão realizar chamadas em vídeo com duração praticamente ilimitada (máximo de 24 horas). Anteriormente, a  empresa planejava restringir as reuniões em até 60 minutos nas contas gratuitas. No entanto, o cancelamento de ruído e a gravação no Google Drive ficarão exclusivos para clientes G Suite.

“Queremos continuar ajudando aqueles que dependem do Meet para manter contato nos próximos meses”, diz o Google em comunicado. “Como um sinal de nosso compromisso, hoje continuamos com chamadas ilimitadas do Meet (até 24 horas) na versão gratuita até 31 de março de 2021 para contas do Gmail.”

Leia Também:  Amazon One lê palma da mão para fazer pagamentos

Em abril, o Google havia anunciado que iria limitar as videochamadas gratuitas do Meet em 60 minutos a partir de 30 de setembro de 2020. A empresa mudou de ideia dias antes desse prazo.

Além disso, todos os usuários ainda poderão usar o desfoque de fundo , o layout com até 50 pessoas ao mesmo tempo (incluindo você), a transmissão via Chromecast e a integração ao Gmail na web e nos aplicativos de celular.

Recursos premium do Google Meet deixarão de ser grátis

Vale notar, no entanto, que outros recursos premium do Google Meet ficarão indisponíveis em contas gratuitas: ou seja, não será possível realizar gravação de reuniões no Google Drive, nem fazer transmissões ao vivo no domínio para até 100 mil pessoas. Além disso, o limite de participantes por chamada cairá de 250 para 100 (o que deve ser bastante para a maioria dos usuários).

Há outra perda importante: o cancelamento de ruído ficará restrito a clientes do G Suite Enterprise e G Suite Enterprise for Education . O recurso foi liberado esta semana para Android e iPhone; ele já estava disponível na web há alguns meses.

Leia Também:  Twitter alerta usuários para lerem artigos antes de compartilhar

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA