Momento Tecnologia

Após 48 anos, Sony vai fechar fábrica de TV, áudio e câmera no Brasil

Publicados

em


source

Olhar Digital

Sony
Reprodução

Sony fecha fábrica no Brasil

A Sony irá fechar sua fábrica em Manaus, onde produz TVs, equipamentos de áudio e câmeras fotográficas. A informação foi divulgada em um comunicado aos varejistas assinado por Clóvis Leite, Senior Operations Manager da empresa no Brasil.

De acordo com o texto, a fábrica será fechada em março de 2021, e as “vendas de produtos de consumo como TVs , Áudio e Câmeras ” serão encerradas em meados do próximo ano. A decisão é justificada como uma resposta ao “ambiente recente do mercado e tendência esperada para os negócios”.

O comunicado afirma que apesar do fechamento da fábrica, a empresa manterá uma operação local para prestar suporte ao consumidor. Os demais negócios do grupo Sony no Brasil, como games ( PlayStation ), soluções profissionais, Music (gravadora) e Pictures Entertainment (cinema) continuarão a operar, segundo o texto.

Vale lembrar que os consoles e acessórios da linha PlayStation vendidos no Brasil já são importados. Ou seja, o fechamento da fábrica não deve afetar a oferta do console por aqui.

Leia Também:  Apple lança correção para o iOS 14 que arruma bug no iPhone 7

“São 48 anos de história no Brasil e nessa trajetória agradecemos pela relação de confiança construída ao longo de todo tempo com nossa forte parceria”, diz Leite.

Propaganda

Momento Tecnologia

Google Meet limitará reuniões em uma hora na versão grátis

Publicados

em


source

Tecnoblog

Google Meet
Divulgação

Google Meet terá limitação para contas gratuitas

O Google Meet passará a limitar a duração das reuniões em uma hora, na versão gratuita. O novo prazo do serviço de chamadas de voz e vídeo entrará em vigor a partir da quarta-feira (30), conforme prometido pela companhia em abril de 2020 . Segundo o Google, a ferramenta continuará aberta a todos os usuários mesmo após a data.

As reuniões da versão gratuita do Google Meet terão duração máxima de uma hora a partir de 30 de setembro de 2020. Dessa forma, para ter acesso a prazos maiores, o usuário terá de recorrer a um dos planos pagos da suíte de produtividade da companhia, o G Suite , que expande o tempo para até 300 horas.

“No produto gratuito, as reuniões podem ter no máximo 60 minutos de duração – mas essa restrição só começa a valer em 30 de setembro deste ano”, anunciou o Google em 29 de abril de 2020.

Leia Também:  Nova tecnologia brasileira descobre o que você sente ao ver o que posta

O Google Meet gratuito manterá a quantidade máxima de participantes de até 100 pessoas após a data. Além disso, os usuários ainda poderão utilizar o serviço pelo navegador e pelos apps para celulares e tablets ( Android e iOS ). As funções para compartilhar a tela e ajustar o layout da reunião também continuam.

Procurado pelo Tecnoblog na semana passada, o Google conta que o serviço registrou o pico de mais de 600 milhões de participantes em uma única semana, durante o segundo trimestre de 2020. “Em abril, registramos cerca de 3 milhões de novos usuários que passaram a se conectar pelo Google Meet diariamente”, afirmam.

Google Meet para G Suite for Education

Ao Tecnoblog nessa sexta-feira (25), o Google explica que alguns recursos serão limitados aos usuários do G Suite for Education na versão gratuita. É o caso da transmissão ao vivo e reuniões com até 250 pessoas. As gravações premium, porém, estarão disponíveis até que o novo recurso de gravações temporárias seja liberado.

Confira a explicação da companhia na íntegra:

“Os usuários de G Suite for Education não terão mais acesso na versão gratuita para recursos premium de transmissão ao vivo ou reuniões maiores de 250 pessoas. As funcionalidades padrão do Google Meet para escolas voltarão automaticamente para o que estava incluído na assinatura original do G Suite for Education.

No entanto, eles terão acesso contínuo às gravações premium até que nosso novo recurso, gravações temporárias, esteja disponível ainda este ano.

As gravações temporárias estarão disponíveis gratuitamente para todos os clientes do G Suite for Education ainda este ano. Com esse novo recurso, qualquer criador de reunião será capaz de gravar uma reunião e compartilhar a gravação em seu domínio por até 30 dias antes que o vídeo expire. Dadas as disparidades no acesso à Internet, as gravações temporárias têm o objetivo de ajudar os alunos ou participantes da reunião a assistir a uma aula que não puderam presenciar ao vivo. As gravações temporárias não podem ser compartilhadas fora do domínio do criador da reunião ou baixadas, mesmo que seja dentro de 30 dias.”

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA