Momento Tecnologia

Apple promete Macs mais potentes com M2 e sucessor do Apple Watch SE

Publicados

em

source
Apple prepara Macs mais potentes com M2 e sucessor do Apple Watch SE
Bruno Gall De Blasi

Apple prepara Macs mais potentes com M2 e sucessor do Apple Watch SE

A Apple está com altas expectativas para os próximos meses. De acordo com Mark Gurman, da  Bloomberg , a companhia já está trabalhando em novos Macs com Apple M2 e variantes do chip, além do futuro M3. A lista de apostas também engloba os futuros Apple Watch Series 8, o sucessor do Apple Watch SE e a linha iPhone 14.

Os detalhes foram revelados na newsletter dominical Power On . Na edição de ontem (26), Gurman relata que a Apple deve trazer diversas novidades entre o segundo semestre de 2022 e o começo de 2023. As informações foram repassadas ao jornalista por pessoas a par do assunto que não foram identificadas.

É o caso de novos computadores da marca. Entre eles, está um novo Mac Mini com Apple M2, produto que não é atualizado desde 2020 quando a Apple estreou o modelo com M1. O desktop também tende a ganhar uma edição com o esperado Apple M2 Pro, sucessor do Apple M1 Pro do MacBook Pro anunciado no fim do ano passado.

Leia Também:  WhatsApp: promoção falsa promete 5 mil passagens aéreas de graça
Sucessor do MacBook Pro com M1 Max já está sendo desenvolvido pela Apple (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Sucessor do MacBook Pro com M1 Max já está sendo desenvolvido pela Apple (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

MacBook Pro com Apple M2 Pro e M2 Max estão no forno

A Apple, é claro, ainda tende a revelar novos MacBook Pro com telas de 14 e 16 polegadas. A dupla tende a trazer os sucessores do Apple M1 Pro e M1 Max, ambos baseados no novo Apple M2. A lista fica completa com um novo Mac Pro, que seria o computador mais potente da fabricante, com Apple M2 Ultra e M2 Extreme.

O sucessor do Apple M2 (sim, você leu certo) também está no forno. No ano que vem, a marca também deve revelar novos computadores com o futuro Apple M3. Espera-se que o chip seja levado às próximas gerações do MacBook Air de 13 polegadas (J513) e de 15 polegadas (codinome J515), iMac (J433) e um notebook de 12 polegadas.

Sucessor do Apple Watch Series 7 deve ser apresentado ainda em 2022 (Imagem: Reprodução / Apple)
Sucessor do Apple Watch Series 7 deve ser apresentado ainda em 2022 (Imagem: Reprodução / Apple)

Apple deve apresentar três relógios em breve

Além dos Macs, Gurman antecipou alguns detalhes do futuro Apple Watch Series 8. A expectativa é de que a próxima geração do relógio seja apresentado com as mesmas especificações da geração atual. Ou seja, o novo processador ficará somente para o ano que vem, junto ao lançamento do Apple Watch Series 9.

Leia Também:  WhatsApp permite excluir mensagens enviadas em até dois dias

Isto significa que a ficha técnica não deve englobar muitas mudanças. Para refrescar a memória, o Apple Watch Series 7 foi anunciado no fim do ano passado com o processador S7 SiP. O Apple Watch SE, por sua vez, traz o chip S5 SiP. 

E por falar em Apple Watch SE, o modelo também tende a ganhar uma nova geração em 2022. Espera-se que o relógio mantenha o tamanho de tela atual e receba o mesmo processador do Series 7. Além disso, a Apple deve lançar um modelo mais resistente para quem pratica esportes radicais. 

O resto das apostas gira em torno do iPhone 14, que tende a ser anunciado em setembro ainda com a porta Lightning. O destaque fica pelos modelos com o selo Pro, que tendem a receber uma câmera de 48 megapixels e always-on display. A Apple ainda pode lançar um headset de realidade mista com o chip M2.

Já o Apple Watch Series 3 deve, enfim, chegar ao fim.

Propaganda

Momento Tecnologia

Fábio Faria nega desmatamento da Amazônia para instalação do 5G

Publicados

em

Fábio Faria disse que 10 milhões de pessoas devem ser favorecidas
Alan Santos/ PR

Fábio Faria disse que 10 milhões de pessoas devem ser favorecidas

O ministro das Comunicações, Fabio Faria, disse que o país deverá conectar na rede 5G pelo menos 10 milhões de pessoas na Amazônia sem derrubar uma única árvore. O ministro afirmou que isso será feito através da instalação de uma rede de fibra ótica, e a região passará a ter a rede 5G dentro do programa Norte Conectado.

Faria lembrou que mais de 40 milhões de brasileiros ainda não têm redes de conexão atualmente e a meta do governo é encerrar os chamados “desertos digitais” no país, sem especificar prazos. Ele disse que serão investidos pelo menos R$ 10 bilhões para conectar todas a vilas e aldeias do país.

“Vamos conectar 10 milhões de pessoas na Amazônia, com fibra ótica, sem cortar uma única árvore”, disse Faria, lembrando que serão investidos outros R$ 3,1 bilhões para cobrir escolas públicas com a rede.

O ministro falou durante o Seminário 5G.BR, organizado pela sua pasta. Ele disse que a implantação dessa tecnologia trará um ciclo longo de investimentos no país e que haverá transformações importantes em diferentes setores, como agricultura, finanças e indústria.

Leia Também:  WhatsApp permite excluir mensagens enviadas em até dois dias

E depois, afirmou, o país deverá investir em capital humano. O ministro mediou o painel sobre como a tecnologia poderá contribuir para que as metas de desenvolvimento sustentável sejam atingidas no país.

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia. Siga também o  perfil geral do Portal iG

A rede 5G pura deverá chegar a pelo menos 25 capitais do país até o final de agosto, estimou o ministro. Manaus e Belém ainda enfrentam dificuldades na limpeza da faixa e deverão ativar sua rede 5G em 60 dias.

O cronograma da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) indica que todas as capitais devem ter a faixa do 5G liberada até o fim do mês, mas as empresas de telecomunicações só serão obrigadas a ativarem o sinal até o final de setembro, quando a Anatel começará a fiscalizar o sinal da rede. O ministro afirmou que as teles estão ativando o sinal imediatamente após a faixa ser liberada.

Leia Também:  Google TV se prepara para adicionar mais canais ao vivo gratuitos.

“O que temos no radar é que até o final deste mês pelo menos 25 capitais estarão funcionando o 5G”, disse o ministro.

O sinal já está funcionando em Brasília, Belo Horizonte, Porto Alegre, São Paulo e João Pessoa. Na próxima semana, Curitiba, Salvador e Goiânia começam a usar a rede. Depois, a rede 5G chegará ao Rio de Janeiro.

Fonte: IG TECNOLOGIA

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MAIS LIDAS DA SEMANA

Botão WhatsApp - Canal TI
Botão WhatsApp - Canal TI