Momento Tecnologia

Ataques cibernéticos podem provocar uma “guerra de tiros real”, diz Biden

Publicados

em


source
Joe Biden, presidente dos Estados Unidos
Adam Schultz/Casa Branca

Joe Biden, presidente dos Estados Unidos

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, alertou para os impactos dos ataques de hackers a agências governamentais e empresas do país. De acordo com ele, esse tipo de ação pode levar a uma “guerra de tiros real”. A declaração aconteceu após uma série de invasões que resultaram em paralisações em importantes operações de petróleo e frigoríficos nos EUA.

O discurso de Joe Biden foi feito durante uma sessão no Gabinete do Diretor de Inteligência Nacional. Segundo o presidente norte-americano, as ameaças hackers “são cada vez mais capazes de causar danos e interrupções no mundo real”, sendo assim, uma “verdadeira guerra” poderia ser “consequência de uma violação cibernética”.

Em março deste ano, o governo norte-americano alegou que Vladimir Putin estava coordenando uma ação para apoiar a candidatura de Trump à reeleição por meio de desinformação nas redes sociais. Ademais, ainda houve o acuso de que a China estaria por trás de alguns dos ataques contra os sistemas dos EUA.

Leia Também:  WhatsApp testa opção para converter imagem em sticker

Você viu?

Isso porque os supostos ataques da Rússia contra os Estados Unidos não foram apenas feitos por hackers com o objetivo de atingir negócios específicos, mas também teriam sido organizados pelo governo russo para desestruturar o sistema eleitoral do país rival.

Sobre Putin, Biden afirmou: “É uma violação pura de nossa soberania. O Sr. Putin tem um problema real. Ele está sentado no topo de uma economia que tem armas nucleares e poços de petróleo, e nada mais. Nada mais. Ele sabe que está realmente encrencado, o que o torna ainda mais perigoso”.

Além disso, o presidente norte-americano já havia dito sobre a importância de uma resposta caso as ameaças russas continuassem. Porém, com os ataques virtuais sendo uma parte das constantes tentativas de atingir o governo, Biden pontuou que haveria maior desenvolvimento na próxima década do que nos últimos 50 anos: “Realmente, vai ficar mais difícil”.

Leia Também:  Nave da SpaceX tem vista privilegiada da Terra; veja as fotos da super janela

Propaganda

Momento Tecnologia

Governo publica decretos que abrem caminho para leilão do 5G; entenda

Publicados

em


source
5G é a nova geração de internet móvel
Unsplash/Azamat E

5G é a nova geração de internet móvel

O governo federal irá publicar dois decretos nesta sexta-feira (17) que abrem caminho para o leilão do 5G. Os decretos atendem a exigências formuladas pelo Tribunal de Contas da União (TCU) e devem permitir a análise do edital pela Anatel. Os textos sairão em edição extra do Diario Oficial da União.

O primeiro diz respeito a implementação de uma rede privativa de comunicação na administração pública federal, um dos requisitos previstos no edital. O decreto permite que outras empresas, além da Telebrás, possam fazer essa implementação.

Já o segundo institui o Programa Amazônia Integrada e Sustentável (Pais) e cria seu Comitê Gestor. O programa deve implementar uma rede de fibra óptica ao longo dos rios da Região Amazônica. O Comitê Gestor deve garantir a sustentabilidade da operação e disponbilizar a capacidade excedente para o setor privado.

Como mostrou O GLOBO, os dois decretos, além de um envio de informações do Ministério das Comunicações, eram os itens que faltavam para que o conselheiro da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), Moisés Queiroz Moreira,  devolvesse o processo para análise do conselho diretor da agência.

No início desta semana,  Moreira pediu vista do processo alegando que alguns pontos precisavam ser ajustados para dar segurança à decisão da Anatel. Com isso, a votação sobre o edital pode acontecer antes do dia 30, quando o conselho diretor já tem marcada uma reunião ordinária.

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA