Momento Tecnologia

Blue Origin, de Jeff Bezos, completa segundo voo tripulado; veja as fotos

Publicados

em


source
Segundo voo tripulado da Blue Origin
Reprodução/Youtube

Segundo voo tripulado da Blue Origin

Na manhã desta quarta-feira (13), a Blue Origin, empresa de turismo espacial do bilionário Jeff Bezos, completou seu segundo voo tripulado ao espaço. O laçamento do foguete ocorreu por volta das 11h50 (horário de Brasília), e a tripulação pousou cerca de 11 minutos depois.

Na nave que completou a missão NS-18, estavam o ator William Shatner, que interpretou o capitão James Kirk na série Jornada nas Estrelas, Chris Boshuizen, cofundador do Planet Labs, Glen de Vries, cofundador da Medidata, e Audrey Powers, vice-presidente de missões e operações de voo da Blue Origin.

Com o sucesso da missão, Shatner, de 90 anos, se tornou a pessoa mais velha a ir ao espaço. Anteriormente, o  recorde havia sido batido  por Wally Funk, de 82 anos, no primeiro voo tripulado da Blue Origin.

Esquema do funcionamento do voo
Reprodução/Blue Origin

Esquema do funcionamento do voo

A tripulação do foguete New Shepard ficou cerca de quatro minutos na órbita da Terra, experimentando a gravidade zero. O foguete lança a cápsula com os astronautas no espaço, volta sozinho para o pouso e a deixa em órbita. A cápsula, então, fica lá por esse período de tempo e depois começa a queda, sendo freada por enormes paraquedas, como mostra o esquema acima. Jeff bezos recepcionou os astronautas após o pouso, que foi um sucesso.

Leia Também:  Facebook remove live em que Bolsonaro associa vacina contra Covid-19 a Aids

Confira as imagens do segundo voo tripulado da Blue Origin:


Propaganda

Momento Tecnologia

Google Chrome prepara novo truque para abrir páginas mais rápido

Publicados

em


source

O Google está trabalhando em um novo recurso para acelerar o carregamento de sites pelo Google Chrome . A nova ferramenta promete reduzir o consumo de recursos ao rasterizar somente os elementos necessários de páginas da web. A novidade ainda está em desenvolvimento e, portanto, não está disponível a todos os usuários.

Google Chrome prepara recurso para agilizar carregamento de páginas (Imagem: Caio/Pexels)
Google Chrome prepara recurso para agilizar carregamento de páginas (Imagem: Caio/Pexels)

O protótipo do recurso é conhecido como RawDraw. De acordo com a descrição da função no Chrome Flags, quando habilitada, “o conteúdo da web será rasterizado na superfície de saída diretamente”. A plataforma de ferramentas experimentais ainda indica que é possível utilizá-lo no Android, Chrome OS, Linux, macOS e Windows.

Os detalhes sobre a função foram revelados pelo Android Police . O site explica que o RawDraw foca em melhorar o processo de carregamento de páginas. Isto porque, ao acessar um site, o navegador divide a página em uma grade blocos de 256 x 256 pixels cada. Depois, os recursos são alocados para esses ladrilhos. E é aí que a novidade entra.

A nova função faz com que o Viz, processo por trás da GPU, deixe de alocar as texturas em cada bloco. Assim, os ladrilhos necessários poderão ser rasterizados mais rápido enquanto a carga na memória RAM e CPU (processador) é diminuída. Em consequência, o tempo de carregamento é reduzido e o consumo de recursos se torna mais eficiente.

Leia Também:  Google Chrome prepara novo truque para abrir páginas mais rápido

Leia Também

Opção para ativar o RawDraw no Chrome Flags (Imagem: Reprodução/Tecnoblog)
Opção para ativar o RawDraw no Chrome Flags (Imagem: Reprodução/Tecnoblog)

Google Chrome: RawDraw ainda está em desenvolvimento

Durante os meus testes, consegui habilitar o RawDraw apenas na versão 96.0.4664.18 do Chrome Beta para macOS Monterey (Intel). No canal estável de versão 95.0.4638.54, a novidade não estava disponível para ser ativado. Ambos os procedimentos foram realizados através do Chrome Flags na manhã desta terça-feira (26).

É importante ressaltar que o RawDraw ainda está em desenvolvimento e, portanto, há muita instabilidade Noah momento que podem dificultar ou até inviabilizar o uso do browser. Caso queira testá-lo antes do lançamento (por sua conta e risco), é preciso ter o Chrome Beta instalado. Saiba como habilitar o recurso experimental a seguir:

  1. Abra o Chrome Beta e verifique se há atualizações disponíveis;
  2. Acesse a página “chrome://flags/” pela barra de endereços;
  3. Pesquise por “Enable raw draw”;
  4. No menu de contexto que corresponde à opção “Enable raw draw”, altere de “Default” para “Enabled”;
  5. Reinicie o navegador.
Leia Também:  Anatel lacra quase 10 mil produtos "piratas" do Mercado Livre

Após a reabertura do navegador, o recurso estará ativado. Para desativá-lo ou restaurar as configurações originais, basta repetir o processo e escolher a opção “Disabled” para o primeiro caso ou “Default” para o segundo. Em seguida, é só reiniciar o Google Chrome para que os novo ajustes entrem em funcionamento.

Com informações:  Android Police

Google Chrome prepara novo truque para abrir páginas mais rápido

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA