Momento Tecnologia

Clubhouse chega ao Android em fase de testes

Publicados

em


source
Clubhouse chega ao Android
Unsplash/William Krause

Clubhouse chega ao Android

O Clubhouse está com uma novidade para os seus usuários: a versão do aplicativo está chegando para o Android . A companhia anunciou que a atualização é uma das mudanças para o mês de maio deste ano, junto com a abertura da fase beta do app para o sistema do Google . Além disso, o programa deve chegar para o público geral e não só para usuários selecionados.

O aplicativo de interação por áudio conquistou os internautas no começo de 2021. O Clubhouse teve mais de milhões de downloads e isso somente no iOS , gerando uma movimentação no mercado das redes sociais , que possui uma concorrência acirrada entre TwitterTelegram e Discord .

Você viu?

“Início do beta para Android. Ainda não está rolando, mas nós começamos a distribuir um beta antecipado para um punhado de usuários selecionados. Se você ouvir que alguém está usando o Clubhouse a partir do app para Android, dê a eles uma recepção calorosa! Mal podemos esperar pela chegada de mais usuários Android nas próximas semanas”, disse o Clubhouse.

Em março de 2021, a atualização para Android tinha sido adiada para pelo menos até fim do ano. Porém, após algumas semanas, uma desenvolvedora publicou no Twitter uma pista que sugeria que a novidade estava a caminho, através de uma captura de tela do Clubhouse de um Google Pixel .

Ainda não há mais informações sobre o Clubhouse para Android . Em fase beta, o aplicativo pode requerer certas limitações aos usuários, como participação restrita a ouvinte ou compartilhar acesso somente por meio de convites.

Propaganda

Momento Tecnologia

Apple barrou quase 2 milhões de aplicativos perigosos em 2020

Publicados

em


source
Apple barrou aplicativos fraudulentos
Unsplash/Mihai Moisa

Apple barrou aplicativos fraudulentos

A Apple barrou quase dois milhões de aplicativos da App Store durante o ano de 2020, de acordo com estatísticas divulgadas pela própria empresa. Além disso, cerca de US$ 1,5 bilhão em pagamentos possivelmente fraudulentos foram impedidos. Esse tipo de divulgação é inédita para a gigante de tecnologia.

O número exato de aplicativos bloqueados ao longo do ano não foi revelado, mas a Apple afirma que “quase um milhão” de novos apps e “quase um milhão” de atualizações em apps já existentes foram rejeitados. Destes, 215 mil realizavam alguma violação de privacidade , 48 mil tinham “funções ocultas”, 150 mil eram clones de outros aplicativos e 95 mil tentaram adicionar recursos maliciosos depois de ganhar a confiança dos usuários.

Esta é a primeira vez que a Apple divulga abertamente estes dados. Embora não tenha citado isso em seu relatório, é possível que a  disputa judicial com a Epic Games tenha motivado a companhia a aumentar a transparência da App Store .

Leia Também:  Roblox bate recorde e alcança 42 milhões de jogadores por dia

No processo, a Epic Games mostrou um documento que revela que a Apple soube de mais de 128 milhões de usuários que instalaram aplicativos com comportamento oculto em 2015. No documento público deste ano, a gigante de tecnologia reconheceu que é impossível detectar todos os problemas.

No relatório, a Apple ainda informou que sua loja de aplicativos impediu, em 2020, o uso de três milhões de cartões de créditos roubados, bloqueou um milhão de contas e barrou transferências “potencialmente fraudulentas” que somam US$ 1,5 bilhão.

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA