Momento Tecnologia

Disney+ está chegando: veja o que esperar do catálogo da plataforma

Publicados

em


source

Olhar Digital

Disney+
Unsplash/ Mika Baumeister

Disney+ chega ao Brasil em novembro

O Disney+ é o serviço de streaming de vídeo da Disney, que chega a América Latina para concorrer diretamente com Netflix e Amazon Prime a partir de 17 de novembro de 2020 . O serviço conta com um vasto catálogo com todas as produções da Disney, Pixar, Marvel, Star Wars e National Geographic.

A lista de produções será totalmente exclusiva a partir de seu lançamento, o que significa que todos os filmes da Disney, como os da saga “Star Wars”  foram excluídos de concorrentes como Amazon Prime . Assim, o streaming da Disney e os cinemas se tornam a única forma de ter acesso a qualquer filme desses estúdios.

Os filmes da Marvel Studios que compõe o Universo Cinematográfico Marvel (MCU), como “Homem de Ferro”, “Doutor Estranho” e “Vingadores Ultimato”, estarão no catálogo, bem como novas produções: as séries “Falcão e Soldado Invernal”, “WandaVision” e “Loki”, que estrearão simultaneamente com os EUA. Também há o “Projeto Heróis da Marvel”, um programa que celebra crianças extraordinárias que fazem a diferença em suas comunidades.

Leia Também:  Feriadão com filmes de graça: Telecine libera sinal a partir de hoje

Todos os nove filmes que compõe a saga Skywalker do universo “Star Wars” estarão disponíveis, assim como “Rogue One: Uma História Star Wars” e “Han Solo: Uma História Star Wars”. A animação “Star Wars: The Clone Wars” assim como a série “The Mandalorian”, também estarão no catálogo. A segunda temporada de “The Mandalorian” terá lançamento simultâneo com os EUA .

Clássicos da Disney

Os filmes da Disney estão todos disponíveis, como já era de se esperar. “Branca de Neve e os Sete Anões”, “Bambi”, “Peter Pan” e “A Pequena Seria” são alguns exemplos. Os famosos live-actions como “Aladdin”, “Mogli: O Menino Lobo”, “O Rei Leão” e “A Bela e a Fera” também fazem parte do catálogo. Há algumas produções feitas exclusivamente para o serviço como “A Dama e o Vagabundo”, “Noelle” e “Togo”.

O espírito do Disney Channel também está presente em produções como a série “High School Musical: O Musical: A Série”, “Phineas e Ferb O Filme”, e os seriados mais icônicos como “Hannah Montana”, “Zack e Cody Gêmeos em Ação”, “Kim Possible”, dentre outras.

Leia Também:  iPhone 12 mini é pequeno mesmo? Vídeo compara com iPhone 12 e impressiona

A coleção completa de filmes da Pixar , incluindo “Toy Story”, “Divertidamente”, “Viva- A Vida é uma Festa”. “Wall-E”, “Up”, “Monstros S.A.”, “Procurando Nemo”, “Os Incríveis” e “Valente”, também pode ser conferida, assim como todos os seus curtas.

Por fim, o usuário poderá assistir aos documentários do National Geographic como “Origens: a jornada da espécia humana”, “Jane Goodall: The Hope”, “Antes do Dilúvio” e “One Strange Rock” (apresentada por Will Smith). Vale destacar ainda a série original “The Right Stuff”, adaptação do best-seller de Tom Wolfe que traz um relato de não ficção dos primeiros dias do programa espacial dos EUA.

Propaganda

Momento Tecnologia

Não é só você: Mark Zuckerberg não consegue se conectar em depoimento nos EUA

Publicados

em


source
mark zuckerberg facebook
Reprodução

Mark Zuckerberg durante depoimento ao Senado dos EUA

Quem nunca teve um problema para se conectar em uma chamada de vídeo , que atire a primeira pedra. Nessa quarta-feira (28), ficou claro que esse tipo de dificuldade é geral, inclusive para o CEO de uma das maiores empresas de tecnologia do mundo, o Facebook .

Em depoimento ao Senado dos Estados Unidos , na manhã de quarta-feira, Mark Zuckerberg teve dificuldades para se conectar à chamada de vídeo que também incluía os diretores do Twitter e Google

A falha aconteceu logo no início da sessão, e Zuckerberg teve até que pedir um recesso de cinco minutos para resolver seu problema de internet. “Ouvimos do time do Facebook que Zuckerberg está sozinho e tentando se reconectar. Acho que é um desenvolvimento interessante para o dia de hoje”, informou aos demais o senador Roger Wicker, que presidiu a sessão.

Leia Também:  Instagram libera lives de até 4 horas e permite salvá-las por um mês

Depois que conseguiu se conectar, Zuckerberg pediu desculpas. “Eu consegui ouvir o começo, mas estava com problemas para me conectar”, afirmou. “Entendo bem o sentimento, senhor Zuckerberg”, respondeu o senador.

Na internet , a cena se tornou alvo de comentários de muita gente. “Um dos homens mais ricos do mundo e o chefe do Facebook , empresa cuja missão é conectar pessoas, não conseguir conectar sua chamada de vídeo para trabalhar é… bem 2020″, brincou Steven Dennis, repórter da Bloomberg.

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA