Momento Tecnologia

Fechamento da fábrica da Sony vai deixar o PlayStation 5 mais caro? Entenda

Publicados

em


source

Olhar Digital

PlayStation 5
Divulgação/Sony

DualSense, o controle do PS5

O mercado de tecnologia brasileiro foi pego de surpresa com o anúncio do fechamento da fábrica da Sony em Manaus , o que fez com que muito burburinho fosse criado sobre o lançamento de um dos produtos mais importantes do ano: o PlayStation 5 . A redução da operação da companhia pode afetar o lançamento do console no Brasil?

Primeiro, a Sony deixou claro que, mesmo reduzindo sua presença no país, ainda terá representantes por aqui, que continuarão responsáveis pela distribuição dos produtos relacionados a jogos no Brasil. Ou seja: não será uma situação como a da Nintendo , que havia deixado o mercado nacional sem nenhum tipo de distribuição oficial até este ano.

Outra dúvida importante é relacionada a como isso pode influenciar o preço do PlayStation 5 no Brasil. Afinal de contas, já é esperado que os consoles de nova geração sejam caros, especialmente pela situação econômica e o dólar em patamares recorde.

Leia Também:  Google Meet terá reuniões ilimitadas na versão grátis até 2021

A boa notícia em relação a isso é que mesmo quando a Sony produziu seus consoles no Brasil, ela não fazia isso em sua própria fábrica. Enquanto o PS4 foi montado no país, essa responsabilidade ficava com a Flextronics , uma outra montadora que continua operando nacionalmente e poderia assumir novamente a responsabilidade para produzir o PS5 , mesmo sem a Sony por aqui, se a companhia achar interessante.

Também é importante notar que a Sony chegou a anunciar a produção nacional do PS4, mas acabou desistindo durante a geração. A empresa lançou o console no país por R$ 4.000 apenas com unidades importadas e chegou a virar meme pelo alto valor em 2013. Em 2015, durante a E3, a companhia anunciou a produção local, que ajudou a reduzir o preço do console oficial, mas em 2017 a estratégia já havia sido revertida para importação novamente.

O que isso tudo significa? Que, pelo que tudo indica, nada muda no acesso dos brasileiros ao PlayStation 5 . O PS4 já não era produzido no Brasil e, quando foi, não era montado na fábrica da Sony. O console será caro no Brasil, sim, mas também seria se tudo continuasse como era antigamente. A companhia também já havia demonstrado no início da geração passada a tendência de, pelo menos no primeiro momento, preferir a importação em vez da produção local.

Leia Também:  Xiaomi Mi 10T e 10T Pro vazam com Snapdragon 865 e 5.000 mAh

Mas qual será o tamanho do golpe nos brasileiros interessados no PS5 ? Isso só será possível estimar nesta quarta-feira (16), quando a Sony  realizará novo evento em que finalmente deve revelar os detalhes finais do console, inclusive o tão aguardado preço em dólares, que pode dar a primeira ideia sobre o quanto o videogame custará no Brasil. O custo real para o mercado brasileiro, no entanto, pode continuar desconhecido por mais algum tempo.

Propaganda

Momento Tecnologia

Google Meet terá reuniões ilimitadas na versão grátis até 2021

Publicados

em


source

Tecnoblog

Google Meet
Unsplash/Harry Cunningham

Google Meet amplia prazo para limitar tempo das chamadas de vídeo

O Google Meet continuará a oferecer um recurso premium de graça até março de 2021: usuários do Gmail poderão realizar chamadas em vídeo com duração praticamente ilimitada (máximo de 24 horas). Anteriormente, a  empresa planejava restringir as reuniões em até 60 minutos nas contas gratuitas. No entanto, o cancelamento de ruído e a gravação no Google Drive ficarão exclusivos para clientes G Suite.

“Queremos continuar ajudando aqueles que dependem do Meet para manter contato nos próximos meses”, diz o Google em comunicado. “Como um sinal de nosso compromisso, hoje continuamos com chamadas ilimitadas do Meet (até 24 horas) na versão gratuita até 31 de março de 2021 para contas do Gmail.”

Leia Também:  FarmVille: jogo da fazendinha será desativado do Facebook após 11 anos

Em abril, o Google havia anunciado que iria limitar as videochamadas gratuitas do Meet em 60 minutos a partir de 30 de setembro de 2020. A empresa mudou de ideia dias antes desse prazo.

Além disso, todos os usuários ainda poderão usar o desfoque de fundo , o layout com até 50 pessoas ao mesmo tempo (incluindo você), a transmissão via Chromecast e a integração ao Gmail na web e nos aplicativos de celular.

Recursos premium do Google Meet deixarão de ser grátis

Vale notar, no entanto, que outros recursos premium do Google Meet ficarão indisponíveis em contas gratuitas: ou seja, não será possível realizar gravação de reuniões no Google Drive, nem fazer transmissões ao vivo no domínio para até 100 mil pessoas. Além disso, o limite de participantes por chamada cairá de 250 para 100 (o que deve ser bastante para a maioria dos usuários).

Há outra perda importante: o cancelamento de ruído ficará restrito a clientes do G Suite Enterprise e G Suite Enterprise for Education . O recurso foi liberado esta semana para Android e iPhone; ele já estava disponível na web há alguns meses.

Leia Também:  Twitter alerta usuários para lerem artigos antes de compartilhar

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA