Momento Tecnologia

Google Chrome prepara novo truque para abrir páginas mais rápido

Publicados

em


source

O Google está trabalhando em um novo recurso para acelerar o carregamento de sites pelo Google Chrome . A nova ferramenta promete reduzir o consumo de recursos ao rasterizar somente os elementos necessários de páginas da web. A novidade ainda está em desenvolvimento e, portanto, não está disponível a todos os usuários.

Google Chrome prepara recurso para agilizar carregamento de páginas (Imagem: Caio/Pexels)
Google Chrome prepara recurso para agilizar carregamento de páginas (Imagem: Caio/Pexels)

O protótipo do recurso é conhecido como RawDraw. De acordo com a descrição da função no Chrome Flags, quando habilitada, “o conteúdo da web será rasterizado na superfície de saída diretamente”. A plataforma de ferramentas experimentais ainda indica que é possível utilizá-lo no Android, Chrome OS, Linux, macOS e Windows.

Os detalhes sobre a função foram revelados pelo Android Police . O site explica que o RawDraw foca em melhorar o processo de carregamento de páginas. Isto porque, ao acessar um site, o navegador divide a página em uma grade blocos de 256 x 256 pixels cada. Depois, os recursos são alocados para esses ladrilhos. E é aí que a novidade entra.

A nova função faz com que o Viz, processo por trás da GPU, deixe de alocar as texturas em cada bloco. Assim, os ladrilhos necessários poderão ser rasterizados mais rápido enquanto a carga na memória RAM e CPU (processador) é diminuída. Em consequência, o tempo de carregamento é reduzido e o consumo de recursos se torna mais eficiente.

Leia Também:  Xiaomi vai abrir sua primeira loja oficial no Nordeste em dezembro

Leia Também

Opção para ativar o RawDraw no Chrome Flags (Imagem: Reprodução/Tecnoblog)
Opção para ativar o RawDraw no Chrome Flags (Imagem: Reprodução/Tecnoblog)

Google Chrome: RawDraw ainda está em desenvolvimento

Durante os meus testes, consegui habilitar o RawDraw apenas na versão 96.0.4664.18 do Chrome Beta para macOS Monterey (Intel). No canal estável de versão 95.0.4638.54, a novidade não estava disponível para ser ativado. Ambos os procedimentos foram realizados através do Chrome Flags na manhã desta terça-feira (26).

É importante ressaltar que o RawDraw ainda está em desenvolvimento e, portanto, há muita instabilidade Noah momento que podem dificultar ou até inviabilizar o uso do browser. Caso queira testá-lo antes do lançamento (por sua conta e risco), é preciso ter o Chrome Beta instalado. Saiba como habilitar o recurso experimental a seguir:

  1. Abra o Chrome Beta e verifique se há atualizações disponíveis;
  2. Acesse a página “chrome://flags/” pela barra de endereços;
  3. Pesquise por “Enable raw draw”;
  4. No menu de contexto que corresponde à opção “Enable raw draw”, altere de “Default” para “Enabled”;
  5. Reinicie o navegador.
Leia Também:  Leilão da Receita tem iPhone 12 a partir de R$ 2 mil, celulares Xiaomi e mais

Após a reabertura do navegador, o recurso estará ativado. Para desativá-lo ou restaurar as configurações originais, basta repetir o processo e escolher a opção “Disabled” para o primeiro caso ou “Default” para o segundo. Em seguida, é só reiniciar o Google Chrome para que os novo ajustes entrem em funcionamento.

Com informações:  Android Police

Google Chrome prepara novo truque para abrir páginas mais rápido

Propaganda

Momento Tecnologia

Como fazer sua retrospectiva de 2021 do Apple Music

Publicados

em


source

Página da retrospectiva 2021 do Apple Music
Página da retrospectiva 2021 do Apple Music (Imagem: Lucas Lima/Tecnoblog)

Com o fim do ano, já virou tradição esperar pelas retrospectivas de plataformas de streaming — aquele compilado de músicas, álbuns e artistas que descobriu ou mais ouviu no ano. Ainda que o movimento tenha começado com o “Spotify Wrapped”, outros serviços seguiram a campanha. Já disponível, veja como fazer sua retrospectiva do Apple Music para 2021.

Diferente do Spotify, a retrospectiva do Apple Music é feita pelo navegador, tanto do desktop ou pelo próprio smartphone (iPhone ou Android). Não é possível ver as estatísticas pelo aplicativo, apenas pela página do browser, veja como encontrar:

Leia Também

Leia Também

  1. Acesse a página da retrospectiva do Apple Music

    No navegador, acesse https://replay.music.apple.com/br e toque na opção “Ouça seu mix Replay” . Será necessário fazer login com seu Apple ID. Se estiver no iPhone e o navegador abrir o app do Apple Music direto, encerre o aplicativo e tente novamente ou tente fazer o processo pelo computador. Tela para calcular as estatísticas da retrospectiva de 2021 do Apple Music

  2. Acompanhe as estatísticas

    Depois de fazer login e esperar a página calcular as estatísticas, uma playlist com a retrospectiva de 2021 será oferecida para adicionar à biblioteca. Continue rolando a página para encontrar os dados de músicas, artistas e álbuns mais ouvidos no ano. Retrospectiva do Apple Music de 2021

Leia Também:  Leilão da Receita tem iPhone 12 a partir de R$ 2 mil, celulares Xiaomi e mais

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA