Momento Tecnologia

Google dá dinheiro para quem completar tarefas simples

Publicados

em


source

Olhar Digital

Google
Unsplash/Kai Wenzel

Google dá dinheiro para quem completa tarefas simples

O Google lançou um novo app em que os usuários podem completar tarefas simples em troca de dinheiro. Chamado Task Mate , o app pede que os usuários gravem frases, transcrevam sentenças ou fotografem lojas.

As tarefas são divididas em duas categorias: um usuário pode completar as “sitting tasks” sentado em casa. Já as “field tasks” exigem que o usuário se desloque até um local. Cada tarefa tem uma recompensa associada, por exemplo US$ 0,50 para transcrever 10 frases.

Quando o usuário acumula ao menos US$ 10 em sua conta pode transferir o saldo para o banco de sua preferência. As recompensas são adicionados à conta após análise pela equipe do Google , que verifica se a tarefa foi completada.

Leia Também:  EUA: publicações promovendo atos violentos crescem no Facebook

Segundo o app, o conteúdo gerado poderá beneficiar produtos do Google como a tecnologia de reconhecimento de voz e IA do Google Assistente, ou o Google Maps. Ou seja, o Google está pagando aos usuários para treinar suas inteligências artificiais .

No momento, o Task Mate só está disponível na Índia, e é necessário um convite para acessar o app. No Brasil , o Google tem o Opinion Rewards , que recompensa os usuários com créditos no Google Play ao responder pesquisas sobre seus hábitos de consumo.

Propaganda

Momento Tecnologia

Tuíte de Bolsonaro sobre Covid-19 é sinalizado por ter “informações enganosas”

Publicados

em


source
Presidente Jair Bolsonaro
Marcos Corrêa/PR

Bolsonaro tem criticado prefeitos e governadores que não seguiram a orientação do Ministério da Saúde de recomendar o tratamento precoce contra a Covid-19

O Twitter sinalizou uma publicação do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) por ter “informações enganosas e potencialmente prejudiciais” acerca da Covid-19 , doença causada pelo novo coronavírus (Sars-CoV-2). De acordo com o alerta, o conteúdo do tuíte viola as regras da rede social.

Captura de tela do tuíte do presidente Jair Bolsonaro
Reprodução/Twitter

Captura de tela do tuíte do presidente Jair Bolsonaro

Na publicação, Bolsonaro fala sobre o tratamento precoce da Covid-19 e diz que o uso de medicamentos antimaláricos podem reduzir a progressão da doença, prevenir a hospitalização e diminuir a mortalidade de pacientes. Não há comprovação científica alguma de que os remédios citados pelo presidente sejam eficazes contra a Covid-19.

Embora a publicação tenha sinalizada, ela não foi tirada do ar pelo Twitter. A justificativa foi a de que ela ainda poderia ser de interesse público. A rede social, no entanto, está limitando o alcance do tuíte e não está permitindo que usuários interajam com ela.

A única coisa que é possível fazer é retuitar a publicação. Mesmo assim, a maioria das republicações também está marcada como violadora das regras de uso do Twitter.

Esta não foi a primeira vez que o Twitter agiu contra postagens do presidente. Em março de 2020, tuítes de Bolsonaro foram apagados também por violação de regras relacionadas a conteúdos que envolvam a pandemia.

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA