Momento Tecnologia

Messenger lança recurso para assistir vídeos junto com os amigos; veja como

Publicados

em


source

Olhar Digital

Facebook Messenger
Facebook

Facebook Watch Together é lançado

O Facebook lançou nesta segunda-feira (14) um recurso chamado Watch Together , que permite a um usuário assistir vídeos junto com seus amigos em uma videochamada ou sala do Messenger .

Em uma videochamada do Messenger no smartphone , até 8 pessoas podem assistir a um vídeo simultaneamente. Já em uma sala do Messenger, o número sobe para 50 participantes. Mas não pense que você vai poder organizar um grupo para assistir à 5ª temporada de Lúcifer na  Netflix : apenas conteúdo da aba de vídeo do Facebook (Watch) pode ser compartilhado.

O principal destaque do novo recurso é a possibilidade de assistir ao vídeo e ver as reações dos participantes da chamada ao mesmo tempo, o que segundo o Facebook torna a experiência muito mais próxima de um encontro pessoalmente.

Leia Também:  TikTok: órgão dos EUA alerta sobre perigo do desafio do antialérgico

Embora o recurso pareça ter sido criado sob medida para estes tempos de distanciamento social durante a pandemia de Covid-19 , segundo o TechCrunch ele está em desenvolvimento há dois anos. Entre os desafios enfrentados pela equipe estava a dificuldade de sincronizar múltiplas transmissões de vídeo entre usuários com diferentes tipos e qualidade de conexão, para garantir que todos estejam vendo o mesmo trecho do vídeo ao mesmo tempo.

Segundo o Facebook , o Watch Together estará disponível gratuitamente a partir desta semana nos apps para iOS e Android .

Propaganda

Momento Tecnologia

Nova tecnologia brasileira descobre o que você sente ao ver o que posta

Publicados

em


source
tecnologia
Unsplash/Prateek Katyal

Comentários em redes sociais podem indicar sentimentos dos usuários

Não é segredo para ninguém que todos os dados que fornecemos online são capazes de dizerem muito sobre cada um de nós. Agora, nossos comentários em redes sociais podem definir, inclusive, o que estamos sentindo. Uma solução pioneira no Brasil nesse sentido foi lançada pela Squid , empresa de marketing de influência, em parceria com a Got It , startup paranaense de programação neurológica.

A nova tecnologia é capaz de metrificar os sentimentos em comentários e legendas de redes sociais. A inteligência artificial processa automaticamente o textos e os emojis e, a partir disso, consegue dizer o que o usuário estava sentindo quando publicou o conteúdo. De acordo com o CIO da Squid, Fausto Matsuda, a taxa de acerto é de 93%

Leia Também:  Robô gigante caminha no Japão; assista ao vídeo

O que permite a precisão é o fato de a inteligência artificial estar aliada a um sistema de programação neurolinguística . “A união das plataformas permite trazer uma solução exclusiva no mercado, que consiste em utilizar a programação neurolinguística associada à inteligência artificial na análise do texto. O resultado é um relatório da mensagem principal que nos diz se ela é positiva, neutra ou negativa”, explica Fausto. 

As máquinas sabem de tudo

A nova tecnologia dá mais um passo na direção de permitir que os software entendam as necessidades, gostos e, agora, sentimentos, de cada usuário. “Por meio da inteligência artificial, agora é possível ler e interpretar não só a necessidade de cada pessoa, mas seus sentimentos e emoções. Isso torna a tecnologia cada vez mais pessoal e humana. Com base em análises desse nível será possível aperfeiçoar a tecnologia a um nível cada vez mais sensível onde os computadores passam a entender nossos sentimentos”, define o CIO.

O CEO da Got It, Rodrigo Streithorst, explica que esse entendimento só é possível quando a máquina interpreta além dos textos. É por isso que a inteligência artificial analisa também os emojis utilizados na comunicação virtual, que dizem muito a respeito do sentimento dos usuários.

Leia Também:  Apple lança correção para o iOS 14 que arruma bug no iPhone 7

O resultado do conhecimento é…marketing

Assim como todos os dados que fornecemos online , a metrificação dos sentimentos também serão usadas para fins publicitários. Inicialmente, o objetivo da Squid é saber o que o público sente diante de determinadas campanhas ou publicações de influenciadores. “Hoje em dia o engajamento se mede pelas emoções”, afirma Fausto.

Se hoje nossos cliques, observações, publicações, curtidas e demais rastros digitais já influenciam no tipo de anúncio que recebemos, amanhã as tecnologias agirão de forma ainda mais apurada, e o que sentimos vai ser levado em conta para o marketing digital .

“Para as marcas, é um termômetro para compreender o impacto da ação. Como em qualquer área, o marketing de influência deve ser baseado em dados a tecnologia permite ter uma compreensão mais aprofundada sobre as campanhas, fazendo com que elas sejam mais assertivas”, completa o CIO da Squid.

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA