Momento Tecnologia

Microsoft lançará aparelho Xbox que permite streaming de jogos

Publicados

em

source
Xbox prepara aparelho que libera streaming de jogos
Arthur Henrique

Xbox prepara aparelho que libera streaming de jogos

A Microsoft planeja lançar um dispositivo Xbox para streaming de jogos, especificamente o serviço Xbox Cloud Gaming. Ideia é que o aparelho, nomeado de Keystone, funcione como um Chromecast. A informação foi divulgada pelo Windows Central.

O aparelho, no entanto, não deve chegar tão cedo às prateleiras. 

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia. Siga também o  perfil geral do Portal iG

O Keystone permitiria que os usuários pudessem conectar seus jogos a qualquer TV ou monitor, dispensando o uso de console. 

No ano passado, a Microsoft ventilou a possibilidade de trabalhar em um protótipo semelhante a um Chromecast para utilizar em Smart TVs, mas não havia dado maiores detalhes e nem como funcionaria.

Agora a empresa já fala em entregar o serviço Xbox Cloud Gaming para mais jogadores ao redor do mundo no futuro.

O Cloud Gaming chegou ao Brasil em setembro de 2021 e permite que os usuários joguem a partir de qualquer aparelho com qualidade máxima, apenas necessitando de uma boa conexão.

Entretanto, em abril, a companhia trouxe o streaming de jogos para o Xbox One e Xbox Series X|S em território nacional, o que permite que os assinantes joguem diretamente da nuvem sem a necessidade de instalar o jogo. 



Propaganda

Momento Tecnologia

Ministério da Justiça abre processo contra o TikTok; entenda

Publicados

em

TikTok será investigado pelo Ministério da Justiça
Unsplash/Kon Karampelas

TikTok será investigado pelo Ministério da Justiça

A Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon), vinculada ao Ministério da Justiça, instaurou processo administrativo contra o TikTok para apurar se o aplicativo protege seus usuários em relação a conteúdos nocivos. O processo foi publicado nesta segunda-feira (4) no Diário Oficial da União (DOU).

No fim de junho, a Senacon já havia obrigado o TikTok a remover conteúdo impróprio para menores de 18 anos  da plataforma. Na ocasião, o órgão alegou que a medida seria necessária até que “o sistema de segurança da plataforma, que impede o cadastro de menores de 13 anos de idade e limita o acesso a todo o conteúdo por menores de 16 anos, seja aperfeiçoado, de modo que a idade dos usuários seja verificada de maneira eficaz pela representada”.

Agora, a ByteDance, empresa dona do TikTok, será investigada para verificar se suas ações infringem o Código de Defesa do Consumidor (CDC). No despacho, Laura Postal Tirelli, Diretora do Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor da Senacon, afirma que há alguns “indícios de infração” do CDC por parte do TikTok.

Leia Também:  Novi: após polêmicas, Meta encerra projeto de carteira digital

Ela cita, por exemplo, trechos do Código que exigem “a proteção contra a publicidade enganosa e abusiva” e “a proteção da vida, saúde e segurança contra os riscos provocados por práticas no fornecimento de produtos e serviços considerados perigosos ou nocivos”.

Além disso, ela ressalta que o CDC exige que as empresas reconheçam “vulnerabilidade do consumidor no mercado de consumo” e não se beneficiem “da fraqueza ou ignorância do consumidor, tendo em vista sua idade, saúde, conhecimento ou condição social”, trechos que estão relacionados com a infância.

De acordo com o despacho publicado no DOU nesta segunda, a Secretaria Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos e a Agência Nacional de Proteção de Dados serão comunicadas sobre o processo.

Leia Também:  Vai comprar um carregador de celular? Veja quais cuidados tomar

A reportagem entrou em contato com o TikTok, mas não obteve retorno até a publicação desta matéria.

Fonte: IG TECNOLOGIA

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA

Botão WhatsApp - Canal TI
Botão WhatsApp - Canal TI