Momento Tecnologia

Para maratonar: conheça 10 séries da Netflix com apenas uma temporada

Publicados

em


source

Tecnoblog

Netflix
Unsplash/Piotr Cichosz

Conheça 10 séries de uma temporada na Netflix

Para você não perder mais tempo rodando o catálogo da Netflix à procura de seriados rápidos para maratonar, montamos uma seleção de minisséries e tramas curtas já encerradas do streaming . São 10 séries de uma temporada na Netflix, todas com a nota da crítica e do público, segundo o site de cinema Rotten Tomatoes. Confira!

1. Inacreditável – Nota | Crítica: 98 | Público: 88

Baseada em uma matéria vencedora do Pulitzer e no livro “Falsa acusação – Uma história verdadeira”, Inacreditável conta a história de uma garota acusada de uma falsa denúncia de estupro. Duas detetives, no entanto, ao investigarem outro caso, mudam o rumo de sua história.

  • Direção: Susannah Grant
  • Ano: 2019
  • Episódios: 8
  • Atores: Kaitlyn Dever, Toni Collette e Merritt Wever

2. I Am Not Okay With This – Nota | Crítica: 87 | Público: 86

I Am Not Okay With This é  baseada nos quadrinhos homônimos de Charles Forsman. A série tem como protagonista a jovem Sydney, uma garota que além dos problemas típicos da adolescência, perdeu o pai recentemente, tem uma queda por sua melhor amiga e ainda precisa lidar com superpoderes!

  • Direção: Jonathan Entwistle
  • Ano: 2020
  • Episódios: 7
  • Atores: Sophia Lillis, Wyatt Oleff e Sofia Bryant

3. The Society – Nota | Crítica: 86 | Público: 75

A fictícia cidade de West Ham é palco para The Society , série original Netflix cancelada após sua primeira temporada. Na história, acompanhamos os jovens locais, que ao voltarem para casa de uma excursão, descobrem que todos os adultos da cidade sumiram.

  • Direção: Marc Webb
  • Ano: 2019
  • Episódios: 10
  • Atores: Jack Mulhern e Kathryn Newton

4. Godless – Nota |Crítica: 85 | Público: 85

Minissérie western, Godless não podia ficar de fora de uma lista com séries de uma temporada na Netflix ! Em sua trama, acompanhamos um desertor de um grupo de criminosos ferido à bala, que encontra abrigo em uma cidade quase que exclusivamente habitada por mulheres.

  • Direção: Scott Frank
  • Ano: 2017
  • Episódios: 7
  • Atores: Jeff Daniels, Michelle Dockery e Jack O’Connell

5. Crashing – Nota | Crítica: 82 | Público: 90

Quem se apaixonou por Fleabag, tem tudo para gostar de Crashing , série também produzida e estrelada por Phoebe Waller-Bridge. Na trama, Phoebe interpreta Lulu, uma garota que se junta a um grupo de jovens excêntricos que moram em um hospital abandonado.

  • Direção: George Kane
  • Ano: 2016
  • Episódios: 6
  • Atores: Phoebe Waller-Bridge, Jonathan Bailey e Adrian Scarborough

6. Os Defensores – Nota | Crítica: 78 | Público: 74

A parceria entre a Marvel e a Netflix rendeu diversas séries para o catálogo de streaming , incluindo Os Defensores . Na série, os heróis Demolidor, Jessica Jones, Luke Cage e Punho de Ferro se unem para proteger New York de uma vilã poderosa.

  • Direção: S. J. Clarkson, Peter Hoar, entre outros
  • Ano: 2017
  • Episódios: 8
  • Atores: Charlie Cox, Krysten Ritter, Mike Colter e Finn Jones

7. Everything Sucks! – Nota | Crítica: 71 | Público: 92

Ambientada nos anos 90 e cheia de referências à década, Everything Sucks! acompanha Luke, um garoto nada popular no colégio. Enquanto cresce e aprende a lidar com seus sentimentos, ele tem a ideia de fazer o primeiro filme da escola.

  • Direção: Michael Mohan e Ry Russo-Young
  • Ano: 2018
  • Episódios: 10
  • Atores: Peyton Kennedy e Jahi Di’Allo Winston

8. A Vida e a História de Madam C.J. Walker – Nota | Crítica: 68 | Público: 70

História baseada na biografia de Sarah Breedlove, a primeira mulher negra milionária dos EUA. Em A Vida e a História de Madam C.J. Walker acompanhamos o seu começo de vida pobre e sofrido, até sua ascensão econômica ao construir um império de produtos de beleza.

  • Direção: DeMane Davis e Kasi Lemmons
  • Ano: 2020
  • Episódios: 4
  • Atores: Octavia Spencer e Tiffany Haddish

9. Spin Out – Nota | Crítica: 59 | Público: 91

Estrelado pela atriz algo-brasileira Kaya Scodelario, Spin Out coloca a saúde mental sob seus holofotes. Em sua história, uma patinadora artística solo sofre um acidente, tendo como única chance de ir para as Olimpíadas o caminho da apresentação em dupla.

  • Direção: Samantha Stratton e Lara Olsen
  • Ano: 2020
  • Episódios: 10
  • Atores: Kaya Scodelario e Evan Roderick

10. AJ and the Queen – Nota| Crítica: 52 | Público: 90

Em AJ and The Queen , RuPaul interpreta uma drag queen enganada pelo namorado que sai em turnê pelos EUA para conseguir dinheiro. O que ela não imaginava, porém, é que seria acompanhada por uma criança de forte personalidade nessa aventura.

  • Direção: Michael Patrick King, Adam Davidson, entre outros
  • Ano: 2020
  • Episódios: 10
  • Atores: RuPaul, Izzy G e Michael-Leon Wooley

E você, conhece outras séries de uma temporada na Netflix ? Dá para assistir essa lista bem rápido. Bom divertimento!

Leia Também:  Xbox Series X e S começam pré-venda no Brasil nesta terça-feira
Propaganda

Momento Tecnologia

Google Meet terá reuniões ilimitadas na versão grátis até 2021

Publicados

em


source

Tecnoblog

Google Meet
Unsplash/Harry Cunningham

Google Meet amplia prazo para limitar tempo das chamadas de vídeo

O Google Meet continuará a oferecer um recurso premium de graça até março de 2021: usuários do Gmail poderão realizar chamadas em vídeo com duração praticamente ilimitada (máximo de 24 horas). Anteriormente, a  empresa planejava restringir as reuniões em até 60 minutos nas contas gratuitas. No entanto, o cancelamento de ruído e a gravação no Google Drive ficarão exclusivos para clientes G Suite.

“Queremos continuar ajudando aqueles que dependem do Meet para manter contato nos próximos meses”, diz o Google em comunicado. “Como um sinal de nosso compromisso, hoje continuamos com chamadas ilimitadas do Meet (até 24 horas) na versão gratuita até 31 de março de 2021 para contas do Gmail.”

Leia Também:  Xiaomi anuncia chegada da sua marca POCO ao Brasil

Em abril, o Google havia anunciado que iria limitar as videochamadas gratuitas do Meet em 60 minutos a partir de 30 de setembro de 2020. A empresa mudou de ideia dias antes desse prazo.

Além disso, todos os usuários ainda poderão usar o desfoque de fundo , o layout com até 50 pessoas ao mesmo tempo (incluindo você), a transmissão via Chromecast e a integração ao Gmail na web e nos aplicativos de celular.

Recursos premium do Google Meet deixarão de ser grátis

Vale notar, no entanto, que outros recursos premium do Google Meet ficarão indisponíveis em contas gratuitas: ou seja, não será possível realizar gravação de reuniões no Google Drive, nem fazer transmissões ao vivo no domínio para até 100 mil pessoas. Além disso, o limite de participantes por chamada cairá de 250 para 100 (o que deve ser bastante para a maioria dos usuários).

Há outra perda importante: o cancelamento de ruído ficará restrito a clientes do G Suite Enterprise e G Suite Enterprise for Education . O recurso foi liberado esta semana para Android e iPhone; ele já estava disponível na web há alguns meses.

Leia Também:  Twitter alerta usuários para lerem artigos antes de compartilhar

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA