Momento Tecnologia

Senador americano usa fundo falso para enganar reunião enquanto dirige; veja

Publicados

em


source
Senador dos EUA usa fundo falso para enganar reunião enquanto dirige
Gabriela Bulhões

Senador dos EUA usa fundo falso para enganar reunião enquanto dirige

Um senador estadual do estado de Ohio, localizado nos Estados Unidos poderia ter conseguido enganar qualquer pessoa que assistiu virtualmente a uma reunião do conselho estadual. O motivo? Achar que ele estava participando de casa, mas o cinto de segurança entregou a situação.

Além disso, em dado momento, o senador virou a cabeça para olhar por cima dos ombros, o que parecia ser uma tentativa de olhar melhor para mudar de faixa com segurança, o que seria improvável acontecer dentro de seu escritório em casa.

Nas imagens da reunião, ransmitida ao vivo na última segunda-feira, o senador, Andrew Brenner, apareceu pela primeira vez em um carro estacionado. Após alguns minutos do início da chamada, Brenner mutou seu telefone e então reapareceu com outro plano de fundo para que parecesse que estava sentado em um escritório.

Porém, o cinto de segurança se destacou. Enquanto dirigia, o senador parecia manter os olhos principalmente à frente enquanto ouvia e respondia às perguntas dos demais membros do conselho do estado, que são um corpo de funcionários eleitos que fazem ajustes no Orçamento do Estado.

Ao The Columbus Dispatch, o senador disse que “não estava distraído” durante a reunião e estava “prestando atenção ao dirigir e ouvir” a discussão. A justificativa era de que teve duas reuniões consecutivas em locais diferentes: “E eu já estive em outras ligações, inúmeras ligações, enquanto dirigia. Na maioria das vezes, as chamadas telefônicas, mas nas chamadas de vídeo, não estou prestando atenção ao vídeo. Para mim, é como um telefonema. ”

Essa situação de Brenner coincidiu com a introdução de um projeto de lei sobre direção distraída na Câmara dos Representantes do estado que amplia a proibição de mensagens de texto durante a condução, além de mensagem de texto, transmissão ao vivo, tirar fotos e o uso de aplicativos móveis.

Você viu?

Sendo assim, o projeto de lei tornaria a detenção e o uso de um dispositivo eletrônico durante a condução de um delito primário. Logo no começo de 201, o governador Mike DeWine, de Ohio, incluiu cláusulas em sua proposta de orçamento para reprimir a distração ao dirigir.

Leia Também:  Mais que Loki: veja os lançamentos da semana no Disney+

“As leis atuais de Ohio não vão longe o suficiente para mudar a cultura em torno da distração ao dirigir, e as pessoas estão morrendo por causa disso”, disse DeWine em um comunicado.

Propaganda

Momento Tecnologia

Taxi aéreo para 40 passageiros pode ser o futuro do transporte público

Publicados

em


source
Startup americana  apresenta projeto de ônibus voador elétrico
Reprodução /Nova York Kelekona

Startup americana apresenta projeto de ônibus voador elétrico

No futuro, o transporte de passageiros e até mesmo de carga poderá ser feito com uso de um ônibus voador elétrico. Ao menos é isso o que promete a startup de Nova York Kelekona, que apresentou um projeto conceitual de um veículo do tipo com capacidade de ser um táxi aéreo para até 40 passageiros sentados.

Com design futurista – uma espécie de mistura de dirigível com disco voador -, o ônibus voador elétrico ainda está em estudos, mas seu criador, Braeden Kelekona, tem planos ousados para o ele. O empreendedor acredita que a aeronave terá papel importante no transporte público do futuro, oferecendo viagens longas e rápidas a preços mais baixos do que os oferecidos atualmente.

Para isso, é preciso que a aeronave aguente bastante tempo no ar, e a Kelekona diz que planeja capacidade similar à bateria do Tesla Model 3 em um modelo que roda a 3,6 megawatt hora – nível de energia suficiente para alimentar centenas de casas.

Leia Também:  Hackers invadem EA e roubam código-fonte de FIFA 21 e The Sims

A Kelekona não é a única empresa trabalhando em veículos do tipo. A Uber também planeja um serviço de táxi aéreo chamado Uber Elevate , previsto para ser lançado lá fora em 2023. Com capacidade de transportar quatro passageiros e um piloto, o projeto da Uber teria uma grande desvantagem em relação ao da Kelekona, que teria espaço para 10 vezes mais passageiros.

Táxi aéreo rápido como avião, barato como trem

Os planos ousados da Kelekona envolvem criar, no futuro, diversas rotas aéreas para seus veículos. O primeiro trajeto em estudo é entre Manhattan e os Hamptons – entre a cidade de Nova York e os subúrbios. Atualmente, empresas aéreas cobram US$ 85 para um voo de 30 minutos – a Kelekona faria o mesmo trajeto em tempo semelhante, mas com preço equivalente ao de uma passagem de trem.

Você viu?

Vale ressaltar, no entanto, que tudo isso não passa de promessa, ao menos por enquanto. A Kelekona ainda não conseguiu construir um modelo próprio para testes, realizando estudos com simulação em computadores. Mas, se tudo der certo, a empresa planeja fazer o primeiro voo para carga em 2022 e iniciar em 2024 o transporte de passageiros humanos.

O post Taxi aéreo para 40 passageiros pode ser o futuro do transporte público apareceu primeiro em Olhar Digital .

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA